Eu Li: A Distância até a cerejeira


Olá
A resenha de hoje é do livro A Distância até a cerejeira, escrito por Paola Peretti, lançamento da nossa parceira Planeta de Livros.

Sinopse
Todas as crianças têm medo de escuro.
O escuro é um quarto sem portas nem janelas, com monstros que nos prendem e nos devoram em silêncio.
Eu tenho medo só do meu escuro, aquele que tenho dentro dos olhos.
Para Mafalda, de nove anos, o escuro é a sua única certeza e o seu destino: em algum momento nos próximos seis meses ela perderá a visão. Diante de um futuro assustador e desconhecido, Mafalda – com a ajuda de sua família e seus amigos – precisará descobrir o que realmente importa conforme sua visão começa a falhar.



Eu adoro ler e descobrir novos autores e quando vi este lançamento da nossa querida parceira Planeta, não tive dúvidas, solicitei na hora. Esta foi uma leitura muito especial. Triste, intensa, mas ao mesmo tempo terna e com pitadas de ingenuidade. Explico melhor, a autora, a italiana Paola, conseguiu trabalhar um tema difícil, a perda da visão por conta da Doença de Stargardt, transformando este processo num livro sensível, belo e inspirador. 
Imagino que um dos trunfos para o livro não ser piegas é que a autora teve esta doença. A impressão que eu tenho é que o livro tem um caráter autobiográfico, embora isso não seja declarado pela autora no livro.

Mafalda é uma menininha fofa e amada pelos pais. Filha única, vive feliz com sua família e seu gato. Descobre que sofre de uma doença sem cura, até este momento, que tem como consequência a perda progressiva da visão. Cada capítulo  mostra esta perda, mensurada pela diminuição da sua visão até a cerejeira da escola. Ela mede os passos que vão progressivamente diminuindo, até chegar na árvore. 

Acompanhamos suas idas à médica, a preparação e o sofrimento dos pais, sua superação e adaptação. O tom do livro não é triste, pois Mafalda narra sua história e sua visão infantil de mundo é cheia de curiosidades, de ingenuidade, coisas que quer fazer, de planos para o futuro. Mostra sua vida escolar e o quanto luta para não ser "diferente" dos seus colegas.

Os personagens são afetivos e empáticos e contribuem para este belo enredo, tornando a leitura muito boa e interessante.  A convivência com os pais, presentes e preocupados com seu bem estar, seu gato, o Ótimo Tucaret (adorei este nome!) é um amigo inseparável, a amiga e confidente Stella, funcionária da sua escola. A amizade com Felipe,  mostra que Mafalda não quer ser tratada como "coitadinha", mas sim como qualquer criança. Os dilemas da escola, as descobertas da idade, amizades, expectativas e outros sentimentos estão presentes neste livro tão forte e ao mesmo tempo delicado. Ele traz uma mensagem de esperança, de adaptação, de vida. Acabo a leitura morrendo de vontade de dar um abraço bem apertado na Mafalda e na sua turma. Leiam, vale super a pena!

A Distância até a cerejeira
Autor: Paola Peretti
Ano: 2019
Páginas: 244
Editora: Outro Planeta
Classificação 5/5
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Planeta


Comentários