Pular para o conteúdo principal

Eu Li: Solidão Acompanhada

Olá!
Hoje trago para vocês a resenha do livro Solidão Acompanhada, de Ana Beatriz Barbosa Silva e Lauren Palma, da editora Globo Livros.


Sinopse
Uma obra divertida sobre a loucura de ser uma mulher jovem nos dias de hoje. Solidão acompanhada marca mais uma incursão da consagrada psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva na ficção, desta vez em parceria com a estreante Lauren Palma. Eleonora, a protagonista, está solteira, mora num quarto e sala bancado por seus pais e não tem muita ideia do que fazer com a tela em branco que parece ser sua vida. Seu mundo é extremamente conectado, embora ela tenha uma crescente noção de que cada pessoa é, mais do que nunca, uma ilha. Enquanto tenta arrumar um amor, uma vocação, um grupo de amigos, o sucesso nas redes sociais e algum sentido para sua existência, Eleonora diverte o leitor com as confusões do seu dia a dia e suas observações ácidas e sagazes sobre o mundo que a cerca. Impossível não se identificar.
Quando eu soube do lançamento deste livro, fiquei super curiosa para ler, pois adoro a escrita da Ana Beatriz e li quase todos os seus livros. O fato dele ter sido escrito em dupla com a Lauren Palma, também me chamou a atenção. Este é o primeiro livro que escolhi para a nossa Maratona Literária de Carnaval.
Eleonora é uma jovem que mora sozinha e narra suas confusões e expectativas. É fácil se identificar com as situações vivenciadas por nossa protagonista. Filha de mãe portuguesa e pai finlandês, é sustentada por eles e fantasia muitas situações amorosas e de amizades. Vive com seus bichinhos e está a procura de um namorado e de amigas. 

Escrito em primeira pessoa, Eleonora narra sua vida, com diálogos, pensamentos e trocadilhos, algo que ela adora e usa na trama toda. Detalhes hilários como os nomes que arruma para batizar os bichos que vai herdando dos vizinhos, trazem graça e leveza à trama. Morri de rir com suas conversas, no grupo da sua família, via whatsapp. As autoras utilizam recursos muito interessantes como iniciar o livro e finalizá-lo com a mesma cena, gostei muito!
Apesar do tom divertido, o leitor mais atento pode perceber as reflexões, críticas e observações (e principalmente a solidão) que uma psiquiatra (Ana Beatriz) e uma artista conectada (Lauren Palma) trazem à esta história tão bacana e interessante. Nos agradecimentos as autoras explicam que são amigas e acho que esta dupla funcionou muito bem. Elas tem uma química ótima e vou ficar na torcida por novos livros escritos.
Adorei a capa, ela reproduz vários elementos da trama. Edição caprichada da Globo livros, páginas amarelas, letras em tamanho confortável. Adorei a diagramação do livro.A leitura é fluida, o ritmo ágil e dinâmico. Que delícia de livro! Leve, divertido e muito bem escrito. Recomendo a leitura!


Solidão Acompanhada
Autor: Ana Beatriz Barbosa Silva e Lauren Palma
Ano: 2019
Páginas: 149
Editora: Globo livros
Adicione no Skoob
Para comprar: Globo livros
Minha avaliação: 4,5/5

Comentários

  1. Oi Clauo! Adoro esse estilo de livro, acredito que seja como o "Que ninguém nos ouça", conversas entre duas autoras que amo. Também já li alguns nesse estilo que o Cortella escreveu com outros filósofos e pensadores. Em fim, é interessante observar as reflexões que as pessoas trazem nessas histórias e, com um toque de humor, a leitura fica ainda mais gostosa! Adorei a indicação! Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#TBRdeJunho

O que você pretende ler em junho? Você costuma fazer #TBR? Sabe o que é uma TBR? A sigla TBR significa To Be Read. Ou seja, são os livros que você deseja ler. Muitas pessoas montam suas TBR mensais. Confesso que não tinha o costume de fazer a minha, mas estou me aventurando. Alguns livros furam a fila, outros demoram um pouco mais para serem lidos e tudo bem, tenho esta flexibilidade. Estas são as leituras que programei para este mês! Pretendo acrescentar outros no decorrer do mês, mas a princípio estes são os livros que eu tenho certeza que vão me acompanhar:⁣⁣ ⁣⁣ 📖 Água fresca para as flores, Valérie Perrin, @intrinseca - para a nossa Leitura Coletiva MãeLiteratura #LCmaeliteratura⁣⁣ 📖 Na Estrada com o ex, Beth O´Leary, @intrinseca ⁣⁣- para o Clube da Leitura MãeLiteratura⁣⁣ 📖 Lar em chamas, Kamila Shamsie, @Grua_livros - para o #12livrospara2022 de junho 📖O que é que ele tem, Olívia Byington, @editora_objetiva, para o nosso Clube @CompanhiadasLetras deste mês⁣⁣ 📖 Maria Bonita,

Nossa Semana #20

Olá! Hoje eu quero te contar como foi a nossa semana por aqui. Esta semana continuo fria! Chegou uma frente fria que derrubou as temperaturas por aqui e ela ainda não foi embora. Tivemos passeio encontros especiais, Clube da Leitura, ótimas leituras, academia quase todos os dias e muito trabalho . Você também sai carregada assim de casa? Olha eu na segunda feira! Marmita, sacola com material de trabalho, jaleco, mala de academia, porque se for para casa eu nao volto para malhar... Friozinho delícia! Eu amo! Zacarias bem quentinho de roupinha por aqui. Mesmo com o frio, fui a semana toda na academia, menos na sexta, pois acompanhei meu pai numa consulta. Lá dentro é bem quente, então treino de shorts e regata, mas na saída estava gelado, por isso, roupas quentinhas para ir casa e vamos que vamos. Esta semana, consegui aproveitar duas vezes, meia hora do meu almoço no trabalho, para ler. Amo estes momentos, são muito bons e me fazem muito bem. Da série, as alegrias que os livros me traze