Pular para o conteúdo principal

Pulmão de Aço - 2ª Viagem Pelo Brasil


Desde que li uma reportagem sobre este livro, estava muito curiosa pra ler. Ao mesmo tempo estava receosa, imaginando que seria uma leitura pesada. Me enganei profundamente! A leitura é ótima!
Um livro corajoso, de uma moça muito corajosa, que enfrenta sua doença (e sua severa imobilidade) de uma forma muito positiva. 
Eliana, contraiu Poliomelite (paralisia infantil) aos 2 anos de idade. Daí começa sua luta pela vida. Contraindo todas as expectativas mais positivas, conta hoje sua história. Relata sobre sua vida dentro do maior hospital do Brasil, o Hospital das Clínicas. Conta sobre seus amigos, sobre os profissionais que la trabalharam e trabalham até hoje, sobre expectativas, frustrações, sonhos, esperanças e amor. 
Um relato rico em detalhes que muito me impressionou, tanto como psicóloga e profissional da área hospitalar quanto como mãe.
Justamente enquanto mãe, sofri e fiquei emocionada com a solidão de Eliana, aliás não só dela, de quase todos seus amigos internados na sua ala. Tanto ela, quanto relatos de outros profissionais citados no livro, contam sobre o abandono da família, do quanto estes pacientes pouco convivem com sua família de origem.  O livro conta também sobre a solidão e a decepção quando voluntários e amigos desaparecem após algumas visitas. Uma bela  e triste reflexão.
Embora estes temas sejam pesados e dolorosos, o livro não é! É um livro bem humorado, que consegue ser leve apesar de tudo. 
Atos do cotidiano, tão banais e simples, como um demorado banho, ver as árvores, perspectivas de olhar (Eliana vê tudo na horizontal e de cima para baixo, nunca de baixo para cima), um abraço apertado...como estas coisas que aquecem o coração fazem falta para quem não (ou pouco) tem!
Conheci um pouquinho da Eliana pelo livro e gostei muito do que li. Uma moça corajosa, independente, curiosa, que trabalha, uma artista (pinta com a boca lindos quadros), que tem amigos e que decidiu colocar no papel sua vida. Um alento para tantos que sofrem e ouso dizer, para tantos que acham que sofrem demais...
O livro traz ainda muitas fotos (eu adoro isso) o que ajuda a te situar na história. Fiquei muito impressionada com uma foto que mostra muitos aparelhos que eram chamados de pulmão de aço, numa mesma sala.
Leitura fácil, livro bem escrito e gostoso de ler. 
Super recomendo!

Sinopse - Pulmão de aço - Uma vida no maior hospital do Brasil - Eliana Zagui

Eliana chegou ao Hospital das Clínicas de São Paulo aos dois anos de idade, em 1976, com poliomielite, paralisada do pescoço aos pés e quase incapaz de respirar. Foi colocada no pulmão de aço, máquina usada para recuperar o aparelho respiratório, mas não apresentou evolução significativa. Os médicos avisaram aos pais da menina que ela teria pouco tempo de vida. Eliana ainda vive no hospital. Em Pulmão de Aço ela conta, de forma emocionante, como fez para sobreviver aos prognósticos e se tornar uma artista que pinta quadros com a boca. SKOOB
Nota 4/5

Este livro é a minha segunda viagem do Projeto Viagem Pelo Brasil em 54 Livros


Li este livro através do grupo Livro Viajante.

Comentários

  1. Oi, Clau!

    Você já assistiu ao filme "As Sessões"? Concorreu ao Oscar do ano passado. Foi nesse filme que ouvi falar de "pulmão de aço" pela primeira vez e, quando vi que você estava lendo esse livro, até achei que fosse o que deu origem ao filme. Bom, são histórias diferentes. Acho que você ia gostar de "As Sessões" também. Falei dele aqui ó: http://resumodopera.blogspot.com.br/2013/02/oscar-2013-as-sessoes-sessions.html

    beijo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Agosto

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Escolhas da Dani:  O esmaltes e livros desse mês vem com o tema: Bebidas! E eu só poderia trazer algo relacionado ao vinho pois gosto muito. E esse é a cara do blog pois é

Até 2023, BEDA!!

  O mês acabou ontem e com ele comemoro o encerramento de mais uma participação no  BEDA ! Você já ouviu falar ou participou de algum BEDA? Sabe o que significa? BEDA é a abreviatura de  B log  E very  D ay  A ugust. Este desafio pode acontecer duas vezes por ano, sempre em abril e/ou em agosto.  Durante todo este mês de agosto tivemos posts diários aqui no blog. Foi uma edição diferente. No geral foi bem bacana, mas confesso que por umas três vezes pensei em desistir. Eu sabia que seria uma edição mais trabalhosa e difícil, por causa do momento que vivencio. Confesso que "roubei" um tanto na proposta. Fiz um post por dia, ou o equivalente a ele, mas algumas vezes postei de forma retroativa. Mesmo assim acho que valeu e muito! Fiquei mais motivada, coloquei várias resenhas que aguardavam a publicação, em ordem. Uma das coisas que mais me chama a atenção é o alcance que estas postagens têm. Este mês aumentei muito o número de visualizações no BLOG. Eu acredito que isso aconteç