Pular para o conteúdo principal

Eu Li: Paxá, o Aposentado Ativo - Akio Kimura - Editora Scortecci

Olá!!
Hoje é a vez da resenha do livro Paxá, o Aposentado Ativo, de Akio Kimura, Grupo Editorial Scortecci.
Solicitei este livro porque tenho um motociclista na família, meu pai. Assim como Paxá, meu pai é aposentado e adora motocicleta, então resolvi conferir esta trama. Vem comigo! 
 Sinopse: A estória se passa de 2005 a 2016, com idas e vindas entre o passado e o presente. Após anos de trabalho, já com aposentadoria vencida, o personagem Paulo Alexandre Lobato decide sair da empresa de vez. Ele se sentia à beira de um colapso nervoso diante dos problemas que surgiam continuadamente. Isso devido ao seu envolvimento ilícito e da empresa em pagamentos de propinas junto às obras do governo. Na realidade, havia uma coisa mais importante do que sua própria aposentadoria: resgatar o passado, além de rever seus amigos de infância — e, principalmente, ouvir novamente o seu apelido, que ele tanto amava: Paxá! Explica-se: o seu falecido pai o chamava de “Pá” e sua irmã, de “Xan”. Um dia, seu pai padronizou o apelido para “Paxá”, e só a mãe continuou a chamá-lo de “Paulinho”. Fora isso, ele desejava continuar trabalhando, mas em outro ramo e numa empresa menor, de preferência, no bairro onde ele havia morado. O plano de reencontrar os seus amigos era imprescindível. Então, passou a prestar serviço para uma imobiliária de médio porte. Na sua mais nova função de gerente de contas a pagar e a receber, o dono, seu Vitinho, além de ter-lhe dado o poder de assinar papéis por procuração, deu-lhe a liberdade de sair livremente na rua, quando necessário, de executar a função de motoboy, pagando as contas nos bancos. E foi aí que ele passou a observar certos contratempos em filas bancárias. Na época, a fila era única; depois de algum tempo, surgiu fila para gestantes, idosos e deficientes.
Ficha técnica
Título: Paxá, o Aposentado Ativo 
Autor: - Akio Kimura 
Ano: 2017 
Páginas: 200
Editora:
 Scortecci
Avaliação: 4/5 
Livro cedido pelo autor
Para comprar: Editora Scortecci 
Adicione o livro no Skoob

Achei a capa do livro muito bacana, foi a primeira coisa que me chamou a atenção. A diagramação da Editora Scortecci é muito boa, com detalhes caprichados. Páginas brancas, letras em tamanho confortável para leitura, bom espaçamento, boa revisão. 
O livro é composto por 13 capítulos interessantes.  Este é, segundo o próprio autor, um livro de entretenimento e ele cumpre o que promete. Numa linguagem coloquial e simples, Akio conta sobre passagens da sua vida, principalmente depois da aposentadoria. Foi uma leitura diferente e fluida.
 Aposentados e como vivenciam esta nova etapa da vida, são assuntos que me interessam muito. Acompanho vários casos nas clínicas que trabalho e percebo que quanto melhor lidam com esta fase, mais saudáveis permanecem. Foi isso que aconteceu com nosso protagonista. Akio conta sobre sua vida profissional e sobre aposentadoria. Depois de aposentado, volta a trabalhar, mas nesta nova etapa sem tantas cobranças. Mais maduro e experiente, relata seu olhar para cenas do cotidiano como as filas de banco. Impossível não se lembrar da época das filas intermináveis das agências bancárias. Akio mostra detalhes corriqueiros, mas que são interessantes e que fazem refletir. Pessoas Impacientes, arrogantes e nervosas, pessoas compreensivas, Paxá encontrava de tudo nestes ambientes tão peculiares.
A leitura me trouxe risos, nostalgia e entretenimento.
O mais bacana é que Akio escreve de forma despretensiosa, relembrando passagens vivenciadas. Por isso o livro é leve e bacana. Uma leitura agradável e bem vinda. 
Sobre o autorAkio Kimura, filho mais velho, nasceu em Bilac, interior de São Paulo. A família, por questões de ordem financeira, fixou-se em Pereira Barreto, onde o pai se tornou o responsável por uma chácara de criação do bicho-da-seda e plantação de amoreira. Anos mais tarde, já com quatro filhos, a família migrou para a capital em busca de uma vida melhor, principalmente em relação aos estudos dos filhos. Estudou em escolas estaduais e federais. Aprendeu o ofício de tipógrafo na Escola Técnica Getúlio Vargas, no Brás, e, com essa profissão, custeou os seus estudos. Concluiu o curso de Comunicação – Polivalente Cinema da FAAP na década de 1970. Trabalhou como motoboy, fotógrafo, laboratorista de filmes branco e preto, e em cores. No início da década de 1990, foi decasségui durante seis anos. Atualmente, está aposentado e trabalha em escritório. Este é o seu primeiro livro de entretenimento, Paxá, o aposentado ativo, em linguagem coloquial, no qual o personagem principal presencia confusões em filas de banco e se envolve nelas.


Comentários

  1. Me fez lembrar do livro 'nossas noites' que eu devorei em horas e do filme 'um senhor estagiário'. O tema parece ser o mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adorei este livro e o filme.
      Sim, me lembrou Um Senhor estagiário, mas o livro é anterior ao filme
      Beijos, querida

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç