Vindima Goes 2020 - Participe!

Eu Li: Conectadas

Olá!

Hoje trago trago para vocês a resenha do livro Conectadas, da Clara Alves, da Editora Seguinte, do Grupo Companhia das Letras.

Sinopse
Raíssa e Ayla se conheceram jogando Feéricos, um dos games mais populares do momento, e não se desgrudaram mais — pelo menos virtualmente. Ayla sente que, com Raíssa, finalmente pode ser ela mesma. Raíssa, por sua vez, encontra em Ayla uma conexão que nunca teve com ninguém. Só tem um “pequeno” problema: Raíssa joga com um avatar masculino, então Ayla não sabe que está conversando com outra menina. Quanto mais as duas se envolvem, mais culpa Raíssa sente. Só que ela não está pronta para se assumir — muito menos para perder a garota que ama. Então só vai levando a mentira adiante… Afinal, qual é a chance de as duas se conhecerem pessoalmente, morando em cidades diferentes? Bem alta, já que foi anunciada a primeira feira de Feéricos em São Paulo, o evento perfeito para esse encontro acontecer. Em um fim de semana repleto de cosplays, confidências e corações partidos, será que esse romance on-line conseguirá sobreviver à vida real?
Este livro me acompanhou na minha viagem à Bienal do Livro e foi uma companhia excelente! Eu queria um livro leve gostoso para ler na viagem e acertei em cheio com este lançamento nacional delicioso. Li este young adult no Kindle, através da plataforma Netgalley, pela parceria com a Companhia das Letras.

Conectadas me trouxe um universo bem diferente, das meninas que jogam jogos online. Para jogar sossegada, Raissa cria um avatar masculino e se passa por Léo. Ayla acredita que se apaixonou por este menino, cativante, amigo e muito próximo e agora? Como resolver esta grande confusão sem machucar e nem decepcionar mais ninguém? Esta é basicamente a trama de Conectadas.

Cada capítulo é narrado por uma das duas personagens, o que traz  um ritmo delicioso à trama. Assim podemos acompanhar os pensamentos e emoções das duas protagonistas. Elas conversam pelo aplicativo do jogo, por Skype, têm listas no Spotify! Foi muito legal acompanhar a convenção dos Féericos, enquanto eu também participava de um evento grande, como a Bienal do livro Rio.

Gostei muito das personagens principais, elas são cativantes e muito humanas. Vivenciam as dúvidas e dilemas da descoberta do amor e das questões de orientação de gênero. Destaque ainda para o melhor amigo de Raissa, um personagem assexual e muito bem resolvido, um querido. Os personagens secundários também são muito legais, interessantes e bem construídos. As duas meninas, têm famílias diferentes, com personalidades e vivências diferentes, o que torna este livro uma ótima indicação para jovens de uma forma geral.

O ritmo da trama é ótimo, a escrita da Clara é fluida e muito envolvente. Torci muito por um final feliz e fiquei totalmente envolvida com a história . Digo que livro bom é aquele que deixa o leitor com saudades dos personagens e senti falta desta turminha após o término da leitura. Adorei também a entrevista no final do livro. Como não amar uma autora que coloca estas mensagens (grifo abaixo) no livro?

"...Tudo fica fácil quando temos rede de apoio. E faça terapia! Por mais fundamental que seja ter amigos e se abrir com os outros, a terapia é um olhar profissional muito diferente. Ela nos ajuda a enxergar nossos medos e inseguranças e a lidar com eles..."
"Se você não se cuida, se não ouve seu corpo seu coração e sua mente. você adoece. O amor próprio é o alimento da alma." 
Eu gostei muito da capa, acho que ela sintetiza bem a mensagem do livro! Li a edição digital, e mesmo nesta edição, os detalhes da diagramação estão bem caprichados. A leitura é super fluida e interessante. Foi uma ótima leitura e recomendo muito, para leitores de todas as idades.
Sobre a autora
Clara Alves nasceu em 1993, se formou em jornalismo pela UERJ e trabalha como assistente editorial. Criadora profissional de histórias de aquecer o coração, venceu o prêmio Wattys 2016 na categoria Novas Vozes com Como reconquistar um amor perdido. Libriana com orgulho, só não é indecisa sobre seu amor à literatura. Mora no Rio de Janeiro, mas é apaixonada pela Irlanda; não tem gato nem cachorro, mas queria ter os dois.

Conectadas
Autor: Clara Alves
Ano: 2019 
Páginas: 320
Editora: Seguinte
Classificação 5/5
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob 
Para comprar: Editora Seguinte 

Comentários