Pular para o conteúdo principal

Eu Li: 1932 São Paulo em Chamas

Hoje trago para vocês um livro simplesmente sensacional e imperdível!
Se você gosta de história, daquelas bem contadas, você não pode deixar de ler 1932 São Paulo em chamas - Como a Revolução Constitucionalista conquistou corações de estudantes, trabalhadores, donas de casa, empresários e quase derrubou Getúlio Vargas, escrito por Luiz Octavio de Lima, da nossa parceira Editora Planeta.
Quando eu soube deste lançamento fiquei doida para ler. Terminei a leitura, mas não tinha postado aqui para vocês ainda porque queria postar hoje, dia 09 de julho, já que hoje é a data comemorativa desta parte triste e conturbada da nossa história, narrada brilhantemente neste livro.
Minhas impressões
A revolução paulista de 1932 sempre me chamou a atenção, pois desde pequena escuto sobre ela. Temos uma ligação próxima. Meu nonno (meu avô paterno, na foto acima com minha avó Yolanda) Pantaleão Leonardi, se alistou voluntariamente e foi um dos jovens e orgulhosos combatentes. Para defender São Paulo, ele ficou baseado em Casa Branca, interior de São Paulo. Por conta deste fato histórico e afetivo foi ainda mais emocionante ler este livro.

Luiz Octavio escreveu um livro simplesmente DELICIOSO! A história narrada por um pesquisador atento e cuidadoso torna-se um prazer. Como é bom aprender assim. A leitura foi muito fluida e prendeu minha atenção do início ao fim. 

Pensei muito e não foi fácil fazer esta resenha para vocês. Sabem por que? Porque o livro é tão interessante, repleto de tantas histórias bacanas e diferentes que foi muito difícil selecioná-las. Separei algumas passagens, que achei muito interessantes e vou destacar aqui apenas uma pequena parte, senão esta resenha ficará enorme.

Vocês sabiam que nenhum dos quatro rapazes conhecidos como MMDC (Martins, Miragaia, Dráuzio e Camargo) não eram estudantes?! Camargo por exemplo tinha 30 anos, era casado e tinha três filhos. O símbolo e o estopim da revolução são as mortes destes homens que manifestavam contra a política do Presidente Vargas em relação a São Paulo.

Luiz octavio conta que o capitão médico da força pública, Juscelino Kubistchek de Oliveira, então um jovem de 29 anos foi deslocado para servir a tropa na cidade de Passa Quatro. Mais tarde seria presidente da república. Sob sua chefia, no hospital de sangue de Passa Quatro, atuaria o futuro diplomata e expoente da literatura nacional João Guimarães Rosa.

El Tigre, apelido do ídolo nacional, o famoso jogador de futebol Arthur Friedenreich, apresentou-se para combater ao lado dos paulistas, trazendo todos seus troféus e medalhas para serem convertidos na campanha chamada "Ouro por São Paulo", ajudando na confecção de capacetes, armas e dinheiro para o movimento.

As mulheres se destacaram na ajuda também. Dorina de Gouvêa Nowil, então uma adolescente de 13 anos arriscava a vida para ajudar os combatentes, cuidando dos feridos, arrecadando fundos, costurando uniformes e agasalhos, organizando o correio militar e até fabricando munições. Ela ficaria cega aos 17 anos e mais tarde fundaria a maravilhosa Fundação Dorina Nowill para tratamento e reabilitação de deficientes visuais.

Antes motivo de orgulho e realização para Santos Dumont, o ronco das máquinas voadoras nesta fase o enlouqueciam. O inventor não conseguia suportar que sua própria invenção fosse empregada para a destruição, ainda mais no combate entre irmãos brasileiros.

Maria José Bezerra, alistada inicialmente na enfermagem aos 36 anos, conseguiu uma farda e passando-se por homem acabou por formar um novo batalhão. Temos no livro muitas histórias de personagens destemidos, fortes e carismáticos.

Histórias de criatividade, coragem e luta recheiam este belo livro. É uma leitura inspiradora, que me fez sentir ainda mais orgulho de ser paulista. Lutamos bravamente, acreditando na revolução e nos seus ideais. 

Acredito que este livro deveria ser adotado por todas as escolas nacionais, aliás livros como este, tornam a história muito mais interessante e de fácil entendimento.
Sobre o livro 
A capa é muito bonita e representa muito bem o ideal paulista. 
Diagramação perfeita! Letras em tamanho confortável, páginas amarelas, sem erros. 

Gostei muito das fotos e do material organizado pelo Luiz Octavio. Fica evidente o cuidado e a pesquisa minuciosa que o escritor fez para escrever este livro. Agora quero ler os outros dois livros dele. Meu pai se adiantou, leu este e o livro anterior e adorou.
1932 é livro muito inspirador, a altura do momento histórico vivenciado. Recomendo muito, muito esta leitura.

Sobre o autor
Luiz Octavio de Lima é jornalista, formado pela PUC-RJ e com MBA em economia pela Unicamp-Facamp. Atuou nas redações de O Globo, Folha de São Paulo, Veja, O Estado de São Paulo, Época e Exame. Foi finalista do prêmio Jabuti 2015 com o livro Pimenta Neves: uma reportagem. É autor de A Guerra do Paraguai e 21 Grandes batalhas que mudaram o Brasil, ambos lançados pela Editora Planeta.

1932 São Paulo em Chamas
Autor: Luiz Octavio de Lima
Ano: 2018
Páginas: 352
Editora: Planeta
Classificação 5/5 - Favoritado
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Planeta | Amazon

Comentários

  1. Gosto muito da história de São Paulo e fiquei curiosa para ler esse livro, justamente por falar de um tema que é difícil encontrar material para ler a respeito. Acho esse momento da historia paulista muito interessante. E sua resenha ajudou a aguçar meus instintos cá.
    Bacio carissima

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Adorei a resenha, a história de São Paulo e do país, assim bem escrita, com certeza seria um belo incentivo para se trabalhar melhor e mais prazerosamente em sala de aula.
    Confesso que esse tipo de livro histórico não é do meu favorito de leitura, mas você contou com tanta empolgação e esses pequenos trechos das histórias que são contadas no livro me deixou muito curiosa! Se tiver oportunidade, com certeza lerei! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
  3. Oie, Clauo!

    Que resenha linda e que livro maravilhoso!
    Eu também sempre escutei falar muito da revolução por um tio meu que foi combatente e ele sempre falava com tanta emoção que era difícil ficar indiferente a essa parte da história.
    Adorei seu post, a foto do seu nonno!!
    Claro que já quero ler muito esse livro.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de saber se o livro é bem ilustrado, com fotos das armas usadas durante a Revolução. Grata

    ResponderExcluir
  5. Grata por sua resenha. Tenho muito interesse por história, principalmente história paulista. Um abraço, Sandra Abrano.

    ResponderExcluir
  6. A Revolução de 1932 foi tão emblemática e Getúlio Vargas foi tão repudiado que não nenhum logradouro público em São Paulo com o seu nome, a não a "importada" fundação universitária que leva seu nome.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç