Pular para o conteúdo principal

Um Nazista em Copacabana: Eu Li!!

Finalizei esta semana este livro nacional. 
Um Nazista em Copacabana, escrito por Ubiratan Muarrek, Editora Rocco, é um livro que me surpreendeu. O título me chamou a atenção logo de cara, adoro títulos diferentes e pedi para ler. Não me decepcionei, pelo contrário, eu adorei a leitura.  Achei o livro diferente e muito bem escrito!

Muarrek conseguiu construir uma trama muito interessante, que prendeu minha atenção do início ao fim do livro. Utilizando uma técnica descritiva, onde um narrador conta a estória na terceira pessoa, o autor consegue realmente fisgar o leitor, que permanece atento até o final do livro. Um Nazista em Copacabana reúne ingredientes certeiros para o sucesso de um bom livro. Um texto muito bem escrito, uma narrativa ágil, o livro começa pelo final e o autor volta ao início da trama para contar esta interessante estória. Atual, utilizando como pano de fundo falcatruas, sequestros e ingredientes políticos, o livro conta a estória do casal Delúbio e Diana. Ao revelar suas personalidades, o autor aborda temas importantes como expectativa de vida, sonhos, ambições e herança genética. Eu acredito que o grande mérito do livro seja a sutileza encontrada pelo autor para trabalhar esta trama. Gosto muito da idéia da sugestão, ou seja, muitas coisas e fatos "poderiam" ser, ficam  muitas vezes no ar. Você interpreta o desfecho da trama.
Diana é filha de um soldado alemão que combateu no terceiro reich. Qual é o papel deste nazista na vida de uma família brasileira? De forma sutil, Muarrek mostra este alemão como uma figura paterna terna e presente e deixa no ar se o papel de carrasco era uma sombra na vida dele ou se foi uma realidade. 
Delúbio era um cara sem expectativas de vida, que fumava seus cigarrinhos de maconha e que vivia relativamente bem com muito pouco. Conhece Diana, vivem uma grande paixão e ela engravida.  Ao conseguir um emprego com características dúbias, Delúbio, vê sua vida dar uma guinada.
Achei muito, muito interessante a forma como o autor trabalhou o papel dos pais dos dois protagonistas, pessoas com tristes histórias de vida, com tragédia familiar, dependência de álcool e solidão. Fiz uma reflexão do quanto estas vivências impactaram na vida dos filhos. Este foi um dos aspecto mais bacanas do livro, me fez refletir bastante sobre o rico universo particular que Muarrek criou no livro.
Os personagens secundários também são muito bem trabalhados e sugerem uma força maior do que aparentemente demonstram a princípio. Achei muito interessante como dependem das escolhas pessoais dos protagonistas a ascensão ou desaparecimento destes personagens da trama. Destaques para os personagens Antônio e sua esposa estéril e Circe, vizinha da mãe de Diana.
Editora Rocco acertou na edição. Adorei a capa e o título, diagramação perfeita, folhas amareladas (amo!),  sem erros de concordância ou de gramática (também amo!).
Sinopse: Otto Funk é um ex-combatente alemão que, deixando para trás os escombros da Segunda Guerra, desembarca no Brasil, onde conhece Iracema, uma manauara muito emocional, com quem acaba se casando e tendo uma filha. Por meio das lembranças da mulher e das desventuras da filha, Diana Verônica, grávida e em fuga por conta dos tropeços de seu ex-parceiro numa prefeitura do ABC paulista, a trajetória de Otto é revista em Um nazista em Copacabana, segundo romance do jornalista e escritor Ubiratan Muarrek e primeiro pela Rocco. Com a habilidade de um bom contador de histórias, o autor reconstrói as turbulências do final da ditadura militar e os conflitos sociais e políticos do Brasil enquanto narra o drama familiar de duas gerações, dissecando os meandros da complexa engrenagem do poder, as armações diárias e as figuras miúdas que constroem o perfil de um país em desalinho. 

Ficha técnica: 
Autor: Ubiratan Muarrek
Preço: R$ 38,00
352 pp. |
Formato: 16x23 cm
Assuntos: ficção – romance/novela, ficção nacional
Selo: Rocco

Sobre o autor: Ubiratan Muarrek nasceu em Tupã (SP) e mora na cidade de São Paulo. Formou-se em direito pela Universidade de São Paulo (USP) e tem mestrado em mídia e comunicação pela London School of Economics (LSE). Publicou Corrida do membro (Objetiva), em 2007. Um nazista em Copacabana é o seu primeiro livro pela editora Rocco. 

Recomendo muito a leitura! Leia e depois me conte o que achou, vou adorar saber sua opinião.
Beijos,
Claudia
Agradecimento especial:
José Fontanele - Oasys Cultural
(Livro cedido em parceria com Oasys Cultural)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é