Pular para o conteúdo principal

Resenha: Solução de Dois Estados | Michel Laub | Companhia das Letras

 

Olá!
Hoje a resenha é do livro Solução de dois estados, de Michel Laub, lançado no final do ano passado pela Companhia das Letras.

Há tempos os livros do Michel estão na minha lista e este é o primeiro que leio.

A escrita do autor é muito boa e este é o grande destaque do livro. Um texto fluido e bom de ler.

A trama aborda temas atuais e interessantes como política, Plano Collor, igrejas e milícias. O destaque maior fica para o relacionamento conturbado de dois irmãos, Raquel e Alexandre.

Os irmãos participam das filmagens de um documentário através de depoimentos/entrevistas, dirigido por Brenda, sobre violência. Brenda carrega um drama pessoal e alterna as entrevistas. Ela é o ponto de equilíbrio, a harmonia que traz uma certa leveza à trama. Foi meu personagem favorito, uma neutralidade bem vinda.

Os dois irmãos têm visões completamente opostas do mundo e das situações que vivenciaram e vivenciam. Um culpa o outro de suas desgraças e fracassos, como acontece muitas vezes numa relação fraternal. Não se entendem de forma alguma e querem mostrar à cineasta que estão certos. Confesso que os irmãos me cansaram muito, passaram o tempo todo se atacando e tentando convencer o leitor que cada um deles tem razão e foi o que sofreu mais.

Alexandre tem uma rede de academias e uma "sociedade" numa milícia que se vincula uma igreja evangélica. Casado, cuida da família e procura ser um pai amoroso. Intransigente, é radicalmente contra gays, prostitutas e drogas.

Raquel vai na sua contramão, é o seu oposto. Faz performance teatral, pesa 130 quilos, e viveu com a mãe até a sua morte. Não vivenciou relacionamentos afetivos saudáveis e enquanto a mãe estava viva, permaneceram brigadas com o irmão.

Quando o leitor consegue enxergar além das disputas e queixas dos irmãos, pode encontrar um terreno mais fértil de reflexões.

Um drama árido e convincente. É certo que irmão brigam, que pode haver muitas disputas, mas percebo que além disso, o autor traz temas mais profundos, como a questão da aceitação corporal, de disputa de atenção, bullying, violência. É um livro denso, que li rápido, mas que terminei triste e um tanto quanto incomodada com estas relações tão pesadas. Uma leitura muito boa, mas que incomoda, cutuca o leitor...

Achei a capa interessante. Li a versão em e-book disponibilizada para os parceiros pela editora, então não tenho trazer detalhes sobre a diagramação, mas a Companhia das Letras sempre é muito cuidadosa com as suas edições.

Você já leu algum livro do autor? Ficou curioso para ler este? Me conta!


Sobre o autor
Michel Laub nasceu em Porto Alegre, em 1973. Escritor e jornalista, foi editor-chefe da revista Bravo e coordenador de internet do Instituto Moreira Salles. Hoje é professor de criação literária e colaborador de diversos veículos e editoras. Publicou cinco romances, todos pela Companhia das Letras: Música Anterior (2001); Longe da água (2004), lançado também na Argentina; O Segundo Tempo (2006), O Gato Diz Adeus (2009) e Diário Da Queda (2011), que sairá na Alemanha e teve os direitos vendidos para o cinema. Recebeu o prêmio Erico Verissimo/Revelação, da União Brasileira dos Escritores, as bolsas Vitae, Funarte e Petrobras e foi finalista dos prêmios Jabuti, Portugal Telecom (duas vezes), Zaffari&Bourbon (duas vezes) e Fato Literário/RBS. Tem textos publicados na Itália e na Coreia.

Solução de Dois Estados
Autor: Michel Laub
Ano: 2020
Páginas: 248
Editora: Companhia das Letras
E-book cedido pela editora
Minha avaliação: 4/5
Adicione no Skoob
Para comprar: Companhia das Letras | Amazon

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç