Pular para o conteúdo principal

Resenha: Beny Beneli - Ariel Busquila - ChiadoBooks


Olá leitor!
Hoje trago a resenha do livro Beny Beneli, escrito por Ariel Busquila, da nossa parceira Editora Chiado Books

Fiquei pensando em como te contaria sobre minhas impressões sobre este livro. Já aviso que é um livro diferente e que pode causar certo estranhamento. Beny Beneli é aquele tipo de livro que você precisa, antes da leitura, se despir de pré-conceitos e julgamentos, senão não conseguirá absorver a trama de forma interessante.


Um clima de mistério e de suposições aparecem nesta trama desde o seu início, quando acompanhamos o nascimento de Beny, um menino que nasce com os olhos alaranjados como os de um pequeno dragão. A trama começa com sua mãe em trabalho de parto, se escondendo e tendo por companhia seu pai. Não fica claro porque, mas ninguém pode saber do paradeiro deles e nem do nascimento do menino, como se corressem riscos. 


Este clima de mistério permanece durante toda a trama e aos poucos vamos conhecendo melhor Beny, o protagonista. Ele acredita que tem um dom ou uma sina, que todos podem ouvir seus pensamentos. Cresce num ambiente privilegiado e estranho. Não gosta de estudar, convive com “amigos” como ele. Um jovem sem motivação, que vive com sua mãe, da herança do avô materno. Festas regadas a bebidas e drogas, temporadas na casa da praia, embalados por pensamentos persecutórios e delírios importantes e que não recebem a devida atenção e muito menos tratamento adequado. 


Após um princípio de overdose, Beny “aceita” um tratamento psiquiátrico, mas fica evidente que não faz sua parte. A relação que estabelece com o médico não é de confiança.


Interessantes as sensações de estranhamento e alheamento que a leitura proporciona. Creio que são parecidas com as que Beny vivencia. Ele não é um personagem empático, nem simpático. Nem ele, nem sua mãe, o que torna a leitura difícil em certos momentos.


Podemos observar repetições de sintomas de mãe para filho, de pensamentos e emoções, os dois vivem numa simbiose que não é saudável. 


A densidade da trama e o incômodo que desperta por não ficar claro para onde a narrativa conduzirá o leitor, é amenizada pelos desenhos etéreos, as bonitas aquarelas do autor. Elas têm beleza e colorido, transformando e suavizando as páginas.


Achei a capa muito bonita e ela transmite a estranheza da história. Edição caprichada da Chiado Books. Ótima diagramação e revisão. 


O leitor é instigado pela trama original, que incomoda, cutuca e não traz tranquilidade durante a leitura. Não é uma leitura amena e leve, mas é uma leitura bem escrita e instigante. Recomendo especialmente para quem gosta de ler sobre saúde mental e psiquiatria.


Sobre o autor
Ariel Busquila é formado em Design de Moda pelo Instituto Europeu de Design, Ariel Busquila sempre foi ligado às artes. Começou a ter aulas de pintura aos 11 anos de idade, fez curso de Artes Plásticas no Centro Cultural Castillo Pittamiglio, em Montevidéu, Uruguai, curso de História da Arte com Rodrigo Naves e pós-graduação em Práticas Artísticas na FAAP. Teve a primeira exposição de suas obras aos 20 anos de idade. Ariel aposta em quadros estéticos e não se prende a métodos ou conceitos de um determinado estilo. O pintor acredita que a arte tem o poder de restaurar sentimentos e mexer com a sensibilidade das pessoas. Algumas de suas obras serviram de cenário para séries da Netflix e SBT

Ficha Técnica
Título: Beny Beneli
Autor: Ariel Busquila
Ano: 2020
Páginas: 136
Editora: Chiado Books
Coleção: Viagem na ficção
Classificação: 4 estrelas
Adicione no Skoob
Livro cedido pelo autor
Para comprar: Chiado Books
Sinopse: A história deste romance começa no nascimento do protagonista, conturbado e repleto de mistério. Beny Beneli tinha tudo para ser uma criança feliz e realizada, porém, fatos perturbadores e enigmáticos alteram a trajetória da personagem. O mundo criado na prosa de Ariel Busquila é instigante e faz o leitor querer saber o desfecho de Beny, o protagonista que nos capta logo de imediato. Loucura, errância, festas, amizades, dilemas familiares, julgamento, ficção são alguns dos temas tratados nessa obra de estreia, que prende o leitor do começo ao fim.





Comentários

  1. Oi Clauo! Achei bem interessante a pegada super diferente desse livro. Alguns livros realmente pedem uma leitura mais lenta e concentrada, mexem com a gente de uma forma original e esse parece ser um deles. Super curti a capa também. Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Karla!
      Você captou a forma adequada para esta leitura
      Também adorei a capa e as ilustrações que completam muito bem o livro
      Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç