Pular para o conteúdo principal

Papo Médico com o Dr Rodrigo Rosa - Primeira Consulta Ginecológica

Este mês pedi ao nosso consultor médico, Dr Rodrigo Rosa, para explicar qual é o momento adequado para primeira consulta ginecológica e como será esta consulta.
Este é um tópico que gera muitas dúvidas, não só nas mocinhas, mas também nas mães. Quando devemos procurar uma avaliação ginecológica? 
A primeira consulta no ginecologista: parceria entre mãe e filha é fundamental
Mesmo com as mudanças sociais e comportamentais, muitas mães ainda acreditam que ao levar suas filhas ao ginecologista estão dando o aval para iniciar a vida sexual.  O fato é que ao decidir que chegou a hora, a garota não vai esperar o consentimento dos pais. Por isso, é importante que a partir da primeira menstruação a menina vá ao ginecologista.
É neste momento, que a menina precisa entender a transformação do corpo dela. A mãe deve explicar que o ginecologista além de um médico especialista é um amigo que vai acompanhá-la por toda a vida, seja orientando, monitorando ou tratando. 
Porém, a ida ao consultório ginecológico não pode acontecer contra a vontade da filha, deve ser natural, na companhia da mãe ou não – é a menina que vai decidir. Para a tomada dessa decisão, é fundamental que a mãe seja parceira da filha e converse abertamente ela, com delicadeza, passando tranquilidade.   
Se a filha optar que a mãe acompanhe na primeira consulta, é importante que ela (mãe) assuma apenas o papel de ouvinte, se colocando no lugar da filha, respeitando, assegurando a confiança entre elas.
Assim, na primeira consulta, o ginecologista e a paciente conversarão sobre hábitos de vida, a primeira menstruação, presença de cólicas, doenças de infância e enfermidades na família, o que não implica em um exame minucioso. Tudo vai acontecer de acordo com as necessidades da menina, que será sempre respeitada. As conversas com o ginecologista vão deixá-la confortável e o mais importante segura para ser uma mulher saudável e feliz.
Sobre Rodrigo da Rosa Filho :O médico Rodrigo da Rosa Filho é especialista em reprodução humana. Graduado em medicina pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp/EPM), Rodrigo é sócio fundador da Clínica de Reprodução Humana Mater Prime. É membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH) e da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de São Paulo (SOGESP), e co-autor/colaborador do livro “Atlas de Reprodução Humana” da SBRH e autor do livro” Ginecologia e Obstetrícia- Casos clínicos” (2013).

Comentários

  1. Muito importante a ida ao ginecologista. Deixa mãe e filha protegidas e amplia o laço de amizade entre elas. Adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. Eu lembro da minha primeira consulta com a minha ginecologista. Foi tão bacana que continuo com ela até hoje!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, lembrei da minha primeira consulta e minha mãe me acompanhou. Agora, ao ler esse post, pensei que terei o mesmo papel com a minha filhota. E acho bem isso, que a filha precisa optar pela presença da mãe e o nosso papel é de ouvinte. Adorei o post!

    ResponderExcluir
  4. Ótimo tema Clau, muito esclarecedor para as mães de meninas. Lembro até hoje da minha primeira consulta com uma ginecologista, beijos

    ResponderExcluir
  5. Um ótimo post Clau. Amei. Já passeio por esta etapa aqui com a minha mais velha.
    beijos
    Chris

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç