Pular para o conteúdo principal

Eu Li: Os Sete Maridos de Evelyn Hugo


Olá! A resenha de hoje é do livro Os Sete Maridos de Evelyn Hugo, de Taylor Jenkins Reid, Editora Paralela, Grupo Companhia das Letras.

Sinopse
Com todo o esplendor que só a Hollywood do século passado pode oferecer, esta é uma narrativa inesquecível sobre os sacrifícios que fazemos por amor, o perigo dos segredos e o preço da fama. Lendária estrela de Hollywood, Evelyn Hugo sempre esteve sob os holofotes ― seja estrelando uma produção vencedora do Oscar, protagonizando algum escândalo ou aparecendo com um novo marido… pela sétima vez. Agora, prestes a completar oitenta anos e reclusa em seu apartamento no Upper East Side, a famigerada atriz decide contar a própria história ― ou sua “verdadeira história” ―, mas com uma condição: que Monique Grant, jornalista iniciante e até então desconhecida, seja a entrevistadora. Ao embarcar nessa misteriosa empreitada, a jovem repórter começa a se dar conta de que nada é por acaso ― e que suas trajetórias podem estar profunda e irreversivelmente conectadas.
Li este livro no formato e-book, pela parceria com a Companhia das Leras/Netgalley. Que leitura deliciosa! Se você gosta de um bom romance não deve deixar de ler Os Sete maridos de Evelyn Hugo.

Com uma trama super interessante, o livro começa com Monique uma jornalista desconhecida, que recebe um convite muito especial, para entrevistar uma diva de Hollywood dos anos 60.

O livro alterna os encontros atuais da jornalista com a diva Evelyn narrando os episódios da sua vida com todo o glamour da sua carreira, seus amores, casamentos e revelações bombásticas, que não vou contar aqui, para não perder a graça. Ao mesmo tempo acompanhamos as dúvidas e o final do relacionamento de Monique. Duas mulheres em fases diferentes, com seus dilemas, dores e lembranças.

Eu gosto muito desta estratégia de intercalar acontecimentos passados com eventos vivenciados nos dias de hoje, acho que dá um bom ritmo à leitura e prende mais a atenção do leitor.

Interessante a forma que a autora aborda a questão da bissexualidade de Evelyn. Ela narra seu amor por uma mulher de forma delicada e ao mesmo tempo com toda a força dramática de uma época onde os casamentos por conveniência "mascaravam" a homo e a bissexualidade. Evelyn, cita casos como de Rock Hudson, galã que sofreu grande preconceito ao divulgar que era portador do vírus HIV. Ela mesmo, Evelyn, só resolveu narrar sua vida, seus amores, já bem idosa e seu livro só deveria ser lançado após sua morte.

Eu achei a escrita da Taylor muito boa. Estava curiosa para ler seu livro, pois ela já tinha emplacado um sucesso anterior, Daisy Jones and The Six, também da Editora Paralela, que ainda está na minha lista de desejados. Depois de terminar este livro, fiquei com mais vontade ainda de ler Daisy Jones.


"As pessoas acham que intimidade tem a ver com sexo, mas intimidade tem a ver mesmo com a verdade."
"Quando for mais velha, precisa encontrar um trabalho que faça seu coração bater mais forte, e não um que deixe seu peito apertado. Certo? Promete?"
Como li a edição digital, não tenho como comentar sobre os detalhes da diagramação, mas posso dizer que eu amei a capa! Uma das mais bonitas e chamativas que vi ultimamente. A leitura é super fluida e interessante. Foi uma ótima leitura e recomendo muito.

Os Sete Maridos de Evelyn Hugo
Autor:  Taylor Jenkins Reid
Ano: 2019
Páginas: 360
Editora: Paralela
Classificação 5/5
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Paralela

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç