Resenha: Você nunca mais vai ficar sozinha - Tati Bernadi - Companhia das Letras


Lançamento da Companhia das Letras, este é o segundo livro que leio da Tati Bernadi, gostei desta leitura. Tive a impressão de encontrar aqui uma protagonista mais madura ainda engraçada e de pensamento rápido, mas com seus sentimentos mais centrados.

Karine, é a protagonista e está gravida da primeira filha. Ela conversar com a técnica de enfermagem, do laboratório, onde faz seus exames. Estas conversas, são na verdade monólogos, pois só ela fala, responde e dialoga com seus pensamentos.

Durante a gestação, além de se precaver de todos os detalhes, exames e procedimentos possíveis, ela tem a oportunidade de revistar seu papel de filha. Mostra um relacionamento conturbado com sua mãe. Desde a preocupação da família, por ter sido uma menina que quase não comia, até ter uma mãe que se vestia de forma vistosa e sempre se mostrava esperta e decidida.

Karine vai mostrando além da sua rotina, os fantasmas, medos e expectativas da sua gestação. Reflete sobre sentir falta dos ossos da sua bacia, da mudança no seu andar. Da procura pelo obstetra ao patrulhamento de outras grávidas, todas as situações vividas pela grávida estão lá, mas de forma muito própria e rara de ser lida.

O livro tem até uma leve crítica social, mostrando a busca de Karine pelo sucesso, o seu desejo de sair da zona leste, de ser sofisticada, geram pensamentos hilários, mesclas de humor e uma pitada de desejo não realizado. Ela saiu da zona leste, mas a zona leste não saiu dela.

O que virá a seguir, questiona nossa protagonista. Ela repetirá a relação que tem com a mãe, com sua filha? Tudo permeado com uma sinceridade por vezes escandalosa, por vezes terna.

Um livro para rir, se emocionar e refletir. As dúvidas, desejos e ironias da maternidade. Tati tem uma escrita própria, um ritmo intenso e muito peculiar. Fala sobre o papel de filha e de mãe, com humor, acidez, ironia, alguma ternura e certa leveza. Um livro com fôlego próprio. Foi bacana ler e relembrar estes momentos especiais.


"Eu tenho horror de mulher que despeja no filho a razão da existência. Ou pior, que despeja no filho a culpa por não ter achado uma outra razão para existir."



"Ainda não entendi o estômago, o fígado e o intestino do jeito que eu queria e, de repente, pá: você precisa entender o útero."

Ficha Técnica 
Título: Você nunca mais vai ficar sozinha
Autor:
Autor: Tati Bernadi
Ano: 2020 
Páginas: 144 
Classificação: 4/5 estrelas 
Editora: Companhia das Letras 
E-book cedido pela editora 
Adicione no Skoob 
Para comprar: Companhia das Letras
Sinopse: Neuras, traumas, obsessões, medos e amor desmesurado são os ingredientes desse livro hilariante sobre uma filha que vai virar mãe. Aos trinta e cinco anos, Karine faz roteiros para prêmios como “Você Faz a Diferença no Setor Têxtil” ou “Prêmio Nacional de Saúde Bucal”. O emprego que não a satisfaz intelectualmente ― seu sonho é escrever para o cinema ― permitiu ao menos que ela saísse de seu bairro natal, o Belenzinho. Sua obsessão com sucesso financeiro é o caminho mais curto que encontrou na tentativa desesperada de se afastar da vida tacanha e neurótica de sua família. “Você nunca mais vai ficar sozinha” é a frase que ela ouve de sua mãe quando conta que está grávida de uma menina. Hipocondríaca, ela cumpre com rigor a rotina de exames pré-natais. Em intermináveis conversas com sua enfermeira predileta, Karine rememora episódios da turbulenta relação com a mãe, maldiz as agruras da gestação e antecipa o amor e os medos da maternidade. O novo livro de Tati Bernardi tem a química explosiva que só ela sabe produzir: altas doses de humor, neurose e cinismo, costuradas numa prosa ágil e inteligente que confere humanidade e empatia aos personagens mais improváveis. Neste romance intenso e hilariante, a ideia do fim da solidão que o nascimento de uma filha pode trazer parece ser ao mesmo tempo um bálsamo e uma danação.


Comentários

  1. Oi Clauo! Que livro delicioso! Pelo que você conta, é daqueles que dá vontade de ler todinho de uma vez só. Adorei a forma como é escrito o livro, contando as dores e delícias, as expectativas sobre o futuro e até a tentativa da personagem de ser mais sofisticada. Dica anotada! Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que você vai curtir esta leitura
      Bem bacana e diferente, Karla!
      Recomendo
      Bjs

      Excluir

Postar um comentário