Pular para o conteúdo principal

Eu Li: O Gato na Árvore - Marco Antonio Martire - Editora Moinhos


Olá!!
Hoje trago para vocês a resenha do livro O Gato na Árvore - Marco Antonio Martire - Editora Moinhos.
Eu ADORO ler crônicas! Sempre gostei e procuro intercalar estas leituras com outros gêneros literários. Ler e refletir sobre a vida, sobre o cotidiano é um exercício excelente. Recebi este livro da nossa parceira Oasys Cultural, após minha solicitação, pois fiquei muito interessada nesta leitura. É um lançamento. Foi lançado dia 05 no Rio de Janeiro.
SinopseA visão de Marco Antonio Martire é dos antigos cronistas. Suas crônicas buscam os fatos que passam desapercebidos. Como Paulo Mendes Campos, “causos” são elaborados, revistos e complementados pela sensibilidade do cronista. A ironia, notável em sua construção narrativa, é uma aliada que transpira esta distinção. O autor de O gato na árvore se mantém um observador que utiliza de uma pretensa neutralidade para escancarar um sentimento seu. Ao fazê-lo, convida o leitor a sentar-se com ele nesta mesa de bar literária. Como um amigo que relata seus prazeres e dores, passamos a compartilhar da mesma sensação. O inevitável é ser parte da história.
Ficha técnica
Título: O Gato na Árvore
Autor: Marco Antonio Martire
Ano: 2018 
Páginas: 128
Editora: 
Moinhos
Avaliação: 5/5 
Livro cedido pelo autor
Para comprar: Editora Moinhos | Amazon
Adicione o livro no Skoob

Adorei a capa,  achei linda a combinação das cores. O título do livro é o mesmo de uma das crônicas que o compõem. A diagramação da Editora Moinhos é ótima! Páginas amarelas, letras em tamanho confortável para leitura, bom espaçamento, revisão perfeita. 
O livro é composto por 48 crônicas curtas e muito, muito interessantes. Foi uma leitura prazerosa e fluida. Marco Antonio escreve sobre o cotidiano e suas reflexões me fizeram pensar bastante. Sua escrita é muito bonita e interessante.
A crônica me encanta. Talvez por conta da minha profissão, o treino ao olhar, perceber o cotidiano me instiga sempre. Por isso é sempre muito bom quando encontro outros observadores como eu. Quando encontro um observador com um olhar tão afiado e diferenciando, é motivo de muita satisfação.

Quando soube do seu lançamento, fiquei muito curiosa para ler e conhecer a escrita do Marco Antonio. Não me arrependi, muito pelo contrário, Marco ganhou mais uma fã.
Gosto de ler sobre o dia a dia. Eu dei risada, senti ternura e nostalgia lendo seus textos.
O autor aborda temas corriqueiros, mas seu olhar nos leva a reflexão sempre. Tendo como pano de fundo a cidade onde vive, o Rio de Janeiro,  Marco Antonio escreve sobre possibilidades de relacionamento, expectativas, tecnologia, atividade física, qualidade de vida. Em várias crônicas como Eu sei quem é você amanhã e No sol sou de assar as coxas, senti uma grande identificação. Marco reflete meus pensamentos. 
Algumas críticas ao uso exagerado desta tecnologia fazem sentido e encontram respaldo não só no meu pensamento, como no da maioria das pessoas. Há um exagero sim, corre-se o risco de cade vez menos contato e mais virtual. 
O autor encontrou um tom muito interessante neste livro, ao mesmo tempo que ele é um observador, ele comenta certos tópicos com uma leve ironia, que não é nada exagerada, mas que tempera o texto muito bem, trazendo ao mesmo graça, reflexão e interesse.

"Viver o futuro através da compreensão do que somos é essencial e essa resposta surge para quem conhece e respeita sua ancestralidade. Mesmo que conhecer  signifique seguir na direção contrária à que pregavam os mais velhos. Porque este mundo prossegue sempre no embate entre o velho e o novo. O que fica chamamos de tradição". (crônica: De nascença)

Na ótima entrevista que o autor concedeu à Valéria Martins (jornalista responsável pela Oasys Cultural), conta que prepara um romance e eu obviamente, já aguardo ansiosa por este texto.
" Os leitores gostam de romance, não é?Então vamos ao romance, que seja um romance curto ainda, como início, para testar o fôlego, mais tarde quem sabe um romance que se espera, desses em que o suor sossega na sobrancelha. Veremos".
Você pode, assim como eu, deliciar-se com as crônicas do Marco Antonio todas as quartas feiras na RUBEM
Marco Antonio Martire é carioca, graduado em Comunicação pela UFRJ e pós-graduado em Língua Portuguesa pela UCAM. Foi premiado pelos contos de “Capoeira angola mandou chamar” (publicados em 2000 pela Fundação de Cultura Cidade do Recife), lançou a novela “Cara preta no mato” em formato ebook, e participou das coletâneas de contos “Clube da Leitura – volume III”, “Escritor Profissional – volume 1” e “Clube da Leitura – volume 4”. É membro do coletivo Clube da Leitura. Escreve para a RUBEM quinzenalmente às quartas-feiras. “O gato na árvore” é seu primeiro livro de crônicas. 

Recomendo muito esta leitura! Leia e depois me conte o que achou. Vou adorar saber.

Comentários

  1. Clauo!! Que capa linda!!
    Eu também adoro crônicas e sempre leio junto com outros livros para dar aquela relaxada.
    Esse parece ótimo e já vai para minha lista!

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Adoro crônicas.
    Ainda mais quando passeiam pelo cotidiano, como fizeram Drummond, Nelson, Rubem.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#TBRdeJunho

O que você pretende ler em junho? Você costuma fazer #TBR? Sabe o que é uma TBR? A sigla TBR significa To Be Read. Ou seja, são os livros que você deseja ler. Muitas pessoas montam suas TBR mensais. Confesso que não tinha o costume de fazer a minha, mas estou me aventurando. Alguns livros furam a fila, outros demoram um pouco mais para serem lidos e tudo bem, tenho esta flexibilidade. Estas são as leituras que programei para este mês! Pretendo acrescentar outros no decorrer do mês, mas a princípio estes são os livros que eu tenho certeza que vão me acompanhar:⁣⁣ ⁣⁣ 📖 Água fresca para as flores, Valérie Perrin, @intrinseca - para a nossa Leitura Coletiva MãeLiteratura #LCmaeliteratura⁣⁣ 📖 Na Estrada com o ex, Beth O´Leary, @intrinseca ⁣⁣- para o Clube da Leitura MãeLiteratura⁣⁣ 📖 Lar em chamas, Kamila Shamsie, @Grua_livros - para o #12livrospara2022 de junho 📖O que é que ele tem, Olívia Byington, @editora_objetiva, para o nosso Clube @CompanhiadasLetras deste mês⁣⁣ 📖 Maria Bonita,

Nossa Semana #22

Olá! Hoje eu quero te contar como foi a nossa semana por aqui. Uma semana com vários eventos lindos! Teve Clube da Leitura, musical, circo, muito trabalho, ótimas leituras e aconchego, semana de friozinho gostoso por aqui.   Eu amo organizar minhas leituras e estou usando o Diário de Leitura , que recebi em parceria com a Fina Folha Papelaria . Adoro os produtos desta papelaria mais que especial! Aqui um pouquinho das leituras desta semana. Com este tempinho frio, que eu amo, aproveito para fazer sopas. Adoro este tipo de jantar. Aqui uma sopa de grão de bico com calabresa. Ficou uma delícia. Na quarta feira tivemos a segunda discussão do nosso Projeto Jorge Amado, As Mulheres de Jorge Amado, em parceria com a Companhia das Letras. Discutimos o livro Dona Flor e seus dois maridos. Foi muito sensacional!   Na sexta feira, eu, a Letícia, minha irmã Fernanda e a Bia, minha sobrinha e afilhada, assistimos a reestreia de PETER PAN, O MUSICAL, no Teatro Alfa. Foi lindo!⁣  Leia o post complet