Meu Clube Leitura de Março


Olá queridos leitores!
Vocês conhecem ou participam de algum clube de livros por assinatura? O Clube Leitura é muito especial! Já contei sobre ele várias vezes  e vocês podem conferir aquiaqui e aqui.
Por isso é com muita alegria que trago para vocês todos os meses os kits recebidos, nossa assinatura 2019 do Clube Leitura. Fico muito feliz ao receber o kit adulto, por vários motivos. Os livros selecionados são ótimos,os mimos são sempre diferentes e legais, e ainda tem um time de consultores fantásticos, que recomendam livros interessantes e diferentes. Para conferir o mês de fevereiro, clique aqui. Eu ADORO!! Olha só que maravilhoso o meu kit de março. 
Em março escolhi o livro O Ano em que morri em Nova York, de Milly Lacombe, Editora Planeta. Assisti uma mesa redonda ano passado com esta autora e ainda não conhecia seu trabalho, por isso a escolha deste livro. Além do título, a sinopse me chamou muito a atenção. Esta foi a indicação de março do consultor literário Flavio Gomes.
Neste ótimo kit vieram ainda o livro surpresa, Fiori de zucca, da Valentina Harris, uma edição belíssima da PubliFolha. Eu amo livros que mesclam culinária e literatura! E ainda recebi um pin colecionável da Arqueiro, da Abbi Gines. AMEI e você, o que achou?
Deixo com vocês as sinopses destes livros interessantes e volto logo com as resenhas para vocês. Clube Leitura arrasou mais uma vez. AMO esta assinatura, os livros são ótimos e os kits super caprichados. Super recomendo!!
Romance de estreia de uma das principais ativistas LGBTT do país, numa mistura de amor a si próprio A protagonista deste romance vai do paraíso ao inferno em poucas páginas. Casada com a mulher que ama, ela suspeita de que tenha sido traída durante uma de suas viagens de negócios. A angústia de não saber o que se passa, o medo de perguntar, desconfiança e a dúvida, que nunca tiveram espaço na relação – considerada perfeita pelos amigos –, agora rondam o casal. Mas será mesmo que a traição existiu? Ou era o amor que estava minguando? O ano em que morri em Nova York não é só a história de um casamento desfeito por conta de uma suposta traição. Estas páginas trazem a trajetória de uma mulher desde a sua redescoberta até o doloroso rompimento. Uma mulher que assume sua orientação sexual tardiamente, e que luta para fazer a família entender, os amigos apoiarem e os colegas de trabalho aceitarem. Jornalista que se tornou ativista das causas LGBTT, Milly Lacombe cria neste seu primeiro romance, com viés autobiográfico, uma história densa, mas aliviada pelo humor. Um livro que é também uma viagem de autoconhecimento, e, acima de tudo, uma história de amor a si próprio.

A chef e escritora Valentina Harris resgata nessa obra a trajetória de sua família e suas memórias gastronômicas mais marcantes. A descendência da nobreza, por parte de mãe, unida às tradições britânicas de seu pai, um oficial do exército inglês, resultaram em influências culturais e culinárias diversas na formação da chef, contadas em 20 emocionantes crônicas e em 85 deliciosas receitas, nessa bela edição repleta de fotos de família e dos pratos apresentados. Valentina relembra histórias como a de seu ancestral Ludovico Sforza, governador de Milão no século XV e provável criador do risoto; a vida dos avós maternos em Constantinopla e Pequim, sua resistência ao fascismo e imigração para EUA, Paris e Bélgica; e ainda homenageia o caseiro da família na Toscana, Beppino, que a ensinou a cozinhar e a desenvolver sua paixão pela culinária. Os pratos representam essa miscelânea de influências, como a reconfortante Sopa de feijão e macarrão, o exótico Pato defumado em chá chinês, a típica Alca chofra romana, o criativo Nhoque de espinafre e pão, o saboroso Clafoutis de cereja e as delicadas Fiori di zucca, as flores de abobrinha fritas que dão nome ao livro.

Tem presente para nossos leitores. Usando o cupom MAELITERATURA, você terá 10% de desconto na assinatura, por 6 meses.


Comentários

  1. Eu participo de dois clubes de leitura (TAG curadoria e Clube Skoob). Participei também do TAG inéditos e Intrínsecos, mas cancelei, pois não gostei de como vinham as capas, a da TAG não era igual ao das livrarias e a dos intrínsecos não tinham estampa. Então prefiro aguardar eles serem lançados no Brasil. Agora o clube skoob é fantástico, fico ansioso sempre que chega um novo mês para eu receber. Esse mês postarei no meu blog a caixa de Abril. =)

    Bjs

    Gustavo

    ResponderExcluir

Postar um comentário