Pular para o conteúdo principal

Resenha: Guerra Negra (Débora Falcão)


Acabei de ler o livro Guerra Negra. Este livro foi um book tour, ou livro itinerante, como a autora chamou esta viagem. Foi a própria autora quem organizou este grupo. Gostaria de parabenizar a Débora pela atenção e cuidado com o grupo.

Uma das coisas mais bacanas de participar destes grupos é justamente a oportunidade de ler livros que usualmente não leria, pelo menos num primeiro momento. Com isso tenho a chance de experimentar novos estilos literários, variar temas e conhecer novos talentos. Por tudo isso, sempre que posso participo destes projetos e adoro!

Bem, vamos ao livro. Fui a primeira leitora da viagem, o livro chegou novinho (adoro ler livros novos), com marcador personalizado. Gostei bastante da capa, simples e poderosa. Com relação à diagramação, achei que o livro poderia ter capítulos com linhas um pouco mais curtas. Pode parecer bobagem, mas me cansa ler linhas extensas. Português impecável, sem erros de ortografia e de concordância. Folhas amareladas. Gostei bastante!

A estória começou um pouco morna (para este meu momento, ando bem agitada, lendo num ritmo meio frenético...rs), com vários diálogos e situações vivenciadas por Keren, a protagonista, ainda adolescente. Criada por pais judeus ultra ortodoxos, inexplicavelmente ela é autorizada a frequentar uma escola americana. Lá conhece uma turma de alunos com nomes diferentes, Orion, Sirius, Suri, entre outros. A primeira parte da estória acaba com um "sacrifício".  Por trás de simples alunos, esconde-se uma irmandade chefiada por Junius que tem aspirações bem complexas. A autora deixa no ar sutilmente, temas bem pesados como abuso sexual, incesto, tortura física. Acho que estas pinceladas sem se aprofundar nos temas polêmicos, trouxeram movimento e emoção à trama. 

O que eu mais gostei no livro foi da segunda parte. Sete anos depois, uma Keren mais madura, desempenha seu papel e sua missão com sucesso e muita emoção. Transformada numa heroína destemida, inteligente, poderosa, esperta e dinâmica, surpreende seus antigos desafetos. Confesso que devorei esta parte do livro. Fiquei impressionada como ela foi bem escrita, uma trama ágil, envolvente, prendeu totalmente minha atenção. Torci pelo sucesso das personagens. 

Se você procura uma estória que tenha aventura, pitadas de paixão, romantismo, ação, pequenas doses de suspense, você vai gostar muito desta Guerra Negra. Visite o blog do livro



Sinopse:
Guerra Negra - Keren-Hapuque acredita que sua vida está mudando para melhor quando consegue sair da casa dos pais e ir morar em San Francisco, California. Infelizmente, ela não tinha ideia de como mudaria sua vida, indo estudar na New Order High School. Coisas estranhas começam a acontecer, e um mistério ronda a aura de paz de Junius de Margeau, um rapaz de 20 anos de idade tratado por uma Irmandade como um deus. Sua atmosfera tranquila e seus olhos tão pacíficos quanto azuis escondem um plano diabólico que mergulhará a Terra num futuro apocalíptico. Mas eles não contavam com interferências sobrenaturais e com uma profecia, que envolvia aquela garota. SKOOB

Sobre a autora:
Débora Falcão é formada em Licenciatura em Educação Artística/Artes Cênicas pela Universidade Federal de Pernambuco, trabalhou como professora em duas escolas da rede particular de ensino do Recife-PE, e atualmente é avaliadora de originais na Editora Deuses. Também trabalha como revisora de textos freelancer e faz leitura crítica de textos para autores. Mora em Recife-PE com marido e filho, onde trabalha em suas próximas obras.




Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç