Meu Clube Leitura de Abril

Olá queridos leitores!
Vocês conhecem ou participam de algum clube de livros por assinatura? O Clube Leitura é muito especial! Já contei sobre ele várias vezes  e vocês podem conferir aquiaqui e aqui.
Por isso é com muita alegria que trago para vocês todos os meses os kits recebidos, nossa assinatura 2019 do Clube Leitura. Fico muito feliz ao receber o kit adulto, por vários motivos. Os livros selecionados são ótimos,os mimos são sempre diferentes e legais, e ainda tem um time de consultores fantásticos, que recomendam livros interessantes e diferentes. Para conferir o mês de março, clique aqui. Eu ADORO!! Olha só que maravilhoso o meu kit de abril. 
Em abril escolhi O Livro das vidas, organizado por Matinas Suzuki Jr, da Companhia das Letras . Esta foi a indicação da consultora literária Cristiane Correa.
Neste super kit vieram ainda o livro surpresa, O Livro ilustrado dos maus argumentos, de Ali Almossawi, uma edição bacana da Editora Sextante. E ainda recebi um pin colecionável da Arqueiro e um marcador magnético do Clube Leitura. ADOREI e você, o que achou?
Deixo com vocês as sinopses destes livros interessantes e volto logo com as resenhas para vocês. Clube Leitura arrasou mais uma vez. AMO esta assinatura, os livros são ótimos e os kits super caprichados. Super recomendo!!
O Livro das vidas
O mais novo título da coleção Jornalismo Literário apresenta ao leitor brasileiro uma pequena amostra da arte de escrever obituários. O Livro das Vidas reúne uma seleção de textos publicados na seção de obituários do New York Times, com ênfase nas histórias de pessoas comuns, cujas vidas ganham outra dimensão ao serem descritas com o olhar curioso e afetuoso dos repórteres do diário americano. Em detalhado posfácio que acompanha o volume, Matinas Suzuki Jr., coordenador da coleção Jornalismo Literário e responsável por essa seleção de textos, mostra como a seção de obituários foi ganhando importância ao longo das últimas quatro décadas nos jornais americanos e ingleses. Suzuki relembra a trajetória de Alden Whitman, imortalizado por Gay Talese como o Sr. Má Notícia (em perfil incluído na coletânea Fama & anonimato), que deu novo impulso a este tipo de texto ao entrevistar figuras famosas com o objetivo declarado de recolher informações para os seus futuros obituários. "A seção de obituários do Times é uma cerimônia de adeus diária de bom jornalismo e uma das campeãs de leitura do jornal mais influente do mundo. Há quem pense que a valorização do obituário pela imprensa de língua inglesa seja um ritual de morbidez, mas isso é uma falsa impressão", escreve Suzuki. Para além dos "mortos ilustres", esta coletânea mostra como a seção de obituários pode alcançar grandes momentos ao descrever, com humor, ironia e notável poder de síntese, histórias de pessoas que dificilmente frequentariam as páginas dos jornais. Gente como Angelo Zuccotti, o sujeito que cuidava da porta de El Marocco, famosa boate nova-iorquina, e que considerava sua atividade uma arte. Ou Anton Rosenberg, amigo dos beatniks Jack Kerouac e Allen Ginsberg, que tinha uma atitude tão cool e uma despreocupação e indiferença tão grandes que "nunca chegou muito a nada".

O Livro ilustrado dos maus argumentos
“Não consigo pensar numa forma melhor de aprender essas noções fundamentais de discurso lógico. Um livro encantador.” — Aaron Koblin, diretor criativo do Google Data Arts Team. Diante das discussões cada vez mais absurdas nas redes sociais, Ali Almossawi resolveu resgatar uma dose – necessária e urgente – de lógica para a era da internet. O resultado é este livro acessível, que explica, com divertidas ilustrações, as 19 principais falácias que tornam insustentáveis tantos argumentos e debates. Você aprenderá a reconhecer frequentes abusos da razão, como a falácia do espantalho (em que se deturpa o argumento do outro para poder atacá-lo com mais facilidade), o apelo a uma autoridade irrelevante e a bola de neve (em que uma proposição é desacreditada sob a alegação de que levará inevitavelmente a uma sequência de eventos indesejáveis).
Os desenhos mostram animais cometendo erros de argumentação. O coelho acha que uma estranha luz no céu só pode ser um disco voador porque ninguém consegue provar o contrário (apelo à ignorância). O leão não acredita que a emissão de gases do gado prejudica o planeta porque, se isso fosse mesmo verdade e tivéssemos que eliminar as vacas, ele teria que comer grama, um resultado altamente indesejável (argumento a partir das consequências). Assim, ficará mais fácil escapar das armadilhas da lógica que se espalham por todos os lugares, dos debates no Congresso aos comentários no Facebook. Indispensável para qualquer pessoa que cultive o hábito de ter uma opinião, este livro é um antídoto contra raciocínios fracos
Tem presente para nossos leitores. Usando o cupom MAELITERATURA, você terá 10% de desconto na assinatura, por 6 meses.


Comentários

  1. Não conhecia esse clube de leitura, gostei demais. Eu assino o TAG livros e gosto muito também. Gostei dos seus livros que recebeu. =)))

    ResponderExcluir

Postar um comentário