Pular para o conteúdo principal

Resenha: Niketche | Paulina Chiziane ⁣⁣⁣| Companhia de Bolso

 




A resenha de hoje é do livro Niketche, de Paulina Chiziane, da Companhia de Bolso, Grupo Companhia das Letras.

Sinopse: Rami é uma esposa fiel e subserviente. Ela faz o que manda a tradição, mas nem assim consegue ser amada por Tony, com quem é casada há vinte anos. Certo dia, Rami descobre que o marido tem várias amantes – e filhos – por todo o Moçambique, e decide conhecê-las uma a uma. "Eu, Rami, sou a primeira-dama, a rainha mãe. [...] O nosso lar é um polígono de seis pontos. É polígamo. Um hexágono amoroso", diz. A partir desse encontro surpreendente, todas terão suas vidas completamente transformadas. De origem humilde, Paulina Chiziane foi a primeira mulher moçambicana a publicar um romance – apesar de não se considerar romancista, mas uma contadora de histórias. Em Niketche, ela mistura bom humor, consciência social e lirismo para traçar um vigoroso painel da condição feminina e da sociedade de seu país.

#ResenhaMaeLiteratura ⁣⁣⁣

"...Quero libertar a raiva de todos os anos de silêncio. Quero explodir com o vento e trazer de volta o fogo para o meu leito, hoje quero existir."⁣

Nossa protagonista e narradora é Rami, mãe e esposa de Tony. Após 20 anos descobre que o marido tem quatro outras mulheres e vários filhos. Reúne estas mulheres e de rivais, constrói relações que num primeiro momento o leitor pode não conseguir entender (e aceitar). Rami mostra que com união é possível virar o jogo e mudar a sua história.⁣

Uma trama muito interessante e diferente, que me deixou chocada, brava, inconformada, mas que também me fez rir, me deixou muito curiosa e me trouxe reflexões importantes. O livro também aborda questões de consciência social e cultural. O papel da mulher, a diferença de status (ser divorciada, viúva, a esposa, a primeira esposa...) é bem explorado pela autora.⁣
⁣⁣
Paulina foi a primeira mulher moçambicana a publicar um livro. É uma excelente contadora de histórias e é assim que ela gosta de ser apresentada. Dona de uma ótima escrita, fluida e interessante, dosa com sabedoria humor e crueldade. A aspereza de uma sociedade extremamente cruel com as mulheres, um patriarcado que aceita a poligamia, que exalta cada nascimento de menino e lamenta o da menina.⁣

Capa bonita, de Malangatana, que foi um artista plástico e poeta moçambicano. Foi mantido o português de Moçambique. A edição da Companhia de Bolso é simples e prática, só não gostei do glossário ficar no final. Eu prefiro quando vem no rodapé, pois morro de medo de abrir na última página e ler um spoiler do final :( ⁣

Fiquei impressionada com a sua história e quero ler os outros livros dela. Não foi por acaso que ganhou no ano passado, o Prêmio Camões, um dos maiores prêmios literários mundiais.⁣


Recomendo! Você leu ou quer ler? Me conta!⁣

Sobre a autora
Paulina Chiziane nasceu em Manjacaze, Moçambique, em 1955. Estudou Linguística na Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo (capital do país), mas não concluiu o curso. Atualmente vive e trabalha na província de Zambézia.
Ficcionista, publicou vários contos na imprensa portuguesa e moçambicana. Ganhou notoriedade e projeção em seu país ao publicar o primeiro romance moçambicano escrito por uma mulher, com o livro "Balada de Amor ao Vento" de 1990.
Criadora de enredos impecáveis, Chiziane afirma: "Dizem que sou romancista e que fui a primeira mulher moçambicana a escrever um romance, mas eu afirmo: sou contadora de estórias e não romancista. Escrevo livros com muitas estórias, estórias grandes e pequenas. Inspiro-me nos contos à volta da fogueira, minha primeira escola de arte."

📚 Niketche
Leitura #17 de 2022
Autor: Paulina Chiziane
Ano: 2021
Páginas: 296
Editora: Companhia de Bolso
Livro cedido pela Editora
Minha avaliação: 5 (de 5 estrelas)
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon
Você pode comprar seus livros na Amazon pelo nosso LINK. Não paga nada a mais por isso e ajuda a manutenção do BLOG: Clique aqui. Você também pode adicionar os produtos no carrinho e voltar quando puder.

Gostou do post? Quais assuntos e ou resenhas você gostaria de ver por aqui? Escreve aqui embaixo ou me manda nas redes sociais:


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é