Eu Li: Mistérios da Riviera

| Mistérios da Riviera | Luigi Longo | 412 páginas | Chiado Books
| Minha avaliação: 4/5 estrelas | Sinopse | Skoob | Para comprar: Chiado Books |

Recebi um convite muito especial do autor, para ler este seu lançamento e aceitei na hora. Embora este gênero literário não esteja entre meus favoritos, resolvi sair da minha zona de conforto e ler o livro, não me arrependi, foi uma ótima escolha.

Trata-se de um romance policial, de um autor nacional, ambientado na Riviera Francesa, ingredientes mais que suficientes para me chamar a atenção e me deixar bem curiosa. Gostei tanto, que entrevistei o autor, assim que acabei esta leitura. Você pode conferir a entrevista aqui.

O livro começa pelo final, um dos policiais, personagem não identificado pelos leitores, desvenda os assassinatos em séries e descobre quem é o assassino, fato que só iremos descobrir nas últimas páginas desta trama bem escrita. A partir daí, o autor volta ao início da trama. Este personagem começa a relembrar toda a história e vamos acompanhando a história junto com as suas lembranças.

No início dois detetives são contratados na mesma seleção e começam a trabalhar juntos, numa equipe já formada, na Riviera Francesa. Um deles é Fabien Lorraine, experiente policial, com um currículo brilhante, que enfrenta um drama pessoal, um trágico acidente familiar e busca recomeçar sua vida fora de Paris. O outro é Alex, sobrinho de um importante senador, com fama de playboy e completamente sem noção. Apesar de tudo, formam uma dupla improvável e trabalham juntos para solucionar vários casos, entre eles, o de um maníaco, que assassina mulheres estrangeiras, com requintes de grande crueldade.

Temos vários suspeitos e no decorrer da trama vamos acompanhando cada um, seus álibis. Eu confesso que sempre sou péssima para acertar e meus palpites são quase sempre errados. Claro que não posso dar detalhes, sob o risco de deixar escapar algum spoiler, mas cheguei a pensar acertadamente na identidade do assassino mais para o final do livro. O final ousado, me fez pensar e segundo o autor, há possibilidade de uma continuação.

Fiquei muito envolvida pela trama e não consegui desgrudar do livro. O ritmo intenso da história, bem construída, num cenário detalhado e convincente muito me agradaram. Foi uma leitura fluida e interessante. Não se assuste com o tamanho do livro, são quase 500 páginas, que você devora rapidamente.

Gostei muito da capa, ela tem um ar sombrio que combina com o clima do livro, assim como as suas cores. Páginas amarelas, boa diagramação e letras em tamanho confortável. Só tenho uma ressalva importante a fazer, algo que me aborreceu, aliás sempre me incomoda quando acontece. O livro, infelizmente, não tem uma boa revisão, encontrei vários erros de ortografia. Este é um livro que merece uma revisão bem feita, e imagino que isso seja corrigido na próxima edição. Gostei muito da minha viagem pela Riviera, nesta leitura. Um ótimo passatempo.


Participam também do BEDA: Karla | Lunna Obdulio

Comentários

  1. Oi Clauo! Que diferente, uma trama policial escrita "de trás pra frente"! Adorei a premissa e já fiquei curiosa para ler. Adorei a capa, achei bem suspeita. Pena os erros de ortografia, mas tenho certeza de que será bem revisado para uma próxima edição. Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir

Postar um comentário