Bolo de Cenoura - Receita

07 de Janeiro - Dia do Leitor

Olá!
Feliz dia do leitor!!
Você sabia que desde 1928, o dia 07 de janeiro é marcado como o dia do leitor? Essa data tornou-se importante por incentivar a leitura, desenvolver o hábito de apreciar novas obras, aumentar o conhecimento e aprimorar a reflexão, além de melhorar o vocabulário e a escrita. 

Para comemorar esta data, trouxe para você, três dicas de livros, de um autor que eu adoro, o Fabrício Carpinejar. Carpinejar é um dos escritores contemporâneos brasileiros mais reconhecidos no país. O autor já conquistou mais de 20 prêmios literários, entre eles dois Prêmio Jabuti. Suas obras têm como tema os relacionamentos na era contemporânea e transitam entre os mais diversos gêneros como crônica, infantojuvenil, poesia e reportagem. O poeta ainda participa do programa Encontro com Fátima Bernardes, na TV Globo, e assina duas colunas, uma no Jornal Zero Hora e outra no Jornal O Tempo.

Cuide De Seus Pais Antes Que Seja Tarde 
Lançado em 2018, Carpinejar mergulha em sua própria intimidade ao se lembrar de seus pais. Faz confissões, desabafos sinceros e também aconselha todos aqueles que ainda têm pai e mãe vivos a valorizá-los, tudo isso de maneira poética e verdadeira. A inevitabilidade da morte permeia a obra, com reflexões sobre o que podemos fazer para lidar com ela de modo a torná-la menos dolorosa. O tom de arrependimento também se faz presente, em meio às memórias do autor. Livro emocionante com o qual todos vão se identificar. Inclui texto de orelha do ator Paulo Betti.

Minha Esposa Tem A Senha Do Meu Celular 
O livro lançado em 2019, é sobre cumplicidade e fidelidade. Uma obra para os românticos, para os que se apaixonaram ou querem se apaixonar. Sempre com bom humor, Carpinejar apresenta em seu exemplar uma ode à fidelidade em tempos de amores líquidos e relata os mais profundos pormenores do relacionamento a dois em crônicas que fazem os leitores se apaixonarem.
Família É Tudo
Recém-lançada, obra Família É Tudo é continuação do best-seller Cuide Dos Pais Antes Que Seja Tarde. Através da narrativa autobiográfica, Carpinejar relembra sua jornada para se tornar um filho melhor e prestar mais atenção em seus pais, sem pressa ou indiferença, se aproximando emocionalmente deles e mostrando que “eu te amo” pode ser dito com gestos de carinho e cuidado. O poeta traz à tona seus esforços para ser adulto e compartilha com o leitor a experiência da paternidade, observando o crescimento dos próprios filhos. No livro, ele reflete sobre como  os ensinamentos que aprendeu na infância ainda norteiam suas decisões, e como seus comportamentos e até a maneira como criou e educou seus filhos espelham a bagagem que traz consigo dos pais e avós.

Muito bacana, né? Nem preciso dizer que estes livros estão na minha lista de desejados, assim que conseguir ler, voltarei com as resenhas. Você já leu algum livro dele? Me conta! Eu li dois, Me ajude a chorar e Bem vindo, há tempos e adorei.  Por enquanto deixo aqui as redes sociais deste autor incrível, para que possa acompanhar seu lindo trabalho de pertinho.

Comentários

  1. Gosto muito dele, não li nenhum livro, mas acompanho nas redes sociais, trechos, frases...Os livros devem ser ótimas reflexões mesmo.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Felicidades pelo dia do leitor!!! Também amo esse autor e esses livros estão em minha lista para leitura próxima! O jeito que ele escreve é delicado e forte ao mesmo tempo. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu sou novo na sua página, mas vou tomar um
    pouco do seu tempo para "te" contar uma história.
    Há dias, passando por uma barraca de livros usados,
    me interessei pela capa de um de uma tal de Stella
    Florence - u'a mulher que brinca com a forma engraçada
    de falar sério, como deixou transparecer na primeira leitura.
    A cara do livro e a sua apresentação me obrigaram a
    comprá-lo.
    Cara, desculpe tratá-la dessa maneira, foi a coisa mais
    gratificante, em termos de leitura, que eu fiz nesses últimos
    tempo; como Stella escreve bem. Eu morro de rir com a
    narrativa de quem não fica refém de um único gênero, pois
    gosta e explorar as diferentes narrativas, principalmente
    amor e sexo. Não preciso dizer que comprei toda sua obra.
    Um beijo, desculpa pelo espaço e bom dia.


    ResponderExcluir

Postar um comentário