Blogagem Coletiva - Aliança dos Blogs: Maio

  Hoje é dia da nossa Blogagem Coletiva! ⁣⁣ Todos os meses, eu e três amigos blogueiros super queridos: a Danielle , o Lucas e o Tom , apresentamos nos nossos BLOGS, as postagens da ALIANÇA DOS BLOGS. ⁣⁣O tema deste mês é TRABALHO. Fiquei pensando no que traria para compartilhar com vocês e escolhi PERSONAGENS COM PROFISSÕES DIFERENTES. Antes de apresentar os personagens que escolhi, quero deixar claro que as escolhas foram pessoais e obedeceram a apenas um critério, a curiosidade que cada profissão me despertou.  Aqui não importa se é um personagem real ou fictício, se o livro é triste ou alegre, mas sim que foram cinco profissões que eu fiquei me perguntando o que faria se eu tivesse que desempenhá-las. Eu escolheria uma delas? E vocês? Vamos lá? Sira, de Maria Duenas, Editora Planeta . Ser agente secreta é uma profissão que mais desperta curiosidade! Sira Bonnard, irá correr riscos inimagináveis, a fim de garantir um futuro tranquilo para seu filho. Antes conhecida como Arish Agor

Resenha: Sete Dias Pro Fim do Mundo | Daniel Bovolento | Pela Janela de Casa | Planeta de Livros


Hoje eu vou contar para vocês como foi a leitura do conto Sete dias pro fim do mundo, do Daniel Bovolento. Este conto faz parte do Projeto Pela janela de casa , da Planeta de LivrosTodos os contos deste projeto tem o mesmo tema, o enfrentamento do período de isolamento social, por conta da pandemia. 

Este é meu primeiro contato com a escrita do Daniel e eu simplesmente adorei! Meu conto favorito até agora. Por coincidência o maior deles, tem 72 páginas. 

Bruno está sozinho em seu apartamento e só tem mais sete cigarros. Ao refletir sobre a vida, fumando na janela, observa que na janela em frente a sua está uma moça, Júlia, que descabelada, levanta sua taça de vinho, faz um brinde em sua direção e diz: - Prazer, Júlia!

Assim começa uma divertida e rica troca de impressões e vivências entre os dois vizinhos, que nunca tinham conversado, apesar de morarem no mesmo andar e ainda não tinham abandonado o prédio. 

Junto com os sete cigarros, eles estavam na expectativa para os últimos sete dias de vida anunciados neste planeta. Não, o conto não é fatalista, nem triste. Ele tem um tom muito bacana, de reflexão, de quem pensa que realmente poderia ter aproveitado melhor seu tempo, mas sem ser piegas.

Em capítulos alternados, vamos conhecendo os dois personagens. Júlia é filha única, mora sozinha e sua mãe faleceu de câncer. Bruno tem os pais morando no interior, é romântico e acredita no amor. Ambos estão solteiros.

Mesclando confissões e pequenas gentilezas, como Bruno faz ao deixar um prato de comida para Júlia e tocar a campainha dela para avisá-la, o tempo vai passando. Um faz companhia para o outro.

O conto me deixou curiosa e completamente encantada com este par. Me apaixonei pela escrita gostosa e fluida do Daniel e recomendo muito esta leitura, de esperança e de afeto.

Que escrita boa! Me deixou com gosto de quero mais, aliás, fica minha torcida que estes personagens ganhem um romance completo, num livro bem bacana. Daniel também é autor de O que eu tô fazendo da minha vida, finalista do Prêmio Jabuti.

Este conto está disponível apena no formato digital, na Amazonpor apenas R$9,90 R$ 8,91.






Comentários

  1. Que interessante e com certeza um romance seria interessante a partir dessa "largada".
    Adorei a dica! bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário