Pular para o conteúdo principal

Resenha - Skyward


Olá queridos leitores.
Hoje trago para vocês a resenha do livro Skyward, de Brandon Sanderson, da nossa querida parceira Planeta de livros, selo Minotauro. Adoro os títulos deste selo!

Sinopse
O novo épico de um dos maiores autores de ficção especulativa do mundo: Brandon Sanderson, agora na Planeta Minotauro. Nesse novo épico do aclamado autor Brandon Sanderson, o futuro da humanidade depende dos sonhos de uma garota. Derrotada, devastada e levada quase à extinção, a raça humana se vê presa em um planeta distante, constantemente atacado por misteriosos combatentes alienígenas. Spensa, uma adolescente, anseia por se tornar piloto e se juntar à resistência. Quando descobre os restos de uma velha nave, um modelo que a garota nunca tinha visto na vida, percebe que esse sonho pode enfim se tornar realidade. Para isso, no entanto, a garota precisará consertar a grande nave, aprender a pilotá-la e – talvez o mais difícil – convencer a inteligência artificial que controla os restos da embarcação a ajudá-la: essa incrível nave, de alguma forma, parece ter uma alma própria. “Brandon Sanderson é simplesmente um escritor brilhante. Ponto.” – PATRICK ROTHFUSS, AUTOR DE O NOME DO VENTO

Minhas impressões
Este livro traz temas que eu gosto muito, fantasia e aventura.
Que tal um livro de fantasia, com uma protagonista destemida, corajosa e muito carismática? Gostou? E se além disso ela for uma cadete, numa escola para pilotos de naves espaciais? Bom, né? Assim mergulhamos na leitura de Skyward.

Meu primeiro contato com o autor, considerei a leitura uma grande aventura! A escrita de Brandon é muito boa, o ritmo rápido e cheio de detalhes, transportam o leitor para este mundo distópico, diferente e ao mesmo tempo conhecido. Nele emoções como pertencimento, orgulho paterno e emoções contraditórias estão presente. 

Este livro te leva numa viagem rumo a um mundo estranho. Num planeta distante, Spensa é uma jovem cadete de caças aéreos em treinamento. Mocinha corajosa, impetuosa, luta contra preconceitos e injustiças. No curso coordenado por um velho amigo do seu pai, terá oportunidade de desvendar mistérios guardados pelo governo do seu planeta e quem sabe assim, reparar a honra do seu falecido pai. Um livro repleto de aventuras, me senti pilotando um jato supersônico também (eu amo esta temática). 

Skyward traz também uma visão poética da humanidade, trata sobre amizade e mostra a luta do seu povo contra os Krells, alienígenas inimigos. Um livro com bom ritmo e cheio de detalhes interessantes. Destaque para o caça M-Bot, um avião que Spensa encontra abandonado, cheio de personalidade, humor e tiradas hilárias (meu personagem favorito)

Spensa não tem vergonha do pai, embora ele seja considero por todos um covarde, uma vergonha para seu povo. Ela cresce com estes rótulos e rodeada de preconceitos. Senti falta de uma maior participação da avó e mãe da personagem, só no final a mãe "aparece" um pouco mais. A avó é uma personagem forte e mítica, mas parece pouco explorada pelo autor.

O livro mantem um ritmo de leitura ágil e cheio de detalhes, é uma leitura interessante, mas demorei para concluir a leitura, acho que por conta dos muitos detalhes. Me senti dentro da nave com esta mocinha especial. Foi uma leitura trabalhosa, mas bem bacana.

Sobre o livro
A capa é linda! Amei! Representa muito bem a trama. Diagramação show da Planeta, que sempre capricha nas suas edições. Páginas amareladas, letras em tamanho confortável. O livro é dividido em cinco partes e páginas negras delimitam a mudança de parte.

Skyward
Autor: Brandon Sanderson
Ano: 2018
Páginas: 400
Editora: Planeta
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Editora Planeta | Amazon



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç