A Rainha Vermelha - Desafio Literário 2013

Sinopse - A Rainha Vermelha - A Guerra dos Primos - Livro 02 - Philippa Gregory

A Inglaterra enfrenta tempos conturbados. A Guerra dos Cem Anos se aproxima do fim, e o exército inglês retira-se, derrotado, dos territórios franceses. Neste momento decisivo em que o país precisa de um soberano forte, o rei, Henrique VI de Lancaster, mostra-se completamente manipulado pela esposa, Margarida de Anjou. Estrangeira, odiada pelo povo, mãe de um príncipe ainda bebê, ela presencia, aflita, os primeiros sinais de loucura do marido. A maioria dos nobres prefere que Ricardo, duque de York, assuma o trono. O cenário, dessa forma, torna-se propício à guerra civil.
Herdeira da Casa de Lancaster, cujo símbolo é uma rosa vermelha, Margaret Beaufort. Aos 13 anos ela se vê forçada a um casamento sem amor com o nobre Edmund Tudor, que tem o dobro de sua idade, e se muda para o remoto País de Gales. Ela acredita que um grande destino a aguarda. Prima do rei, extremamente religiosa, ela crê que sua família foi escolhida por Deus para governar a Inglaterra, e nem a doença do monarca é capaz de pôr em risco suas convicções. Um ano depois, viúva, mãe do menino Henrique, ela decide dedicar sua vida solitária a pôr o filho no trono da Inglaterra, sem se importar com as consequências.
Quando os York se consolidam no poder, Margaret envia o filho para o exílio com o tio, Jasper Tudor, a fim de mantê-lo em segurança. Viúva novamente após o segundo casamento, ela une ao implacável lorde Stanley e estabelece alianças perigosas, além de prometer Henrique em casamento à filha de sua maior inimiga, a rainha Elizabeth Woodville. Com o apoio do terceiro marido, Margaret lidera uma das maiores rebeliões de seu tempo. Enquanto isso, seu filho cresce, torna-se homem, recruta o próprio exército e aguarda a primeira oportunidade para conquistar o trono que considera seu por direito.
Um romance repleto de conspirações, paixões e traição, A Rainha Vermelha traz de volta à vida a matriarca dos Tudor, uma mulher orgulhosa e determinada que acredita que, sozinha, pode mudar o curso da história. SKOOB.

Resolvi ler o segundo livro da série das rainhas como desafio deste mês de agosto, cujo tema é vingança. Confesso que não é meu tema preferido, aliás fiquei surpresa, pois pelo menos quatro amigas que participam deste desafio disseram que era o tema predileto delas. Tive dificuldade a princípio em pensar num livro para este tema. Ando numa fase em que curto romance, livros leves e não queria nada muito pesado.

Neste livro a vingança ganha destaque, assim como a ambição, a luta pelo poder e pelo  direito ao trono. 

Margaret Beaufort me irrita, muito...tem suas justificativas, nasceu numa época em que a mulher só é valorizada se for mãe de um filho homem. Após um trabalho de parto extremamente difícil e longo, dá à luz um menino, seu único filho. Fica sabendo depois que a mãe instruiu as parteiras que se tivessem que decidir entre quem salvar, ela ou seu filho, que deveriam salvar a criança.  
Acredita a vida toda que tem direito e o dever de ser a mãe do rei da Inglaterra. Sua vida gira em torno desta meta, suas alianças, seus conchavos, disputas pelo poder, vingança, enfim, tudo é vivenciado pensando no trono. 
Vive a vida toda afastada do seu único filho biológico, seus afetos são empobrecidos e distorcidos. Vejo esta personagem como uma pessoa carente, triste e que projeta todo sua vida na coroação do seu filho como rei.

Achei muito interessante a fascinação que ela tinha com Joana D´Arc. Ela acreditava que repetiria alguns dos feitos dela. A religiosidade era outra coisa importante na sua vida. Que aflição pensar no tanto de horas que ela passava de joelhos rezando...

Devorei o livro, assim como fiz com o primeiro. Aguardo com ansiedade os dois próximos. O seguinte deverá chegar ao Brasil no final do ano.

A capa é bonita, a leitura flui fácil, mas acho que foi uma grande jogada a Rainha Branca sair primeiro, porque é bem melhor que a Vermelha.

Quero agradecer minha amiga querida, Rafaela, que gentilmente me emprestou o livro.

Nota: 4/5


Este livro cumpre o tema do mês de agosto do desafio literário 2013 que é ler um livro que tem como tema vingança. 


Comentários

  1. Conheci a série das rainhas por vc Clau e, se já queria ler o primeiro, este segundo então... Já está entre meus desejados. Adorei.
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sarah querida
      Eles são otimos sim!
      Leia e depois me conta o que achou!
      Bjks

      Excluir

Postar um comentário