Blogagem Coletiva - Aliança dos Blogs: Maio

  Hoje é dia da nossa Blogagem Coletiva! ⁣⁣ Todos os meses, eu e três amigos blogueiros super queridos: a Danielle , o Lucas e o Tom , apresentamos nos nossos BLOGS, as postagens da ALIANÇA DOS BLOGS. ⁣⁣O tema deste mês é TRABALHO. Fiquei pensando no que traria para compartilhar com vocês e escolhi PERSONAGENS COM PROFISSÕES DIFERENTES. Antes de apresentar os personagens que escolhi, quero deixar claro que as escolhas foram pessoais e obedeceram a apenas um critério, a curiosidade que cada profissão me despertou.  Aqui não importa se é um personagem real ou fictício, se o livro é triste ou alegre, mas sim que foram cinco profissões que eu fiquei me perguntando o que faria se eu tivesse que desempenhá-las. Eu escolheria uma delas? E vocês? Vamos lá? Sira, de Maria Duenas, Editora Planeta . Ser agente secreta é uma profissão que mais desperta curiosidade! Sira Bonnard, irá correr riscos inimagináveis, a fim de garantir um futuro tranquilo para seu filho. Antes conhecida como Arish Agor

Carcereiros: Desafio Realmente Realmente Desafiante 2013



Sinopse - Carcereiros - Drauzio Varella

Em Estação Carandiru Drauzio Varella focou seu corajoso relato na população carcerária de um dos presídios mais violentos do Brasil. Mas os vinte e três anos atuando em presídios brasileiros como médico voluntário também o aproximaram do outro lado da moeda: as centenas de agentes penitenciários que, trabalhando sob condições rigorosas e muitas vezes colocando a vida em risco, administram essa população. Foi com um grupo desses agentes que Drauzio passou a se reunir depois das longas jornadas de trabalho, em um botequim de frente para o Carandiru. E essa convivência pôs o autor em contato com os relatos narrados em Carcereiros, segundo volume da trilogia iniciada por Estação Carandiru – o terceiro livro, Prisioneiras, terá como ponto de partida o trabalho do médico na Penitenciária Feminina da Capital. Acompanhamos, assim, uma rebelião pelos olhos de quem tenta contê-la. Entramos em contato com o cotidiano dos carcereiros e as situações desconcertantes impostas pelo ofício, que eles resolvem com jogo de cintura e, não raramente, com humor. O que emerge é um retrato franco de um mundo totalmente desconhecido para quem está de fora. SKOOB.


Gosto muito da forma como o Drauzio escreve. Seus livros são fáceis e gostosos de ler e com este não foi diferente. Apesar do tema pesado, e confesso aqui, não era um tema que me chamava muito a atenção, li porque gosto dele e por que a capa me chamou a atenção na livraria. 
Não comprei, pedi emprestado para a pessoa que me indicou.
Achei o livro muito interessante, ele conta episódios do dia à dia de profissionais que trabalham com níveis alarmantes de estresse e tensão. O que eu mais gostei foi da camaradagem da equipe. Drauzio conta que até hoje uma turma se encontra para conversar e tomar cerveja, em vários pontos da cidade de São Paulo.
Faz um contraponto muito interessante entre o sistema penitenciário época antes da implosão do Carandirú e de época atual
O livro tem passagens interessantes e tristes, mas tudo mesclado com a prosa boa do autor. Com humor e riqueza de detalhes, desvenda um mundo totalmente novo, pelo menos para mim.
Apesar do tema pesado, o livro flui fácil. Devorei. Super aprovado!

Nota: 5/5



Este livro cumpre o desafio número 2: " Ligar para um amigo, ou mandar uma mensagem no face, e pedir uma indicação de livro! Se você não tiver o livro, NÃO VALE COMPRAR, peça emprestado."

Comentários

  1. Esse é outro que quero ler Clau. Gostei bastante de Estação Carandiru e acho que este deve seguir a mesma linha. Vc tem esse pra me passar no "mercado paralelo"?? rs...
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Claudia!
    Adoro ler, mas esse ano ainda não consegui pegar em nenhum livro......Já estou sentindo falta!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu também gostei bastante de "Estação Carandiru". O autor consegue mostrar com delicadeza o estressante mundo das prisões, né?
    Ótima dica de leitura.
    bjo

    ResponderExcluir

Postar um comentário