Pular para o conteúdo principal

Eu Li: Ela Prefere Finais Felizes

Olá!
Hoje vamos conversar sobre o livro Ela prefere finais felizes, escrito por Ricardo Coiro, Coleção Outro, da nossa parceira, Planeta de Livros.

Sinopse
Um retrato divertido, comovente e atual do mais potente sentimento brotando rápido em meio ao caos urbano. Este livro não tem príncipes, dragões nem reinos. Tampouco super-heróis. Tem gente como a gente, como você, que sangra, chora e, com sorte, tem orgasmos de acordar a vizinhança; que vive entre o desejo de se entregar e o medo de quebrar o coração de novo. Esta é a história do Leco – um guitarrista gaúcho que gostaria de ter nascido na década de setenta –, da Laila – uma veterinária paulistana recém-traída pelo noivo – e de outros personagens de quem você certamente sentirá saudade depois do último ponto-final. Um retrato divertido, comovente e atual do mais potente sentimento brotando rápido em meio ao caos urbano.
Gostei bastante deste livro. Se você espera um livro bem fofinho, cheio de corações e frufrus, você pode se decepcionar. Foi uma leitura diferente e bem gostosa.

Estava de olho neste livro, que foi lançado no final do ano passado e agora chegou a oportunidade de conferir a leitura. Quando solicitei já imaginava o estilo literário que encontraria neste romance contemporâneo, mas ele é melhor ainda do que imaginei! Se fosse para escolher apenas uma palavra para definir esta leitura seria, intensa. A escrita do Ricardo é de uma intensidade e de uma vibração muito interessantes.

A escrita do autor é muito fluida e muito, muito interessante. O moço manda muito bem. A trama tem um ritmo forte que segura sua atenção e eu não queria largar o livro.

Numa linguagem honesta e direta, vamos acompanhando os pensamentos, sentimentos, dúvidas e vivências dos nossos dois protagonistas. Leco, um gaúcho que deixa os pais e vem pra São Paulo, viver de música e Laila, uma veterinária descolada e bacana.

Os capítulos são alternados entre os dois personagens, Leco e Laila, que narram suas histórias com estilo, graça, humor e um ótimo ritmo. Este artifício deixa a trama ainda mais interessante e o mais bacana, eu gostei dos dois, portanto, li todos os capítulos com muito gosto (às vezes acontece de preferir um protagonista e ler com mais atenção os seus capítulos, não foi o caso aqui).

Algumas pessoas podem achar que o autor é muito direto nas descrições das aventuras (e divagações) sexuais dos personagens, principalmente do Leco, mas eu não achei, me diverti e dei muita risada com seus pensamentos, comentários e percepções. Não acho que o livro seja hot, mas ele é bem recheado de cenas de sexo, bem claras e diretas. A mim não incomodou, aliás, acho que Ricardo trabalhou bem este conteúdo mais específico, digamos assim.

Os dois personagens são muito diferentes e talvez por isso também a química entre eles seja tão boa e forte, funcione tão bem. Leco é bem "largado" e malucão, apresenta um comportamento autodestrutivo e sua intensidade não leva a bons caminhos. É tão intenso, que do meio para o final da trama, seus comportamentos destrutivos com bebidas e drogas começaram a me cansar. Nos últimos capítulos, o autor conduz a trama de uma forma bem diferente e também percebi que mudou o ritmo da escrita, me deixando ainda mais curiosa.

Leco tem um coração enorme, uma baixa auto-estima, principalmente profissional, seu pai não acredita no seu potencial e no seu trabalho como músico. O pai é distante, só se acertam quando conversam sobre futebol. A mãe é mega protetora. No início do primeiro capítulo, Leco está para entrar no ônibus a caminho de São Paulo e de uma nova vida e eles estão tristes com esta despedida.

Laila é uma mulher jovem e batalhadora, trabalha num hospital veterinário, lembra com saudades da sua avó italiana e das advertências que esta sempre fazia em relação ao marido e aos homens em geral. Claro que ao conhecer Leco, nossa mocinha, já passou por algumas desilusões e um coração partido e está bem ressabiada quanto a futuros relacionamentos românticos.

Além dos personagens principais, adorei os personagens secundários que cresceram e ganharam espaço na trama e no meu coração. Principalmente o Caramujo e a Claudia, que amigos sensacionais, daqueles que seguram as broncas e fazem diferença nas vidas das pessoas. Hendrix é uma fofura de cachorro, adotado por Leco e Caramujo. E eu adorei conhecer Luis e Miguel, os cachorros da Laila.

A capa é muito bonita, adorei as cores. Diagramação excelente da Planeta, que sempre capricha nas suas edições. Revisão impecável, páginas amarelas, letras em tamanho confortável.

Livro bom é livro que deixa saudades dos personagens e é assim que termino esta leitura, já sentindo falta desta turma pra lá de querida. Você leu? Conhece? Ficou curioso? Me conta!
Sobre o autor
Vive entre o soco e o sopro. Morre de medo do morno e odeia caminhar em cima do muro. Acha que sensibilidade é coisa de macho e que estupidez é atitude de frouxo. Nunca recusou um temaki ou um café. Peca todo dia.

30 /100
Título: Ela prefere finais felizes
Autor: Ricardo Coiro
Páginas: 288
Classificação: 4 estrelas
Editora: Planeta | Coleção: Outro
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Planeta

Comentários

  1. Oi Clauo! Adorei a trama, ainda mais por ser intensa e, pelo visto, bem escrita. Amo quando dois personagens tão diferentes entre si se atraem. Amei também a capa do livro, me encantei pelas cores suaves! Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#TBRdeJunho

O que você pretende ler em junho? Você costuma fazer #TBR? Sabe o que é uma TBR? A sigla TBR significa To Be Read. Ou seja, são os livros que você deseja ler. Muitas pessoas montam suas TBR mensais. Confesso que não tinha o costume de fazer a minha, mas estou me aventurando. Alguns livros furam a fila, outros demoram um pouco mais para serem lidos e tudo bem, tenho esta flexibilidade. Estas são as leituras que programei para este mês! Pretendo acrescentar outros no decorrer do mês, mas a princípio estes são os livros que eu tenho certeza que vão me acompanhar:⁣⁣ ⁣⁣ 📖 Água fresca para as flores, Valérie Perrin, @intrinseca - para a nossa Leitura Coletiva MãeLiteratura #LCmaeliteratura⁣⁣ 📖 Na Estrada com o ex, Beth O´Leary, @intrinseca ⁣⁣- para o Clube da Leitura MãeLiteratura⁣⁣ 📖 Lar em chamas, Kamila Shamsie, @Grua_livros - para o #12livrospara2022 de junho 📖O que é que ele tem, Olívia Byington, @editora_objetiva, para o nosso Clube @CompanhiadasLetras deste mês⁣⁣ 📖 Maria Bonita,

Nossa Semana #22

Olá! Hoje eu quero te contar como foi a nossa semana por aqui. Uma semana com vários eventos lindos! Teve Clube da Leitura, musical, circo, muito trabalho, ótimas leituras e aconchego, semana de friozinho gostoso por aqui.   Eu amo organizar minhas leituras e estou usando o Diário de Leitura , que recebi em parceria com a Fina Folha Papelaria . Adoro os produtos desta papelaria mais que especial! Aqui um pouquinho das leituras desta semana. Com este tempinho frio, que eu amo, aproveito para fazer sopas. Adoro este tipo de jantar. Aqui uma sopa de grão de bico com calabresa. Ficou uma delícia. Na quarta feira tivemos a segunda discussão do nosso Projeto Jorge Amado, As Mulheres de Jorge Amado, em parceria com a Companhia das Letras. Discutimos o livro Dona Flor e seus dois maridos. Foi muito sensacional!   Na sexta feira, eu, a Letícia, minha irmã Fernanda e a Bia, minha sobrinha e afilhada, assistimos a reestreia de PETER PAN, O MUSICAL, no Teatro Alfa. Foi lindo!⁣  Leia o post complet