Resenha: A Sucessora, de Carolina Nabuco - Editora Instante


Leitura #14 de 2021⁣⁣⁣⁣
📖A Sucessora, de Carolina Nabuco - @editorainstante

Um romance de época, escrito por uma mulher à frente do seu tempo. Carolina Nabuco, filha do abolicionista Joaquim Nabuco, nasceu em 1890. Em 1978 recebeu o Prêmio Machado de Assis, pelo conjunto da sua obra.

Marina é uma jovem, que vive com a mãe, na fazenda da família. Ao conhecer o viúvo Roberto Steen, se apaixona e casada, vai morar no seu palacete, no Rio de Janeiro.

Nossa mocinha passa a conviver com o "fantasma" da primeira mulher de Roberto, Alice, a Madame Steen, retratada num famoso quadro.

A trama mostra seu amadurecimento e retrata a mulher da sua época.

Adorei a capa. Edição bonita e muito caprichada da Editora Instante, que sempre arrasa na diagramação.

Publicado originalmente em 1934, A Sucessora ganhou uma adaptação para a TV, por Manoel Carlos, exibida pela TV Globo entre 1978 e 1979. Eu meu lembro de detalhes desta novela.

Assista abaixo
minha reflexão mais aprofundada no nosso canal do #YouTube. Você leu? Quer ler? Me conta!⁣⁣


Sobre a autora
Maria Carolina Nabuco de Araújo ou simplesmente Carolina Nabuco, foi uma escritora e tradutora brasileira. Filha do estadista e abolicionista Joaquim Nabuco. Senhora de alta linhagem, de formação e educação européias, no entanto de espírito eminentemente brasileiro, como todos seus antecessores. Seu romance "A Sucessora" alcançou algum sucesso editorial por uma coincidência: a semelhança com Rebecca, de Daphne du Maurier, que inspiraria o filme homônimo de Alfred Hitchcock.

A Sucessora
Autor: Carolina Nabuco
Ano: 2018
Páginas: 200
Editora: Instante
Livro cedido pela editora
Minha avaliação: 4/5
Adicione no Skoob
Para comprar: Instante | Amazon

Comentários