Pular para o conteúdo principal

Clube da Leitura de Abril - Livre Para Voar


Olá queridos leitores!
Sábado foi dia do nosso Clube da Leitura Companhia das Letras. Aqui eu contei um pouco mais sobre a nossa históriaLemos e discutimos o livro Livre para voar, de Ziauddin Yousazfai. 
Foi um clube interessante. O livro dividiu opiniões, alguns leitores gostaram muito leitura, enquanto outros ficaram decepcionados. Sempre é uma discussão rica e desta vez não foi diferente. Falamos sobre o livro, sobre família, sobre curiosidades do Paquistão. 



Sinopse
"Neste relato comovente sobre amor, paternidade e luta por direitos, Ziauddin Yousafzai, o pai da Malala, rememora sua história e sua longa batalha para que meninos e meninas tenham as mesmas oportunidades. Um livro para todos aqueles que desejam criar seus filhos num mundo mais justo e igualitário. Ziauddin Yousafzai tem motivos de sobra para ser um pai orgulhoso: Malala sobreviveu a um atentado do Talibã, ingressou na prestigiosa Universidade de Oxford e se tornou a mais jovem vencedora do prêmio Nobel da paz e uma das principais vozes da luta pelos direitos das mulheres. O que ele fez para criar uma menina tão extraordinária? A resposta é mais trivial do que se imagina: educou-a com amor, incentivo e gentileza — e sobretudo com a convicção de que sua filha era digna das mesmas oportunidades que os meninos recebem. Livre para voar é o relato inspirador de um menino gago que cresceu em uma pequena vila no Paquistão e se tornou um dos grandes ativistas pela igualdade de gênero. Exemplo para os pais que querem que seus filhos façam a diferença, Ziauddin mostra como o respeito e a educação são capazes de criar um mundo melhor para todas as crianças."

Minhas impressões
Eu estava muito curiosa para ler este livro e aproveitei para finalmente ler Eu sou Malala, antes dele. É justamente Malala, sua filha mais velha quem escreve o prefácio deste edição. Esperava bem mais do que encontrei. Achei o livro repetitivo para quem leu Eu sou Malala e um tanto quanto "raso", superficial.

Ziauddin é o pai desta família especial. Casado e pai de três filho, sendo Malala a mais velha e única menina. É professor e sempre defendeu o direito à educação para as meninas. Atualmente vivem na Inglaterra, mas nasceram no Paquistão, terra devastada pelo Talibã. Um homem diferenciado, a frente de seu tempo, sensível e muito especial. Este é o maior mérito do livro, mostrar estas facetas deste homem tão peculiar.

Tive a impressão que enquanto o livro escrito por Malala tem como principais personagens ela e seu pai, neste aqui o destaque fica para a esposa (e mãe de Malala) e o autor. Fiquei com a impressão de encontrar "outra" mãe de Malala neste livro, totalmente diferente do primeiro livro, mais articulada e expansiva. Pode ser uma adaptação ao novo estilo de vida, em outra cultura? Não sei, mas fiquei confusa. Alguns detalhes sutis, principalmente acerca do atentado sofrido pela Malala não batem, mas não sei se são erros de tradução ou de interpretação dos protagonistas da história. Isso me deixou confusa e por conta disso não curti tanto esta leitura como imaginei que aconteceria.

É uma leitura fluida e rápida. Achei a capa bonita e gostei das fotos que ilustram o texto. Páginas amarelas e letra em tamanho confortável para leitura. Edição caprichada da Companhia das letras. 




Como o chai foi um elemento interessante, descrito com detalhes pelo autor, levei de lembrança para os leitores um mimo com sachê de chai e a receita de preparo. Depois da discussão tivemos nosso tradicional bolo com bate papo. Adoramos! Em maio discutiremos o livro Ironias do tempo, de Luiz Fernando Veríssimo. 

Livre Para Voar
Autor: Ziauddin Yousazfai
Ano: 2019
Páginas: 168
Editora: Companhia das Letras
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob



Comentários

  1. Gosto demais de leituras dessa região. Te indico o livro "O livreiro de Cabul", que foi baseado em fatos reais, onde retrata a vida das mulheres afegãs. Muito bom mesmo. E parabéns pelo clube, muito lindo mesmo!!! =)

    ResponderExcluir
  2. Oi Clauo! Que delícia de clube de leitura e que pena o livro ter sido uma decepção. Também sou encantada pela história de Malala, principalmente pela sua força após o atentado e toda perseguição que viveu! Mas realmente ler detalhes de fatos e da personalidade da mãe de Malala que não batem devem ter lhe deixado confusa. Ainda não sei se vou ler. Adoro as fotos do seu clube de leitura e se morasse em SP, iria sempre! Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir
  3. Oi, Clauo.
    Eu não consegui ler Eu sou Malala, não sei te explicar, mas o livro não foi para mim. Por isso não me entusiasmei a ler esse. Pena que para você não foi uma boa leitura, entendi os pontos citados e sentiria a mesma decepção.
    Mas, tirando isso, esses encontros são sempre muito gostosos e gratificantes.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç