Resenha: Mais Mortais que os homens, Graeme Davis, Editora Jangada


#ResenhaMaeLiteratura⁣

Nesta sexta feira 13, trago uma dica de leitura muito especial, Mais Mortais que os homens.

Pasmem, eu que sempre morri de medo de ler histórias de terror, simplesmente AMEI este livro! E descobri que eu adoro histórias de fantasmas!

Foi uma experiência única ler este lançamento incrível da @editorajangada.

Graeme Davis selecionou 26 contos de terror escritos por grandes escritoras do Século 19. Muitas destas mulheres assinavam suas obras com nomes masculinos ou neutros, para escapar da invisibilidade feminina da época. Contos bem escritos, intensos e bem trabalhados, fazem deste, um livro muito especial.

Destaco três contos, que foram os meus favoritos, mas adianto que todos são muito interessantes. Perdido numa pirâmide ou a maldição da múmia, de Louisa May Alcott, O Fantasma de Kentucky, de Elizabeth Stuart Phelps e Na Abadia de Chrighton, de Mary Elizabet Braddon.

Achei a capa belíssima. Uma edição maravilhosa e muito caprichada. Adorei cada detalhe, a capa dura, marcador em fitilho de cetim, a diagramação cuidadosa. Cada conto traz uma breve biografia da sua autora e se encontram em ordem cronológica, de 1830 à 1908.

Quero enfatizar o trabalho fantástico e impecável da tradutora do livro, Thereza Christina. Suas notas facilitaram muito não só a minha leitura, mas também a compreensão dos detalhes dos contos e das autoras.

Veja, abaixo, meu vídeo do nosso canal do #YouTube:⁣⁣⁣


Recomendo muito. Você leu? Quer ler? Me conta!⁣⁣⁣⁣⁣⁣
⁣⁣⁣⁣
📖Mais Mortais que os homens
Leitura #78 de 2021⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣
Autor: Graeme Davis (organização)
Tradutor: Thereza Christina Rocque da Motta
Editora: Jangada
Ano: 2021⁣
Páginas: 656
Livro cedido pela editora
Minha avaliação: 5/5 estrelas 
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon | Jangada

Participam também do BEDA

Lunna Dani Alê | Chris | Obdulio | Roseli | Mariana | Darlene | Lucas | Tom


Comentários

  1. Clauo, realmente me estranhei de você ter curtido tanto as histórias. Às vezes é só questão de encontrar a história, o livro certos para ler. Que sensacional experimentar outros tipos de leitura. Assim como você, eu também não costumo ler terror, mas após sua indicação, fiquei bem curiosa para ler esse livro. Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir

Postar um comentário