Pular para o conteúdo principal

Resenha: Arrancada Do Meu Mundo - C.C. Hunter @EditoraJangada


Olá leitores!!
Hoje trago a resenha do livro Arrancada Do Meu Mundo, de C.C.Hunter, da nossa parceira Editora Jangada - Grupo Editorial Pensamento. Esta é uma resenha especial! A minha filha Letícia, leu o livro também e vamos compartilhar nossas impressões com vocês. 

Sinopse
Da mesma autora da Saga Acampamento Shadow Falls. Esta nova obra de C. C Hunter traz como personagem principal Chloe, uma adolescente cujos pais estão recém separados. Ela tinha 3 anos de idade quando foi adotada pela feliz família Holden. Agora, catorze anos depois, o casamento dos pais se desfez. Tudo que Chloe mais amava na vida ficou para trás e, só para piorar as coisas, a mudança com a mãe para a antiga casa da avó, faz com que ela passe a ser assombrada por estranhas lembranças de quando era pequena. Quando Chloe conhece Cash Colton, ela se sente atraída instantaneamente e descobre entre eles muitas afinidades. Até Cash contar o verdadeiro motivo pelo qual ele a procurou: Chloe é uma cópia exata da filha dos pais adotivos dele, a filha por quem ainda choram, e ele está determinado a descobrir a verdade.

Minhas impressões
Eu adoro os lançamentos da Jangada e sempre fico de olho nas suas novidades, normalmente elas me gradam muito. Com este livro não foi diferente. Foi uma leitura interessante e envolvente. Primeiro livro que leio da autora, gostei do seu ritmo, por vezes intenso, escrita fluida e boa construção da trama.

Uma história que te faz refletir e se perguntar, e se fosse comigo? Como faria? Como agiria. Chloe, nossa protagonista vem enfrentando um momento familiar muito complicado. É obrigada a mudar de cidade com a sua mãe, após o final do casamento dos pais, sem conhecer ninguém na cidade nova (cidade que seus avós maternos moravam antes de falecerem). Tem que enfrentar o último ano do ensino médio numa escola nova, acompanhar a mãe, depressiva, em tratamento de um câncer de mama e lidar com seu pai, que no momento mora com a nova namorada, que é apenar sete anos mais velha que ela. Ufa, quanta coisa, né? Me surpreende bastante e agrada, Chloe ser centrada, querida, amiga da mãe, embora às vezes se irrite com a mesma. Confesso que eu me irritei muito mais que ela, só de ler o livro!

Numa das primeiras cenas da trama, Chloe esbarra  literalmente em Cash e aquele gato lhe trata de forma estranha e até ameaçadora. Ao chegar no primeiro dia de aula, com sua nova amiga e vizinha Lindsey, adivinhem quem ela encontra na escola? Não vou entrar em detalhes para não dar spoiler, mas adianto que o livro tem um universo muito bacana, romance, amigos e vários dramas familiares. Chloe sabe que é adotada e aparentemente lida bem com esta questão. Embora no seu íntimo, se sinta rejeitada pelos seus pais biológicos. O livro aborda de forma delicada questões psicológicas importantes como autoestima, insegurança, autoaceitação, rejeição.

Gostei da forma como a autora trabalhou esta questão da adoção, de pais separados abruptamente dos filhos, da adaptação após o final do casamento dos pais. Acho que a forma sutil e pouco profunda de tratar este temas, tem a ver com o público principal, pois entendo que é um livro mais focado young adult. Apenas uma crítica, que não me convenceu muito. Decisões e investigações feitas pelo casal Chloe e Cash me deixaram muito preocupada e tensa. Não acho que eles teriam estrutura para lidar sozinhos com todo o desenrolar da trama, sem um adulto, para dar um suporte mínimo.

A capa me chamou a atenção de cara, adorei. Achei as cores lindas. Edição caprichada da Jangada, boa diagramação e revisão. A leitura é fluida e nós duas devoramos o livro. Não se assuste com suas quase 400 páginas, a leitura é prazerosa e fácil de ser feita. O livro é narrado em primeira pessoa, o que nos faz sentir mais proximidade com Chloe. 

Impressões da Letícia
Peguei esse livro já com expectativas que fosse ser bom, geralmente não leio a sinopse e vou mais pela minha intuição, mas realmente foi um livro que prendeu minha atenção, além é claro de ter letras gordinhas pelas quais minha vista agradece. Achei uma leitura bem fluida e uma história interessante que foge dos romances tradicionais. Não me apeguei muito a nenhum personagem, mas todos têm  papeis importantes. Recomendo a leitura pra quem quer fugir um pouco da sua própria realidade e ter um novo olhar principalmente para as relações familiares e amizades.

Na história há romance, dramas, ternura, poesia, aventura e tensão. Gostamos bastante do livro e recomendamos esta leitura. E você, quer ler também? Ficou curioso? Gostou das nossas impressões? Conta o que achou.


Ficha Técnica Título: Arrancada Do Meu Mundo Autor: C.C.Hunter,
Tradução: Denise de Carvalho Rocha Ano: 2020 Páginas: 376 Classificação: 4/5 estrelas Editora: Jangada Livro cedido em parceria com a editora Adicione no Skoob Para comprar: Jangada

Comentários

  1. OI Clau,
    já gostei do livro. Adorei ver as impressões da Letícia aqui. Nessa quarentena eu estou retomando as minhas leituras. Tenho conseguido ler, pelo menos, um livro por semana. Já guardei esse na minha pasta do Pinterest de livros que quero ler.
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest


    ResponderExcluir
  2. Oi Clauo! Que delícia de resenha! Também amei a capa do livro, as cores são lindas e, pelo que você conta, o título é realmente ideal! Adoro essas histórias que embarcam por temas tão densos quanto adoção, câncer, rejeição e o namoro do pai com uma mulher tão jovem. Tudo isso acontecendo ao mesmo tempo! Amei as pontuações de ambas. Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç