Blogagem Coletiva - Aliança dos Blogs: Maio

  Hoje é dia da nossa Blogagem Coletiva! ⁣⁣ Todos os meses, eu e três amigos blogueiros super queridos: a Danielle , o Lucas e o Tom , apresentamos nos nossos BLOGS, as postagens da ALIANÇA DOS BLOGS. ⁣⁣O tema deste mês é TRABALHO. Fiquei pensando no que traria para compartilhar com vocês e escolhi PERSONAGENS COM PROFISSÕES DIFERENTES. Antes de apresentar os personagens que escolhi, quero deixar claro que as escolhas foram pessoais e obedeceram a apenas um critério, a curiosidade que cada profissão me despertou.  Aqui não importa se é um personagem real ou fictício, se o livro é triste ou alegre, mas sim que foram cinco profissões que eu fiquei me perguntando o que faria se eu tivesse que desempenhá-las. Eu escolheria uma delas? E vocês? Vamos lá? Sira, de Maria Duenas, Editora Planeta . Ser agente secreta é uma profissão que mais desperta curiosidade! Sira Bonnard, irá correr riscos inimagináveis, a fim de garantir um futuro tranquilo para seu filho. Antes conhecida como Arish Agor

Resenha: O Homem mais feliz do mundo | Eddie Jaku⁣ | Editora Intrínseca

 

Olá queridos leitores!

A resenha de hoje é do livro O Homem mais feliz do mundo, de Eddie Jaku⁣, Editora Intrínseca

Sinopse:
Em um inspirador livro de memórias, o sobrevivente do Holocausto Eddie Jaku reflete acerca de suas experiências e fala abertamente sobre o poder do amor, da gratidão e da solidariedade.
Mais do que judeu, Eddie Jaku sempre se considerou alemão. Ele sentia orgulho do seu país natal. Mas, em novembro de 1938, tudo mudou: dez nazistas invadiram sua casa e o espancaram quase até a morte. Naquela noite, que ficou conhecida para sempre na história como a Noite dos Cristais, Eddie foi preso e levado a um campo de concentração. Dali em diante, por sete anos de sua vida, enfrentou diariamente horrores que só quem viveu o Holocausto é capaz de imaginar, nos campos de Buchenwald e Auschwitz e, por fim, na Marcha da Morte nazista. Perdeu familiares, amigos e, sobretudo, o amor que tinha por seu país. Mas Eddie sobreviveu. E depois das provações que sofreu, jurou sorrir todos os dias que ainda restavam da sua vida. Em uma linda homenagem àqueles que não resistiram, Eddie Jaku conta sua história, compartilha sua sabedoria e leva hoje a melhor vida possível, pois acredita ser “o homem mais feliz do mundo”. Publicada pouco depois do centenário de Eddie, esta obra poderosa e emocionante é uma lição de esperança que nos mostra que, mesmo após situações tenebrosas, ainda é possível ser feliz.


#ResenhaMaeLiteratura⁣⁣⁣

Eu adoro ler livros sobre o Holocausto e este foi o mais otimista que eu já li. Imagino que Eddie tenha adotado propositalmente este tom não para minimizar os horrores que viu e vivenciou , mas para te mostrar que VOCÊ FAZ O SEU FUTURO. A escolha de ser feliz ou não é única e exclusivamente SUA!⁣

E aí está o grande mérito do livro, apesar das atrocidades, da busca feroz pela sobrevivência, Eddie escolheu (e conseguiu) viver depois da guerra em paz de espírito. ⁣

Eddie foi preso e viveu em vários campos de trabalhos forçados e de concentração, sendo o último dele em Auschwitz. Como ele era um profissional altamente qualificado, era convocado para trabalhar em fábricas, voltando a noite para o Campo. Conseguiu escapar várias vezes e sempre era recapturado. Uma vez conseguiu fugir, levou um tiro e voltou sem que os alemães percebessem a fuga.⁣

A amizade com Kurt e a presença da irmã foram as formas que encontrou para continuar lutando pela vida.⁣

Assim como a maioria dos sobreviventes, Eddie não compartilhava com os filhos todos os horrores que vivenciou. ⁣

Faleceu ano passado aos 101 anos! Trabalhou até os 90. Viveu mais de 75 anos com Flore, sua esposa, teve dois filhos, Michael e André, vários netos e bisnetos.⁣

Que história linda e inspiradora. Assista se puder, sua palestra no TEDx Sidney, pelo YouTube. É muito bonito ver este senhor altivo e lúcido, em pé, aos 100 anos, falando para uma grande platéia, com uma voz tranquila e ponderada.⁣

A edição da Intrínseca é simplesmente linda! Eu amei! A capa, muito bonita, segue a original. ⁣

Esta foi a leitura de janeiro da nossa Leitura Coletiva MãeLiteratura e nossos leitores não só gostaram, mas também se emocionaram com a leitura.⁣

"Estas são as frases segundo as quais tento viver e que gosto de incluir quando falo em público: Que você tenha sempre muito amor para compartilhar, saúde de sobra, e muitos bons amigos que queiram o seu bem."⁣

Termino o livro com o coração apertado, mas esperançosa e com vontade de ser amiga de Eddie. Super recomendo!⁣

📚 O Homem mais feliz do mundo
Leitura #11 de 2022⁣⁣⁣
Autor: Eddie Jaku⁣
Tradução: Bruno Casotti⁣
Ano: 2021
Páginas: 224
Editora: @intrinseca ⁣⁣
Livro recebido da Editora
Minha avaliação: 5,0 (de 5 estrelas)
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon




Comentários

  1. Clauo, eu gostei muito desse livro, na verdade, eu nem lembrava que ele era a minha primeira Biografia do ano, mas, agora lembro e fico muito feliz de ter lido o livro com vocês! Leituras que mudam a gente por dentro e nos fazem refletir sobre várias coisas.
    Xero.

    ResponderExcluir

Postar um comentário