Até Quando? #12livrospara2019 - Setembro

Olá!
Hoje trago para vocês a resenha do livro Até quando? O Vai e vem (parte 1), escrito pela Christiane de Murville, Chiado Books.

Escolhi este livro para ser o livro de setembro da nossa TAG #12livrospara2019. Esta TAG é uma parceria com os blog Mundinho da Hanna e Pacote Literário. Não deixe de passar nos blogs das meninas para conferirem suas postagens!
Todo dia 12 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A idéia é ler preferencialmente livros que são meus e esperam na fila de leitura. 


Sinopse
Quantas vezes repetimos situações já experimentadas, voltamos a visitar locais bem conhecidos, descobrimos parentes novos ou cruzamos com gente que não lembramos ao certo quando e onde já encontramos? Quem nunca caiu em esquemas de pensamentos repetitivos ou em algum registro emocional capaz de o aprisionar em alguma realidade particular? Este romance ficcional conta a aventura de João e de sua família, quando passam exaustivamente por inúmeras dessas situações em suas experiências na Terra, vivendo ora momentos de grande alegria e prazer, ora de extremo sofrimento e decepção, visitando tanto cenários infernais como paradisíacos. Até quando continuarão eles reeditando inúmeras experiências já vividas, repetindo comportamentos eventualmente pouco saudáveis, retornando a lugares já bem conhecidos e oscilando de humor? 
Neste interessante e diferente livro escrito pela minha colega, a psicóloga Christiane de Murville, vida/morte/aprendizagem são temas centrais. A trama tem como personagem principal João e suas sucessivas passagens pela terra. João a cada vez volta num personagem diferente, convivendo com o mesmo núcleo familiar e de amigos (com poucas alterações). Interessante acompanhar as dificuldades do personagem, suas angústias, lutas, sua busca pelo amadurecimento.

Desejar bens materiais, sucesso financeiro, ser popular com as mulheres, tem um carro de luxo, uma casa maravilhosa, ser rico...tudo isso João desejava e não tinha...mas buscava. É errada esta busca? Não! Só que não devem ser objetivos únicos da existência. O livro retrata a procura pelo equilíbrio entre o físico e espiritual, entre o material e etéreo. Equilíbrio, esta é a chave desta trama, João e a sua busca pelo equilíbrio.

Nosso personagem principal, a cada volta à terra, conta com as águas do esquecimento para tentar novamente aprender, corrigir suas más tendências e ações. Não é a vida assim? Não estamos aqui para aprender e crescer, inclusive espiritualmente? 

A lição central é que enquanto João olha apenas seu umbigo, ele falha em todas as suas tentativas. Apenas quando consegue olhar para o outro, as coisas começam a mudar e a fazer sentido. É um livro bem simbólico, reflexo também da ótima formação da autora.

Por conta do enredo, do tema instigante e da boa escrita da autora, o livro me trouxe muitos questionamentos e estimulou uma saudável e rica reflexão. Imagino que este seja um dos objetivos da autora. 

Christiane é bem didática e sua escrita é fluida. Achei interessante o fato dela não focar na questão religiosa das múltiplas vidas do personagem, mas sim nos seus aspectos psicológicos. O personagem volta ao final de cada vida ao seu armazém mental e lá tem a oportunidade de reavaliar suas ações e condutas. Este movimento é bem interessante e rico de simbolismo. 


Gostei muito também das ilustrações que enriquecem muito a trama, feitas pela própria autora. A diagramação do livro é ótima, bem como sua capa. Belo trabalho da Editora Chiado.

No próprio livro vem a explicação que esta edição é a primeira parte da trama, teremos a segunda, que me parece está em produção. Aguardo com expectativa este novo lançamento.

Já acompanhava com interesse o trabalho bonito desta autora talentosa e agora sigo com mais atenção ainda. Deixo o convite para que você faça o mesmo. Enquanto não temos a segunda parte deste livro, acompanho as crônicas semanais da autora, nas suas redes sociais. São sempre ótimos escritos, recomendo!





















Sobre a autora
Graduada, mestre e doutora em Psicologia Clínica pela Universidade de São Paulo (USP), com especialização em psicodrama e orientação profissional, Christiane Isabelle Couve de Murville dedicou sua carreira ao atendimento psicológico, oferecendo oficinas de teatro espontâneo em contextos variados. É também bacharel em Ciência da Computação pela USP e integra o grupo de estudos Kallipolis sobre níveis de realidade. Morou sempre no Brasil, apesar da dupla nacionalidade, brasileira e francesa. Publicou a novela A vida como ela é, além de livros e artigos acadêmicos, e tem experiência artística em escultura e pintura. 

Até quando? O Vai e vem 
Autor: Christiane de Murville
Ano: 2018
Páginas: 281
Editora: Chiado Books
Adicione no Skoob
Para comprar: Chiado
Minha avaliação: 4/5


Comentários

  1. Que lindo blog e que alegria ter a resenha do meu livro "Até quando? O vai e vem"no "Mãe Literatura"! Agradeço muitíssimo a leitura , a resenha e a companhia nas minhas redes sociais, lendo também minhas crônicas. O "Até quando? A prisão", parte 2, está em fase de editoração na Chiado Books, caprichei nas ilustrações! Também tem uma para cada capitulo. Beijo grande, gratidão e parabéns pelo trabalho bacana de divulgação e incentivo à literatura.

    ResponderExcluir
  2. OI Clau, gostei da temática do livro. Lendo o post pensei logo na temática do espiritismo e achei interessante quando você colou que ela não foca na religião. Fiquei mais curiosa ainda para conhecer o desenrolar da história.
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  3. Oi Clauo! Estou amando as suas fotos! Amo livros com esse viés psicológico e que tratam da nossa postura diante da vida! Realmente, o egocentrismo não costuma nos levar a lugar algum, mas às vezes é difícil retirar essa "máscara" que nos encobre os olhos! Amei sua resenha e saber que o livro também traz ilustrações. Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir
  4. Olá Clauo! Confesso que na hora que li "várias vindas à Terra", imaginei logo que fosse um livro que falava sobre Espiritismo e reencarnação. Mas estava redondamente enganada. Realmente, não importa quantas realidades temos, no fundo, acabamos nos repetindo, como se nada fosse diferente ao nosso redor.
    Bjks!

    ResponderExcluir

Postar um comentário