Pular para o conteúdo principal

Resenha: Eu Me Chamo Antônio | Pedro Gabriel | Editora Intrínseca

 

Que tal um livro diferente? Assim é Eu Me chamo Antônio, escrito por Pedro Antônio Gabriel Anhorn, Editora Intrínseca.

Há tempos que este livro estava na minha lista de desejados e qual não foi minha alegria quando vi que ele era o livro surpresa do meu kit deste mês do querido Clube Leitura! AMEI esta ótima surpresa e aproveitei para ler e trazer a resenha dele hoje, para vocês.
Pedro reuniu suas poesias desenhadas em guardanapos neste livro saboroso e especial.  Nele encontramos poesias e mensagens criativas. 
Sou da época dos recadinhos escritos e enviados nos bares. E você?⁣ Por isso também este livro foi especial, me trouxe muitas lembranças e uma nostalgia gostosa. Aproveitei a inspiração do autor e escrevi num guardanapo também.
Separei algumas que me chamaram mais a atenção, mas confesso que gostei de todas. Algumas trazem fotos, outras ocupam as duas páginas ou apenas uma. O livro é colorido e você termina de ler com vontade de rabiscar umas poesias no guardanapo também.
Que projeto gráfico bonito! A edição é belíssima e muito caprichada, amei. Adorei a capa, o formato do livro, a diagramação super especial e diferente. 

O livro é dividido em dez áreas e no final dele tem um sumário, que  foi muito útil, pois algumas letras são bem desenhadas e me confundiram a princípio. Isso não foi ruim, pelo contrário, foi bacana tentar primeiro adivinhar os significados delas e depois refletir sobre o tema proposto.
Não conhecia o trabalho do autor, mas agora vou acompanhá-lo pelas suas redes sociais, gostei bastante desta sua proposta diferente. Este foi o primeiro livro que ele lançou, quero ler os outros e trazer minhas impressões para vocês também. Já leram? Querem ler? 

Sobre o autor
Nascido na capital da República do Chade, país localizado na região centro-norte da África, Pedro Antônio Gabriel Anhorn é filho de uma professora de História brasileira e de um suíço que tinha a ajuda humanitária como ofício. Educado em francês, chegou ao Brasil aos 12 anos de idade — e até os 13 anos não formulava uma frase correta em português. A partir da dificuldade na adaptação ao idioma, que lhe exigiu muita observação tanto dos sons quanto da grafia das palavras, Pedro desenvolveu talento e sensibilidade raros para brincar com as letras. Para seu livro de estreia, realizou uma curadoria que reduziu mais de mil criações para as cerca de 100 peças que habitam as 192 páginas da obra, sendo 90% inéditas.

Eu Me Chamo Antônio
Autor: Pedro Gabriel
Ano: 2013
Páginas: 192
Editora: Intrínseca
Minha avaliação: 4/5
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon 

Participam também do BEDA: Lunna Obdulio | Chris | Drica | Neto | Darlene Carol | Ale


Comentários

  1. Oi, Clau!
    É um livro bem visual, não é? Bonito, pra relaxar um pouco a cabeça das leituras mais sérias e fazer refletir sobre algumas sensações e sentimentos.
    Muito bom!
    Xero,
    Drica.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é