Participações Super Especiais: Juliana


Minha convidada desta semana é uma moça muito talentosa! A Juliana do belíssimo http://Diário de Notas e Fotografias.
Não sei como cheguei ao blog dela, mas depois da primeira visita, virei fã de carteirinha e a cada post novo, lá estou. A Ju é daquelas pessoas que te passam muitas coisas boas, é centrada, determinada e sensível.
Seu blog tem vigor, beleza e movimento. Além das dicas culturais, que são ótimas.
Atenciosa, aceitou prontamente meu convite para participar desta seção. Querida, super obrigada. Adorei sua participação!
Com vocês, minha amiga querida, Juliana:


Desde adolescente tive agenda, caderno de poemas/músicas e receitas. Amo papelaria e não fico sem um caderninho para anotações.
Com a web fiz algumas tentativas, mas nunca persistia. Até que, em setembro de 2007 comecei de verdade. Postava fotos que achava na internet ou do site olhares, fragmentos de poemas, música... Mas não escrevia nada sobre mim. Nem mesmo postava fotos feitas por mim, muito menos interagia com outros blogues.
Um dia num almoço com uma amiga que estudávamos juntas, comentei que havia feito um blog. Ela disse-me:
- Para que ter um blog se vai ficar postando produção alheia.
Aquela fala me chamou atenção, e foi a partir daquele momento que comecei a colocar fotos feitas por mim, e ter minha própria voz. Mas para isso, precisava olhar para eu mesma. Coisa que não fazia com muita frequência e desenvoltura. Assim, o blog nasceu como uma terapia.
Hoje vejo que o blog é para mim, mais uma ferramenta de desenvolvimento pessoal, de organizar os pensamentos, de fazer a vida andar, de construção de identidade e empoderamento si mesmo.
Por meio do blog, conheci pessoas, fiz amigos, ganhei poemas e descobri a paixão pela fotografia. Mudei o blog várias vezes e perderam-se muitos post. Essas idas e vindas serviram para encontrar o fio da meada.  
Claudia, ao pensar sobre suas perguntas que você enviou, tentei resgatar de onde vem o gosto por cadernos de poemas...  Lembrei que quando criança adorava olhar os cadernos de minha irmã mais velha que também se chama Cláudia (ela não gostava que eu mexesse hehe). Mas aquele universo era tão curioso, de tanto mistério porque visualizava paisagens internas e coisas complexas demais para mim. 







Comentários

  1. Claudia querida!
    Obrigada pelo convite.
    abraço com afeto.

    ResponderExcluir
  2. Olha eu aqui pegando a postagem bem no começo!
    Parabéns juliana, ficou lindo o texto!
    É isso mesmo, temos que ter originalidade.
    Nada de ficar postando coisas que os outros fazem.
    Adorei sua determinação.
    Vou visitar seu blog.
    Claudia, voce sempre nos apresentando gente interessante e querida.
    Beijos amiga, logo dou noticias.

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigada pela visita lá no blog!
    Bjs!

    ResponderExcluir

Postar um comentário