Resenha: A Casa de Chá | Soraya Benevides | Chiado Books

Você já pensou o que te faz se apaixonar por uma história? Quais são os detalhes que te levam a se identificar com uma trama? Com estas reflexões te apresento uma das leituras mais prazerosas que fiz nos últimos tempos. A Casa de chá, escrito por Soraya Benevides, da Chiado Books.

Eu sempre digo que algumas leituras nos escolhem e acredito que elas sempre têm muito o que nos contar. Algumas calam fundo no coração e esta é uma delas. Descobri este livro e intuitivamente ele me chamou a atenção. A autora, foi muito atenciosa e me explicou que me mandaria seu livro, mas sem o seu autógrafo, pois ela mora no Canadá e o livro viria aqui do Brasil mesmo. Concordei, com a condição de um dia ganhar esta dedicatória e continuo acreditando que ainda a receberei.

A Casa de chá que dá título ao livro existe e fica nas montanhas canadenses. Soraya conta sobre sua ida até lá, sobre o que simbolicamente ela representa. No livro, enquanto caminha rumo à esta casa, ela pára, reflete, rememora e nos dá o prazer de acompanhá-la nesta caminhada. Mais que apenas um projeto, é uma caminhada simbólica, de crescimento pessoal, de autoconhecimento.

Uma delícia de leitura! Eu adorei e favoritei. Me identifiquei muito com a Soraya, uma mulher determinada e ao mesmo tempo sensível, educada e atenciosa. Após ler seu livro, a impressão que ficou é que Soraya é uma amiga querida, que conheço há anos!

Este é um livro baseado em fatos reais, conta a história da autora. Nascida em Santos, litoral de São Paulo, foi criada pela mãe, sem a ajuda do pai. Ela e seus irmãos formavam uma família unida. O relacionamento com a mãe foi afetado pelo histórico depressivo da mesma, mas houve tempo, em determinado momento, para estreitar os laços. O afeto pôde enfim ser externado com toda a proximidade que elas mereciam

Formada em jornalismo, viveu por muito anos em São Paulo. Criou e administrou a Dríade, uma assessoria de comunicação, voltada para a área de tecnologia. Profissional bem sucedida, vivia realizada, mas se sentia sozinha.

Desta fase conta histórias interessantes e que enriquecem a trama, mostra uma profissional feliz com seu trabalho. Num dos pontos que eu mais gostei do livro, Soraya conta sobre as originais e diferentes comemorações dos seus aniversários. A cada ano, sua astróloga lhe mostrava qual lugar deveria esperar seu novo ciclo natal começar. E lá ia ela, conhecer e comemorar neste local, muitas vezes contando apenas com sua própria companhia. Eu adorei estes relatos e adoraria comemorar meu aniversário assim também.

Estabilizada profissionalmente, conhece Augie, um canadense que arrebata seu coração. Mesmo morando tão longe, Soraya mergulha neste relacionamento. Viajam juntos, o recebe aqui no Brasil e vai visitá-lo na sua cidade natal, tendo a oportunidade de conhecer (e conviver pelo menos um pouco) com as três filhas, que escolheram morar com o pai. Aqui, confesso que me acendeu um aviso luminoso de atenção, durante a leitura. Não deve ser nada fácil conviver com três mulheres que escolhem viver com o pai!

Volta ao Brasil, para sua vida e sua rotina, mas falta algo...sente saudades, ela está apaixonada pelo canadense, que é atencioso, romântico e especial.

Depois de refletir, pesar os prós e os contras, em 2007 finalmente deixa uma carreira de sucesso e vai viver seu grande amor no Canadá. Ela e seu cachorro labrador, Borg, se mudam de mala e cuia para lá.

Borg é um capítulo a parte e merece um menção só para ele. Me apaixonei por ele, pela sua fidelidade, seu carinho e seu amor por Soraya. Foi o responsável pelas melhores risadas e lágrimas desta leitura.

A carreira Soraya tentou administrar de lá, mas os clientes diminuíram e os problemas aumentaram. Aos poucos as coisas foram mudando e tomando outros rumos.

Mostrando sua resiliência, a autora buscou outras alternativas e se reinventou. Descobriu o Yoga e com ele uma nova profissão, mais que isso até, um propósito de vida. Tornou-se instrutora de yoga.

"Para mim, yoga é uma ferramenta de transformação. Uma forma de acessar a poderosa energia disponível no universo que nos eleva até onde é possível mudar a frequência dos nossos pensamentos, alterando a matéria para a criação do que sonhamos."

Ler seu livro foi como conversar com uma amiga muito querida. Ela fala sobre amor, relacionamentos, escolhas, cachorro, yoga, família. Tudo que me interessa e que amo encontrar num livro.

Adorei a capa, uma foto belíssima que não canso de olhar e imaginar como será ver este visual pessoalmente, de perto. Segundo a autora ela foi tirada no caminho para a casa de chá. Edição bonita da Chiado, ótima revisão e diagramação.

Um livro forte, reflexivo, corajoso e ao mesmo tempo terno, sobre uma mulher que vai em busca dos seus desejos, dos seus sonhos e os realiza.

Recomendo muito esta leitura inspiradora e deliciosa. Esta casa de chá é muito simbólica. Um dia quero conhecê-las pessoalmente, a Soraya e a casa de chá!

A Casa de Chá
Autor: Soraya Benevides
Ano: 2020
Páginas: 266
Classificação: 5/5 estrelas - favoritado
Editora: Chiado Books
E-book cedido pela autora
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon | Chiado
Sinopse


Participam também do BEDA: Lunna Obdulio | Chris | Drica | Neto | Darlene Carol | Ale

Comentários

  1. Já amei o livro! Não apenas pela história, mas por saber que a autora é brasileira e santista.
    Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário