Pular para o conteúdo principal

Eu Li: Longe de Casa


Hoje trago trago para vocês a resenha do livro Longe de Casa, da Malala Yousafzai, da Editora Seguinte, do Grupo Companhia das Letras. Eu li este lançamento disponibilizado pela Editora, através da plataforma NetGalley.

Sinopse
Neste livro, a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz conta sua história de migração e dá voz a garotas que estão entre os milhões de refugiados pelo mundo. Ao longo de sua jornada, a paquistanesa Malala Yousafzai visitou uma série de campos de refugiados, o que a levou a pensar sobre sua própria condição de migrante — primeiro dentro de seu país, ainda quando criança, e depois como ativista internacional, livre para viajar para qualquer canto do mundo, exceto sua terra natal. Em Longe de casa, que é ao mesmo tempo um livro de memórias e uma narrativa coletiva, Malala explora sua própria trajetória de vida e apresenta as histórias de nove garotas de várias partes do mundo, do Oriente Médio à América Latina, que tiveram que deixar para trás sua comunidade, seus parentes e o único lar que conheciam. Numa época de crises migratórias, guerras e disputas por fronteiras, Malala nos lembra que os 68,5 milhões de deslocados no mundo são mais do que uma estatística — cada um deles é uma pessoa com suas próprias vivências, sonhos e esperanças.



Há tempos que acompanho com atenção e admiração a trajetória da Malala, esta moça paquistanesa, tão decidida e carismática. Sua história ganhou o mundo com o atentado que sofreu no Paquistão, onde morava com sua família. 

A questão grave e triste dos refugiados está aí no nosso dia a dia e grita cada vez mais, trazendo à tona histórias de lutas, dores e muitas lágrimas. Não consigo imaginar o que é ter que deixar seu país, sua vida, seus amigos e fugir, escapando da guerra, da miséria, da falta de expectativa de vida. Muito, muito triste.

É sobre este tema tão atual e trágico que Malala escreve tão bem. Fora de casa é o quarto livro que li sobre a história de vida da Malala e talvez por causa disso esta tenha sido uma leitura tão interessante. Sugiro que você leia primeiro Eu sou Malala, para depois ler e entender melhor este livro. 

Malala fala com várias refugiadas, ouve e reconta no livro histórias de dor e superação de meninas como ela, que apesar de tudo ainda enxergam um futuro pela frente.

Separei algumas passagens que me marcaram mais, para compartilhar com vocês aqui. Tanto Malala quanto suas entrevistadas reforçam o papel fundamental da educação e o direito inquestionável que todas as meninas devem ter de frequentarem a escola.


"No primeiro ano, foi como se meus olhos se abrissem de repente. A escola era minha janela para o mundo".

"Percebi na mesma hora a extensão do meu privilégio. Onde eu via tantos problemas, eles viam oportunidades"

" Embora às vezes sinta que meu país desistiu de mim, nunca desisti dele"

"...mas ainda há muito o que fazer no meu país - embora eu não more mais lá, ainda é o meu país. Ele está sempre presente nos meus pensamentos e nas minhas ações"

A capa do livro é muito bonita! Eu li no Kindle este livro, e por isso não tenho algumas informações importantes sobre a diagramação, como tamanho de fonte e cor das páginas. 

Sobre a autora
Malala Yousafzai é uma estudante e ativista paquistanesa. Ela é conhecida por seu ativismo pelos direitos à educação e o direito das mulheres, especialmente no Vale do Swat, onde o Talibã às vezes proíbe meninas de frequentarem a escola. Em 9 de outubro de 2012, Yousafzai foi baleada na cabeça e pescoço em uma tentativa de assassinato por talibãs armados quando voltava para casa em um ônibus escolar. Nos dias que se seguiram ao ataque, ela permaneceu inconsciente e em estado crítico, mas mais tarde a sua condição melhorou o suficiente para que ela fosse enviada para o Queen Elizabeth Hospital, em Birmingham, Inglaterra, para a reabilitação intensiva. Em 12 de outubro, um grupo de 50 clérigos islâmicos no Paquistão emitiu uma fatwa contra aqueles que tentaram matá-la, mas o Talibã reiterou sua intenção de matar Malala e seu pai.


Longe de Casa
Autor: Malala Yousafzai
Ano: 2019
Páginas: 222
Editora: Seguinte
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Editora Seguinte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç