Eu Li: A Imensidão Intima dos Carneiros

Olá
A resenha de hoje é do livro A Imensidão Intima dos Carneirosescrito por Marcelo Maluf, Editora Reformatório.

Sinopse
Das distâncias entre as montanhas de Zahle e Santa Bárbara D'Oeste, entre 1920 e 2013, entre o império otomano e a ditadura brasileira, entre um avô e um neto e, da aproximação do fantástico com o autobiográfico, irrompe a narrativa deste romance evocativo, lírico e sensível sobre o medo e suas consequências. Assaad Simão Maluf veio do Líbano para o Brasil ainda menino, depois de viver uma tragédia na família, no ano de 1920. Marcelo, seu neto, não o conheceu. Quando nasceu, em janeiro de 1974, Assaad Simão já havia falecido. Apenas sabia de seu avô pelas histórias que contavam os seus pais e tios. Mas, na busca por compreender sua própria identidade e a dos seus antepassados, Marcelo se vê no ano de 1966, na casa do avô, na cidade de Santa Bárbara D`Oeste, interior de São Paulo. Sentado à janela da casa, Assaad escreve em um caderno suas memórias sobre a infância no Líbano, quando pastoreava carneiros nas montanhas de Zahle. Marcelo acompanha, como uma presença invisível, a escrita do avô, que está vivendo os seus últimos dias.


Esta leitura foi uma dica do Christian Assunção, que eu admiro muito e que tem um gosto literário muito parecido com o meu e por isso fico de olho nas suas leituras sempre. Como ele disse que esta foi uma das melhoras leituras que ele fez, separei para ler.

A leitura foi muito interessante e diferente porque mescla realismo fantástico com a poderosa herança de símbolos e sentimentos familiares. O livro narra a história de três gerações, avô, pai e filho. O filho, Marcelo, autor do livro, conta sua interpretação sobre fatos da vida do avô Assad.

Gostei muito deste personagem. Assad é carismático, teve uma vida permeada de sofrimentos, mas seguiu em frente. Veio para o Brasil, fugindo da violência em seu país e chegou como tantos imigrantes, sem sabe falar português, com saudades dos seus parentes. Emoções nem sempre vivenciadas...

Os carneiros são ao mesmo tempo pano de fundo e personagens da trama, assumindo em alguns momentos características humanas.

Um livro muito bem escrito, numa linguagem poderosa e envolvente. Uma  escrita com traços oníricos e repleta de sentimentos e afeições sutis. Personagens interessantes, fortes e ao mesmo tempo frágeis. 

Achei a capa super diferente e bacana. Não posso falar sobre a diagramação, pois li no Kindle, então não sei como é no livro físico.

Gostei muito desta leitura tão diferente e concordo com o Christian, vale a pena a leitura! Leia e me conte o que você achou.

Sobre o autor
Marcelo Maluf é escritor e professor de criação literária. Graduou-se em Arte-educação (2004) e fez mestrado em Artes, (2007) ambos pelo Instituto de Artes da UNESP. Em 2013 foi contemplado com a Bolsa de criação literário do Governo do Estado de São Paulo (ProAc) para o seu romance “A imensidão íntima dos carneiros” (Editora Reformatório, 2015). Livro Finalista do Prêmio da APCA – 2015, Finalista do Prêmio Jabuti, 2016 e Vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura, 2016, na categoria autor estreante com mais de 40 anos. Escreveu ainda o livro de contos “Esquece tudo agora" (Editora Terracota, 2012), o infantil “As mil e uma histórias de Manuela” (Editora Autêntica, 2013), livro selecionado pelo PNLD- PNAIC (2014), e os infanto-juvenis “Jorge do Pântano que fica logo Ali” (FTD, 2008), e “Meu pai sabe voar” (FTD, 2009) este em parceria com Daniela Pinotti – livro selecionado pela FNLIJ para o catálogo da Feira de Bolonha - 2010. Tem contos publicados em diversas antologias e revistas literárias.

A Imensidão Intima dos Carneiros
Autor: Marcelo Maluf
Ano: 2015
Páginas: 152
Editora: Reformatório
Classificação 4/5
Adicione no Skoob
Para comprar: Kindle (unlimited)



Comentários

  1. Oi Clauo! Achei muito interessante a ideia do livro em que animais tomam formas e se manifestam como humanos, com uma história tão chocante sobre refugiados. Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir

Postar um comentário