Blogagem Coletiva - Aliança dos Blogs: Maio

  Hoje é dia da nossa Blogagem Coletiva! ⁣⁣ Todos os meses, eu e três amigos blogueiros super queridos: a Danielle , o Lucas e o Tom , apresentamos nos nossos BLOGS, as postagens da ALIANÇA DOS BLOGS. ⁣⁣O tema deste mês é TRABALHO. Fiquei pensando no que traria para compartilhar com vocês e escolhi PERSONAGENS COM PROFISSÕES DIFERENTES. Antes de apresentar os personagens que escolhi, quero deixar claro que as escolhas foram pessoais e obedeceram a apenas um critério, a curiosidade que cada profissão me despertou.  Aqui não importa se é um personagem real ou fictício, se o livro é triste ou alegre, mas sim que foram cinco profissões que eu fiquei me perguntando o que faria se eu tivesse que desempenhá-las. Eu escolheria uma delas? E vocês? Vamos lá? Sira, de Maria Duenas, Editora Planeta . Ser agente secreta é uma profissão que mais desperta curiosidade! Sira Bonnard, irá correr riscos inimagináveis, a fim de garantir um futuro tranquilo para seu filho. Antes conhecida como Arish Agor

Resenha: O Ar que me falta, de Luiz Schwarcz - Companhia das Letras⁣


#ResenhaMaeliteratura⁣

O Ar que me falta é um relato corajoso, sensível, franco e importante sobre dois temas presentes na vida do autor. Suas relações familiares, principalmente com seu pai, André, que conseguiu escapar de um trem a caminho do extermínio de Bergen-Belsen, onde seu avô paterno encontrou a morte. E o diagnóstico tardio e a convivência com a bipolaridade.

Numa linguagem clara e direta, Luiz nos mostra suas lutas, dilemas, dificuldades e superações. Alternando lembranças, situa o leitor e mostra como toda esta bagagem emocional interferiu na sua vida.

A importância da família e do trabalho, dos tratamentos, da convivência com os avós maternos e com seus pais aparecem neste livro intenso.

Apesar de ter fundado em 1986 a Companhia das Letras e do grande sucesso da editora, ela não é o foco da sua narrativa e eu achei importante este seu cuidado.

Não foi uma leitura fácil nem leve, mas acredito que seja um livro necessário, que pode ajudar muitos leitores.

Eu estava ansiosa para ler este livro, pois tinha assistido a sua apresentação num dos Encontros de Livreiros da editora.

Composto de 15 capítulos curtos, o livro é ao mesmo tempo triste e reflexivo . Destaco dois detalhes que me chamaram a atenção e me enterneceram. Nos agradecimentos Luiz manda beijos para dois dos seus cachorros, que imagino que já tenham morrido. E conta que teve dois companheiros especiais durante a escrita do livro, Beethoven e Puccini, pois só escrevia ao som das suas músicas.

Achei a capa simples e bonita, edição caprichada, ótima diagramação e revisão impecável da Companhia das Letras.⁣

Veja abaixo minha reflexão mais aprofundada no nosso canal do #YouTube
:


Recomendo! Você leu? Quer ler? Me conta!⁣⁣
⁣⁣
Sobre o autor
LUIZ SCHWARCZ nasceu em São Paulo, em 1956. Começou sua carreira de editor na editora Brasiliense para depois fundar a Companhia das Letras em 1986. É autor dos livros infantis Minha vida de goleiro (1999) e Em busca do Thesouro da Juventude (2003), e das coletâneas de contos Discurso sobre o capim (2005) e Linguagem de sinais (2010).

📖O Ar Que Me Falta - História de uma curta infância e de uma longa depressão
Leitura #32 de 2021⁣⁣⁣⁣
Autor: Luiz Schwarcz
Ano: 2021
Páginas: 200
Editora: Companhia das Letras
Livro cedido pela editora
Minha avaliação: 4/5 
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon | Companhia das Letras
Participam também do BEDA

Comentários