Resenha: Os Cabelos brancos de papai | Alexandre Parente | Editora Pé da Letra

 

Oi Pessoal!
Hoje eu trago para vocês um livro infanto-juvenil muito, muito bacana! Os Cabelos brancos de papai, escrito por Alexandre Parente, com ilustrações de André Cerino, da Editora Pé da Letra.

Este é o segundo livro do Alexandre que leio e resenho aqui, vocês podem conferir o primeiro aqui. A sua escrita me encanta e hoje ele é um dos meus autores infantojuvenis preferidos. Alexandre aborda questões sobre paternidade de forma sensível e apaixonante. Suas histórias têm afetividade, criatividade e humor. Além de muito talentoso, ele é sempre super atencioso e demonstra todo amor por este seu trabalho tão bonito.
Em Os Cabelos brancos do papai vamos conhecer Fernando e sua filha Marina. Fernando sempre a leva para escola, desde que ela estava na creche e a mãe a traz de volta para casa. Um dia Marina começa a inventar desculpas para não ser acompanhada por ele até a porta da sua sala. Fernando fica desconfiado e consegue descobrir que as outras crianças falam para ela que ele parece seu avô e não o seu pai, por causa da cor dos seus cabelos.

Surpreso, Fernando reflete sobre seus cabelos. Uns dizem ser genética, outros que são as preocupações que embranquecem os fios. Um tema muito interessante e atual. Vejo uma mudança neste tipo de aceitação, com as pessoas atualmente assumindo cada vez mais seus fios brancos, inclusive homens jovens como nosso personagem.
O autor faz um ótimo gancho para trabalharmos questões como respeito à individualidade e diferenças. Aos poucos consegue mostrar para a filha que cada pai tem as suas características próprias.

Achei esta reflexão muito interessante, além da questão do preconceito, temos a questão da aceitação e a forma como o autor trabalhou estes temas foi muito bonita e sensível.

Fernando mostra à Marina, que mais que características físicas, o que importa é o amor, o amor que este pai presente e querido sente pela sua filha. Um amor vibrante, pleno e forte.
E numa festa de comemoração do dia dos pais, na escola, Fernando é surpreendido com uma apresentação muito especial da filha, com direito a aceitação e identificação plena deste amor.

Adorei a capa e a edição caprichada da Pé da Letra. Adorei o seu formato: 26X20 e  a diagramação. 
As ilustrações do André Cerino são lindas e coloridas, combinaram com os personagens e complementaram perfeitamente a trama.

Novamente o autor traz uma pitada de surpresa dos anos 80, que transforma o sorriso do(a) pai/mãe leitor que acompanha a leitura, num grande ahhhhhh, num sorriso maior ainda, com uma dose de saudade. É uma ótima homenagem. Querem saber qual? Leiam e se deliciem também com Os Cabelos brancos de papai! Super recomendo esta leitura para leitores de todas as idades. Depois me contem o que acharam, eu vou adorar saber.
Os Cabelos brancos de papai
Autor: Alexandre Parente
Ilustrador: André Cerino Editora
Ano: 2019
Páginas: 12
Editora: Pé da Letra
Livro cedido pelo autor
Minha avaliação: 5/5
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon | Pé da Letra

Participam também do BEDA: Lunna Obdulio | Chris | Drica | Neto | Darlene Carol | Ale










Comentários

  1. O livro é lindo a começar de seu desenho. Eu tive vontade de comprar agora! E que bom que veio nessa época de proximidade com o dia dos pais!
    Linda Postagem e fotos. Amei.
    Beijão,
    Drica.

    ResponderExcluir
  2. Pelas fotos já fiquei curiosa para comprar, ler e depois deixar disponível para as crianças da escola que trabalho lerem no recreio (Quando a COVID for embora e a vida puder retornar ao normal). Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Que tema interessante, até porque sempre há papais mais velhos, meu irmão por exemplo tem 61 e tem um garoto de 9 amos. Acho que ele leva de boa, meu irmão é praticamente careca rs
    Que lindinho a narração na apresentação do livro no vídeo!
    Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário