Pular para o conteúdo principal

A Rainha Vermelha - Desafio Literário 2013

Sinopse - A Rainha Vermelha - A Guerra dos Primos - Livro 02 - Philippa Gregory

A Inglaterra enfrenta tempos conturbados. A Guerra dos Cem Anos se aproxima do fim, e o exército inglês retira-se, derrotado, dos territórios franceses. Neste momento decisivo em que o país precisa de um soberano forte, o rei, Henrique VI de Lancaster, mostra-se completamente manipulado pela esposa, Margarida de Anjou. Estrangeira, odiada pelo povo, mãe de um príncipe ainda bebê, ela presencia, aflita, os primeiros sinais de loucura do marido. A maioria dos nobres prefere que Ricardo, duque de York, assuma o trono. O cenário, dessa forma, torna-se propício à guerra civil.
Herdeira da Casa de Lancaster, cujo símbolo é uma rosa vermelha, Margaret Beaufort. Aos 13 anos ela se vê forçada a um casamento sem amor com o nobre Edmund Tudor, que tem o dobro de sua idade, e se muda para o remoto País de Gales. Ela acredita que um grande destino a aguarda. Prima do rei, extremamente religiosa, ela crê que sua família foi escolhida por Deus para governar a Inglaterra, e nem a doença do monarca é capaz de pôr em risco suas convicções. Um ano depois, viúva, mãe do menino Henrique, ela decide dedicar sua vida solitária a pôr o filho no trono da Inglaterra, sem se importar com as consequências.
Quando os York se consolidam no poder, Margaret envia o filho para o exílio com o tio, Jasper Tudor, a fim de mantê-lo em segurança. Viúva novamente após o segundo casamento, ela une ao implacável lorde Stanley e estabelece alianças perigosas, além de prometer Henrique em casamento à filha de sua maior inimiga, a rainha Elizabeth Woodville. Com o apoio do terceiro marido, Margaret lidera uma das maiores rebeliões de seu tempo. Enquanto isso, seu filho cresce, torna-se homem, recruta o próprio exército e aguarda a primeira oportunidade para conquistar o trono que considera seu por direito.
Um romance repleto de conspirações, paixões e traição, A Rainha Vermelha traz de volta à vida a matriarca dos Tudor, uma mulher orgulhosa e determinada que acredita que, sozinha, pode mudar o curso da história. SKOOB.

Resolvi ler o segundo livro da série das rainhas como desafio deste mês de agosto, cujo tema é vingança. Confesso que não é meu tema preferido, aliás fiquei surpresa, pois pelo menos quatro amigas que participam deste desafio disseram que era o tema predileto delas. Tive dificuldade a princípio em pensar num livro para este tema. Ando numa fase em que curto romance, livros leves e não queria nada muito pesado.

Neste livro a vingança ganha destaque, assim como a ambição, a luta pelo poder e pelo  direito ao trono. 

Margaret Beaufort me irrita, muito...tem suas justificativas, nasceu numa época em que a mulher só é valorizada se for mãe de um filho homem. Após um trabalho de parto extremamente difícil e longo, dá à luz um menino, seu único filho. Fica sabendo depois que a mãe instruiu as parteiras que se tivessem que decidir entre quem salvar, ela ou seu filho, que deveriam salvar a criança.  
Acredita a vida toda que tem direito e o dever de ser a mãe do rei da Inglaterra. Sua vida gira em torno desta meta, suas alianças, seus conchavos, disputas pelo poder, vingança, enfim, tudo é vivenciado pensando no trono. 
Vive a vida toda afastada do seu único filho biológico, seus afetos são empobrecidos e distorcidos. Vejo esta personagem como uma pessoa carente, triste e que projeta todo sua vida na coroação do seu filho como rei.

Achei muito interessante a fascinação que ela tinha com Joana D´Arc. Ela acreditava que repetiria alguns dos feitos dela. A religiosidade era outra coisa importante na sua vida. Que aflição pensar no tanto de horas que ela passava de joelhos rezando...

Devorei o livro, assim como fiz com o primeiro. Aguardo com ansiedade os dois próximos. O seguinte deverá chegar ao Brasil no final do ano.

A capa é bonita, a leitura flui fácil, mas acho que foi uma grande jogada a Rainha Branca sair primeiro, porque é bem melhor que a Vermelha.

Quero agradecer minha amiga querida, Rafaela, que gentilmente me emprestou o livro.

Nota: 4/5


Este livro cumpre o tema do mês de agosto do desafio literário 2013 que é ler um livro que tem como tema vingança. 


Comentários

  1. Conheci a série das rainhas por vc Clau e, se já queria ler o primeiro, este segundo então... Já está entre meus desejados. Adorei.
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sarah querida
      Eles são otimos sim!
      Leia e depois me conta o que achou!
      Bjks

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é