Pular para o conteúdo principal

Eu Li: Sete Anos Em Sete Mares


Olá queridos leitores
A resenha de hoje é do livro Sete anos em sete mares, escrito por Barbara Veiga, da nossa parceira Seoman - Grupo Editorial Pensamento.

Sinopse
Sete Anos em Sete Mares é a jornada de uma mulher que escolheu se lançar ao mundo com vinte e poucos anos, abrindo mão dos amigos e do conforto, para se entregar a causas que possam ajudar a melhorar o planeta. Após cruzar oceanos, atuar em causas socioambientais em mais de 80 países e visitar as regiões mais inóspitas do mundo, Barbara Veiga, fotógrafa, documentarista e jornalista, conta suas emocionantes experiências ao passar sete anos morando no mar. São relatos sobre a paixão pela vida marinha e seus ensinamentos, aprender a confiar nas pessoas, ser uma mulher em um meio predominantemente masculino, a solidão e saudade de casa, aventuras em meio a piratas e prisões no Caribe, mas, acima de tudo, sobre uma vida trabalhando em causas junto ao Greenpeace, Sea Shepherd e Avaaz. 
Quando soube do lançamento deste livro, fiquei muito, muito curiosa para ler. Ele veio no meu kit de boas vindas, pela renovação da parceria com o Grupo Editorial Pensamento. Fiquei muito feliz com esta escolha. 

Já sabia que o livro tinha tudo para me agradar. Eu amo histórias sobre navios. Adoro também relatos reais, escritos por jornalistas, além de ser escrito por uma brasileira, Barbara Veiga. Mergulhei na trama e viajei literalmente nesta história tão rica de aventuras e paixões.

O livro é uma mistura de relatos autobiográficos e registro das atividades em prol da natureza e de movimentos sociais e ambientais importantes como a caça às baleias. A autora traz detalhes interessantes e ricos sobre o cotidiano da vida embarcada, das embarcações, dos projetos e dos tripulantes. Também conta sobre episódios de violência e momentos de tensão e medo.

Na minha adolescência eu sonhava em fazer parte do Greenpeace e acompanhar os detalhes do trabalho realizado pela Barbara foi muito bacana. Barbara começou sua atuação quando ainda era estudante de jornalismo, embarcando num dos navios como voluntária. O mar passou a ser sua casa, que experiência sensacional!
Já imaginou ver baleias nadando pertinho de você? Aterrissar num iceberg em plena Antártida? Enfrentar piratas na Somália? Estas são algumas das aventuras e emoções vivenciadas pela Barbara e relatadas neste livro com sabor de aventura.

A autora se desnuda, contando sobre seus relacionamentos (eu não gosto de saber antes de ler o que acontecerá na trama e na orelha do livro já tinha lido sobre uma passagem importante da sua história). Fala sobre seus namoros, casamento, sobre relacionamento com colegas de diferentes nacionalidade e  sobre sua família, pais e irmão. São relatos corajosos e que geram uma proximidade do leitor com a autora.
Outro ponto super interessante e que compartilho com a autora é que ela mandava cartões postais e cartas para a família e amigos, normalmente dos lugares que visitava. Eu adoro este hábito e acho que no caso da autora ele tinha um caráter terapêutico também, por conta das dificuldades de comunicação com seus pais e por sentir-se sozinha em alguma situações. Barbara relata que nunca teve retorno destas cartas, pois não tinha endereço fixo. Pede, num cartão postal, que o leitor responda sua carta. Farei isso!

Achei a capa maravilhosa. Ótima diagramação da Seoman. Letras em tamanho confortável, páginas amarelas. Adorei os detalhes que separam os capítulos, todos com motivos náuticos. A leitura foi fluida. O livro prendeu minha atenção. Recomendo esta leitura principalmente para quem gosta de aventuras marinhas e engajamento ambiental.

Adorei as fotos. Como a autora além de jornalista trabalhou como fotógrafa nestas missões, esperava encontrar mais fotos nesta edição. As que vi são deslumbrantes, mas achei que foram poucas. Isso não tinha o brilho da produção, mas é um detalhe que me frustrou um pouco.
Sobre a autora
Barbara Veiga é uma jornalista carioca com sólido trabalho internacional, cuja atuação abrangeu mais de 80 países da América Latina, Ásia, África, Europa e Oceania. Uniu a atividade jornalística à fotografia e, posteriormente, ao audiovisual, que durante uma década foi realizada em parceria com importantes organizações mundiais como Greenpeace, Sea Shepherd, Amazon Watch e Avaaz. Como fotógrafa ganhou um prêmio da National Geographic com o trabalho “Pelo Homem, Pela Natureza”, o qual foi exposto em 2011 em Paris, noJardin des Plantes, e em Cannes, durante o Festival de Cinema. Além disso, como videorrepórter, seus registros alcançaram grande projeção com a publicação de relevantestrabalhos em renomados veículos de mídia, como a BBC, The Guardian, Los Angeles Times, The Australian, Vanity Fair, entre outros. Na Rede Globo, Barbara Veiga fez uma série de videorreportagens para o Fantástico, e, durante uma temporada, foi produtora/diretora do programa Vídeo Show.

Sete Anos Em Sete Mares
Autora: Barbara Veiga
Ano: 2019
Páginas: 288
Editora: Seoman
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Seoman | Amazon




Comentários

  1. Que leitura é essa? Ela me lembrou muito os livros de Amyr Klink. Fiquei bem curioso com esse livro, anotada a dica!!!

    ResponderExcluir
  2. Que máximo! No mínimo uma leitura fascinante! Adoro o mar e essa imagem dela na rede com o mar ao fundo, que delícia!!
    Adorei essa dica!!

    bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç