Pular para o conteúdo principal

Eu Li: Entre trovões


Olá queridos leitores!!
A resenha de hoje é do livro Entre Trovões, escrito por Renata Penka, da nossa querida parceira Editora InVerso.


Minhas impressões
Gosto muito de livros com temática jovem, por isso este livro me chamou a atenção logo de cara. Foi uma leitura interessante e rápida.

Entre trovões é ambientado num colégio, o Colégio Lacerda e retrata a turma do segundo ano médio.
A protagonista é a Ágata e seus melhores amigos são a Tina e o Leo. Ágata volta a estudar no colégio após morar um ano em outra cidade. Ela esconde um mistério e vamos entrando em contato com ele através dos sonhos da personagem e das entrelinhas dos diálogos dela com seus melhores amigos, que são os únicos que sabem do que se trata este episódio traumático.

Também achei muito bacana a autora ter explorado um tema que eu adoro, viagens em turma. A turma do segundo ano médio viajou ao Egito com a professora e este foi um dos pontos altos do livro. Viajei junto! Conhecer o Egito e ser arqueóloga faziam parte dos meus planos quando era adolescente.

Temas como a descoberta do amor, amizades, viagens com a turma são abordados neste interessante livro.

Sobre o livro
Achei a capa bonita, ela retrata bem a mensagem da trama. Ótima diagramação da Editora Inverso. Letras em tamanho confortável, bom espaçamento e páginas amareladas.  Sem erros de português, do jeito que eu adoro.

O predomínio de diálogos, proporciona fluidez e um bom ritmo, deixando a leitura ainda mais interessante. O livro prendeu minha atenção e foi uma leitura fluida.

Escolhi este livro para participar da minha primeira edição no projeto Adote Um Autor Nacional e foi muito bacana!

Recomendo esta leitura para jovens e para leitores mais velhos, que gostam desta temática jovem.


Entre trovões
Autor: Renata Penka
Ano: 2013
Páginas: 250
Editora: Inverso
Livro cedido pela editora
Para comprar: Editora Inverso

Sobre a autora
Renata é pós-graduada em Novas Tecnologias em Jornalismo/PUC-PR. Além de Entre Trovões, escreveu Memórias em Sangue, pela Editora InVerso. Possui experiência em mídias sociais, marketing, publicidade e redação para blogs. Nas horas livres não resiste aos seus cachorros, filmes e esmaltes. Acredita que a inspiração aparece em qualquer situação e qualquer pessoa pode, sim, realizar seus sonhos, basta ter paciência


Sobre a editora
A InVerso Existe desde 2004 no cenário literário nacional, com sede em Curitiba/PR. A editora já possui mais de 3 mil livros publicados com alto padrão de impressão e com distribuição para todo o Brasil, Europa e América Latina, no qual aposta no patrimônio cultural e na leitura como forma enriquecimento, como extensão da memória e fortalecimento da imaginação.  Toda cadeia de trabalho da InVerso é chancelada pelo Selo de Editado e Impresso no Brasil, que consta em todos os seus livros, garantindo que TODO o processo de produção - desde publicar autores 100% nacionais até a conclusão feita por profissionais brasileiros - sem a concorrência da impressão internacional.





Comentários

  1. Gostei, Clau, parece interessante, teve mistério envolvido já me cativa! A parte da descoberta do amor nem tanto, haha, mas fiquei curioso! =D

    ResponderExcluir
  2. Achei a premissa legal justamente por conta dessa viagem ao Egito (amo a história desse lugar!). Também acho ótimo quando algum personagem tem segredos, pois isso me instiga a querer ler bem mais rápido. Mesmo me soando um pouco clichê, seria um livro que eu leria :) adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  3. Oi Claudia!
    Achei bem legal a parte de unir o colegial com a viagem da turma, com certeza trouxe elementos novos pra trama que geralmente não acontecem no dia a dia da escola que os livros mostram. E deve ser uma delícia ler sobre o Egito, lugar maravilhoso que sonho um dia conhecer! <3
    Fiquei bem curiosa pelo que afastou a protagonista da escola e acho que isso deve dar um toque interessante à história.
    Boa indicação! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
  4. Gostei do título, mas eu tenho paixão pela premissa: chuva, trovões tempestades. Mas, confesso que ao me deparar com essas forças naturais como Tema, me inquieto porque fico na expectativa de algum imenso.
    Mas gostei da viagem ao Egito e de saber de seus projetos de jovem. Já imaginei você a assistir aqueles filmes de Allan Quartman. Eu adorava. rs

    Bacio

    ResponderExcluir
  5. Adorei a indicação pois tem na resenha a palavra mistério, que eu adoro e também adoro livros com jovens, geralmente são bem divertidos.
    A viagem ao Egito me fez lembrar da minha formatura da 8º série que resolvemos fazer uma viagem e uma das professora nos disse que não iria acontecer, pois ela estava anos trabalhando naquela escola e essas viagens eram sempre desejadas e nunca realizadas. Pois ela caiu do cavalo, a viagem não só aconteceu como foi maravilhosa. Só não foi para o Egito rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Boa noite! Lindas premissas sobre a obra! Adoro histórias de mistério e com fluidez na escrita! Me atraio pelo tema e pela forma como abordou a obra! Indicação linda, ao que me leva a crer! Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#TBRdeJunho

O que você pretende ler em junho? Você costuma fazer #TBR? Sabe o que é uma TBR? A sigla TBR significa To Be Read. Ou seja, são os livros que você deseja ler. Muitas pessoas montam suas TBR mensais. Confesso que não tinha o costume de fazer a minha, mas estou me aventurando. Alguns livros furam a fila, outros demoram um pouco mais para serem lidos e tudo bem, tenho esta flexibilidade. Estas são as leituras que programei para este mês! Pretendo acrescentar outros no decorrer do mês, mas a princípio estes são os livros que eu tenho certeza que vão me acompanhar:⁣⁣ ⁣⁣ 📖 Água fresca para as flores, Valérie Perrin, @intrinseca - para a nossa Leitura Coletiva MãeLiteratura #LCmaeliteratura⁣⁣ 📖 Na Estrada com o ex, Beth O´Leary, @intrinseca ⁣⁣- para o Clube da Leitura MãeLiteratura⁣⁣ 📖 Lar em chamas, Kamila Shamsie, @Grua_livros - para o #12livrospara2022 de junho 📖O que é que ele tem, Olívia Byington, @editora_objetiva, para o nosso Clube @CompanhiadasLetras deste mês⁣⁣ 📖 Maria Bonita,

Nossa Semana #20

Olá! Hoje eu quero te contar como foi a nossa semana por aqui. Esta semana continuo fria! Chegou uma frente fria que derrubou as temperaturas por aqui e ela ainda não foi embora. Tivemos passeio encontros especiais, Clube da Leitura, ótimas leituras, academia quase todos os dias e muito trabalho . Você também sai carregada assim de casa? Olha eu na segunda feira! Marmita, sacola com material de trabalho, jaleco, mala de academia, porque se for para casa eu nao volto para malhar... Friozinho delícia! Eu amo! Zacarias bem quentinho de roupinha por aqui. Mesmo com o frio, fui a semana toda na academia, menos na sexta, pois acompanhei meu pai numa consulta. Lá dentro é bem quente, então treino de shorts e regata, mas na saída estava gelado, por isso, roupas quentinhas para ir casa e vamos que vamos. Esta semana, consegui aproveitar duas vezes, meia hora do meu almoço no trabalho, para ler. Amo estes momentos, são muito bons e me fazem muito bem. Da série, as alegrias que os livros me traze