Resenha: P.S de Paris | Marc Levy | Planeta de Livros

 

Olá caros leitores!
A resenha de hoje é do livro P.S. de Paris, escrito por Marc Levy, Editora Planeta de Livros Brasil. Escolhi este livro mês passado na nossa parceria. Estava curiosa para ler desde que foi lançado, ano passado.

Sinopse
Nos cinemas, Mia interpreta uma mulher apaixonada. Mas na vida real, ela é uma atriz que precisa desesperadamente de um tempo de seu marido – a mega estrela que interpreta seu par romântico nos filmes. Então, ela atravessa o Canal da Mancha e busca refúgio em Paris, com um novo corte de cabelo, óculos falsos e um trabalho de garçonete no restaurante de sua melhor amiga. Paul é um autor americano que espera resgatar o sucesso de seu primeiro romance. Quando seu melhor amigo força um encontro com Mia através de um site de namoro, o status de relacionamento dos dois muda para "complicado". Mesmo que Paris pareça estar juntando o casal, eles resistem, solitários, inventando desculpas cada vez mais exageradas para permanecerem apenas amigos. Mas o destino tem outros planos para eles. O amor verdadeiro estaria esperando no final dessa história?


Um romance gostoso, tipo "sessão da tarde", que não perde seus méritos, muito pelo contrário, só não é muito denso ou profundo. Eu acho que é uma ótima pedida para você ler após uma leitura mais pesada, ou para intercalar com uma delas.

Marc Levy tem uma escrita fluida e interessante. Não li seu primeiro livro, mas li resenhas que mostram que o casal principal dele aparece aqui, como os amigos de Paul. Aliás, os amigos de ambos os lados, são personagens legais e interessantes, gostei de todos eles. Mais até do que os protagonistas.

Não consegui sentir muita conexão com os protagonistas. Tanto Paul quanto Mia não conquistaram meu coração. São personagens legais, mas talvez tenha faltado saber mais sobre suas personalidades para me fazer gostar mais deles.

Tanto o passado de Mia e seu relacionamento com o atual marido, ator famoso como ela, quanto o de Paul não foram mostrados, apenas citados, e acho que isso contribuiu para a minha pouca empatia com o casal protagonista.

Gostei bastante do fato de Paul ser um escritor. Um escritor quase "por acaso". Sua amiga encontra seu manuscrito e mostra a um profissional, que gosta e assim começa esta sua carreira pouco usual. Paul até então trabalhava como arquiteto e não morava em Paris. Com a nova profissão muda para a Cidade Luz. Tímido e introvertido, seu comportamento mostrou um humor refinado do autor. Gostei bastante desta parte.

"Um pesadelo não passa de um sonho que não foi convidado..."

“Passou um anjo”. É o que os franceses dizem sobre um silêncio confortável."

O que eu achei mais delicioso no livro foi, sem dúvida, passear por Paris. Visitar bistrôs, passear pelas ruas, foi o ponto alto do livro, na minha opinião. Eu amo viajar, ainda mais pela França! Me senti passeando por esta cidade tão especial.

Um personagem que me encantou foi o caricaturista que trabalhava na praça perto do restaurante da amiga de Mia. Foi um personagem delicado e sensível, que ganhou meu coração.

Gostei bastante da capa e não posso opinar sobre os detalhes da diagramação, pois li a versão em e-book disponibilizada pela editora. Nestas versões eu acho que sempre percebo menos os detalhes do que nas versões impressas.

Foi uma leitura rápida, leve e gostosa. Se você gosta de romances e adora viajar por Paris, esta pode ser uma boa opção de leitura. Leia e me conta o que achou, eu vou adorar saber.

Sobre o autor
MARC LEVY nasceu em 1961. Passou a maior parte de sua infância no Sul de França. Em 1978, filiou-se ao Comité da Cruz Vermelha francesa, onde recebeu treino intensivo numa das unidades de atendimento. Em 1983, foi promovido a director da Cruz Vermelha numa das suas unidades de resgate urbano. Morou seis anos entre Paris e São Francisco, antes de retornar a França, em 1991, para dirigir o seu escritório de arquitetura. Em janeiro de 2000, após a publicação do seu primeiro livro, passa a dedicar-se à literatura e a contar histórias para o seu filho. Com mais de quarenta milhões de livros vendidos, Marc Levy é o autor francês vivo mais lido nos dias de hoje. Escrito originalmente para seu filho, seu primeiro romance, E Se Fosse Verdade, foi adaptado para o cinema com atuação de Reese Witherspoon e Mark Ruffalo. Desde então, Levy não apenas conquistou o coração dos leitores europeus, mas também do mundo todo e seus romances foram publicados em quarenta e nove idiomas.


P.S. de Paris
Autor: Marc Levy
Tradutor: Flavia Souto Maior
Ano: 2019
Páginas: 256
Classificação: 3/5 estrelas
Editora: Planeta 
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon


Comentários

  1. Esses livros mais levinhos são uma boa pedida para esses dias em casa com mais frequência. Ainda mais quando são aqueles que nos fazem viajar por países tão lindos como os da Europa. S2
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim!! São ótimos para estes propósitos!!!
      Viajar por países lindos é bom demais, ne?
      Bjs, queridona

      Excluir

Postar um comentário