Pular para o conteúdo principal

O QUE NÃO EXISTE MAIS: Eu Li!!

Gosto muito de contos e procuro alterar este tipo de leitura com outros gêneros. Quando li a sinopse deste "pequeno" grande livro, fiquei muito curiosa e me despertou imediatamente a vontade de ler. 

O Que Não Existe mais, escrito por Krishna Monteiro, da Editora Tordesilhas é um livro muito especial. 
Composto de sete contos com temáticas sobre memórias, desajustes, solidão e renascimento, já começa muito bem, pois foi prefaciado pela super talentosa e competente Noemi Jaffe. Só esta apresentação já te prepara para uma ótima escrita!
Cada conto é um universo próprio, numa linguagem bonita e muito bem cuidada. O tom do livro é diferente, é como se Krishna contasse pertinho de você estes contos, com cuidado, com sutileza.

Muito interessante como Krishna explora este universo com personagens diferentes. No conto que dá título ao livro, temos a voz e sentimentos de um filho após a morte de seu pai. Em Quando Dormires, Cantarei, o autor dá voz a um galo de briga e assim vai nos apresentando estes contos tão singulares e singelos. 
Particularmente, meu conto preferido é Monte Castelo. O relato do neto sobre seu relacionamento com o avô querido, permeado da tensão do relacionamento da mãe do menino com a avó, me deixou emocionada. O autor consegue um contraponto muito bonito e simbólico em várias passagens deste bonito conto. 

Gostei muito da capa, e acho que ela passa exatamente a mensagem do livro, afeto com uma aparente simplicidade. Gostei do tamanho do livro, o formato 14 X 19 cm é fácil de carregar e confortável para a leitura. Ótima diagramação, folha amareladas (que eu amo), letras em bom tamanho. 
Tordesilhas acertou mais uma vez, em mais uma produção super caprichada, como é o padrão desta ótima editora.

Sinopse: O que não existe mais é um relato sobre memória e desajuste, solidão e renascimento. Neste livro de contos, Krishna Monteiro explora esses temas sob vários ângulos. O de um filho perseguido nos corredores de sua casa pela lembrança viva o pai; o de um pacto celebrado pelo escritor João Guimarães Rosa numa encruzilhada; o de um galo de briga que, ao combater na arena, recorda toda a sua existência; o de um gato, narrando os últimos momentos de sua dona, sem compreendê-los; o de um velho soldado que tenta sem sucesso exorcizar a guerra; o de uma mulher que diante da degradação e do envelhecimento vê no ato de contar histórias a fonte mesma de criação e manutenção da vida.

Sobre o autor: Krishna Monteiro nasceu em 1973, em Santo Antonio da Platina, no Paraná, e esteve rodeado de livros desde pequeno. Depois de graduar-se em economia e obter um mestrado em ciências políticas, optou por entrar na carreira diplomática, em 2008. Foi editor de textos literários da revista Juca – diplomacia e humanidades, publicada anualmente pelo Itamaraty, e cocriador do blog Jovens Diplomatas. Em 2010, tornou-se vice-chefe de missão da embaixada brasileira no Sudão. Morando pela primeira vez em terras estrangeiras, foi tomado por lembranças de outras paisagens e cenas de infância escondidas na memória, e começou a escrever contos, em parte inspirados em sua própria história, em parte inventados, que resultaram no livro O que não existe mais. Atualmente, é Cônsul Adjunto do Brasil em Londres.O que não existe mais é sua estreia como escritor.
Adorei este livro! Krishna Monteiro escreve lindamente. Espero ansiosa outras obras deste talentoso autor!
Livro enviado em parceria com o blog. Agradeço a Oasys Cultural, nossa parceira, sempre fonte de excelentes indicações.

Comentários

  1. Que bom que gostou, querida Claudia! Obrigada pela leitura e pelo carinho, sempre! Beijos, beijos

    ResponderExcluir
  2. Fiquei curiosa para ler. Valeu pela dica, Clau! :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç