Pular para o conteúdo principal

Como Era Ser Criança Na Minha Infância - Blogagem Coletiva



Esta blogagem coletiva super legal foi proposta pela querida Ingrid e quem fez este selinho lindo foi a Daniela Moreno.
Minha infãncia foi maravilhosa. Ser criança era uma delícia.
Brincávamos no prédio que eu morava, tinha um espaço enorme na garagem e lá aprendi a andar de bicicleta, brincávamos de bonecas, fazíamos lanches comunitários.
Eu morava na frente da escola, era só atravessar a rua e meu sonho era ir para a escola de peura escolar...rsrs.
Os aniversários eram comemorados em casa, não existiam buffets infantis. Mamãe fazia tudo com capricho e amor. Lembro de uma festa que ela contratou um palhaço, foi o ponto alto da festa (imagina isso há mais de 35 anos). Lembro que ela fazia tudo, até os enfeites para a mesa do bolo.
Eu tomava banho no tanque, coca cola de garrafa de vidro, comia goiabinha e aquelas chupetas vermelhas super doces no recreio.
Adorava assistir desenhos como a Lula Lelé e enquanto assistia com meus amigos e vizinhos, mamãe preparava umas bisnaguinhas com patê de presunto. Até hoje acho que o gosto era totalmente diferente das de hoje.
Eu e minha irmã dividiamos os brinquedos e os amigos.
Todos os domingo meu avô nos levava passear. Parque da Agua Branca, rodeios, exposições, descer o barranco do Estágio do Pacaembú num papelão. Passear na Roselândia, almoçar no Recanto Anhanguera, visitar a feira da Praça da República. Todo ano visitávamos a UD, feira de utilidades domésticas e o vovô sempre se perdia, deixando mamãe e vovó doidinhas...
Como meu pai voava muito,e le não esteve presente em muito finais de semanas e férias, mas os momentos ao seu lado também eram muito curtidos. Os almoços de domingo em São Roque, em Itu...
Meu pai adorava passar o domingo fora, a bordo do seu super Opala.
Assistíamos aos shows do Ray Connif, íamos no Playcenter.
As férias eram muito aguardadas, pois passávamos em São José do Rio Preto, na casa do tio Lulo. Naquele calor tinhamos o privilégio de brincar na rua o dia todo, chupava jabuticaba do pé, tomava suco de tamarindo...
O tempo não voava, pelo contrário, ele simplesmente não passava. Lembro que ficava sentada durante as aulas, espiando pela janela do colégio e pensando em como demoraria para chegar o natal e meu aniversário.
Estudei em colégio de freiras. Nós adorávamos burlar a vigilância e dar uma escapada para visitar a casa das madres. Lembro tanto da Dona Jacira, uma inspetora de um metro e meio, mas que metia medo na gente...das festas de final de ano, especialmente uma quando bem pequenininha fui vestida de anjinho (as asas ainda estão no baú que minha mãe guardava suas mais doces recordações).
Tive aulas de piano, de crochê, adorava brincar no parque daquela escola linda, linda, onde tirávamos as fotos anuais da turma na escadaria ao lado dos leões de mármore.
E as festas juninas?! Era a única época que eu tinha autorização para maquiagem, nem água eu queria tomar com medo de sair o batom.
Todo ano o dia de Cosme e Damião era aguardado com ansiedade. Tia Marisa, amiga da mamãe, fazia uma festa linda, com maria mole de abacaxi e outros doces maravilhosos e reunia a turma toda, um monte de crianças para saboear aquelas gostosuras.
Tinha também o desfile de 7 de setembro. Quanta emoção e orgulho desfilar pela pátria, de uniforme impecável. Meu sonho sempre foi ser baliza e minha grande frustração, pois nunca aprendi a virar uma estrela que fosse...
Ai que tempo bom...ai que saudades deste tempo que não volta mais, mas que foi fundamental para me transformar em quem sou hoje.
Tomara que consiga proporcionar para os meus filhos, um pouco do muito que minha família fez por mim. Não tinhamos tecnologia, mas brincávamos muito.
Tive uma infância que foi um presente simplesmente maravilhoso! Recheada de amor, carinho, segurança e tranquilidade.



E você?! Como era ser criança na sua infância?!

Comentários

  1. Foi por isso que vim parar nesse blog que eu amo.Gente como a gente.Muito parecido com a minha infância deu a maior saudade!!!E aquela foto que coisa mais fofa !!!!Bkjs querida

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de post, Clau! Somos privilegiadas por termos sido tão felizes!
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Claudinha, que post delicioso! Me lembrou tanto a minha infância...
    Vou postar tb!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Que delícia de post! E que criança linda! Adorei!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Aí Clauo, a minha tb foi show viu, sem toda essa tecnologia de hj, eu morava numa rua que tinham muitas crianças perto das Palmas e nas férias brincávamos na rua até tardão (tipo 9hs da noite,kkk)eu curtia muito vestir aquelas bonecas de papel,amava Crush e sorvete de Tuti-fruti que era azul, eu era a menor da turma e por isso era café com leite e não conseguia brincar de "mana mula". Putz como foi boa minha infância. Bjo e bom feriado!

    ResponderExcluir
  6. Que legal seu post Clau! Quantas lembranças boas! Sabe que também estudei em colégio de freiras, tenho várias recordações!
    Também estou participando da blogagem, quando der passa lá pra ler meu post!
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Olá Cláudia, que legal! Minha infância foi exatamente como a sua, só que morávamos em uma grande casa de esquina, cheia de caes e gatos. Me lembro que eu e meus irmaos fazíamos resgates de nossos caes que caíam dentro da piscina de casa.Nunca nenhum morreu, ufa!!!
    Beijos e um ótimo dia.

    ResponderExcluir
  8. Eu???? Eu estava la com voce, vivendo todas essas situaçoes que voce descreveu......
    Agora a vida mudou tanto, estou tao longe.... também gostaria de voltar por 1 minuto naquele tempo.. Mas o tempo nao para... corre sempre, agora ainda mais....
    Eramos meninas inocentes, crianças mesmo...
    Tempo... tempo... que passa...e deixa saudades...

    ResponderExcluir
  9. Oi Claudia,
    adorei a foto. Linda demais.
    Sabe que não tinha atentado para a questão do tempo? Realmente, na minha infância o tempo corria devagar, sem pressa. Que bom recordar!

    Essa blogagem está maravilhosa. Eu estou como meu post preparadinho. Tinha um post com a Nestlé programado para ontem e eles atrasaram aí só vou poder colocar a minha participação na blogagem coletiva amanhã. Snifff. Enquanto isso vou me divertindo, me emocionando e revivendo alguns deltalhes da minha infância nos blogs participantes.

    Amei.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Também acho que alguns produtos mudaram o gosto não só porque deixei de ser criança, mas a qualidade caiu mesmo. Banho de tanque era ótimo mesmo. Valeu a participação!

    ResponderExcluir
  11. Oi Clau! Estou adorando essa blogagem! Tive uma ifância parecida com a sua...me lembro bem da garrafa de coca de vidro (só nos aniversários, hehe)!

    Beijos,
    Nine

    ResponderExcluir
  12. Nossa Clau,que delicia!!
    Eu também adora aquelas chupetinhas pirulito e também andava muito de bicicleta.
    Tudo foi muito bom...E essa foto de caipira?? Eu também dançava,rsrsr.
    bjos querida.

    ResponderExcluir
  13. Ai Clauo querida!
    Que doces lembranças!!
    Adorei!
    A foto está encantadora!
    Um beijo grande, um excelente feriado e um cheirinho nos meninos pelo dia de amanhã!

    ResponderExcluir
  14. Muito legal teu post, parabéns! Cada vez mais me convenço que nós da 'velha guarda' éramos felizes (do nosso jeito) e SABÍAMOS disso!
    Paulo
    incubandoideias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Acrescentastes as chupetinhas vermelhas, outro dia encontrei em um armazém e não aguentei, comprei umas dez e voltei a minha infância..Lula lelé também..hahaha
    Foi muito bom passar por aqui e fiquei...
    paz e bem

    ResponderExcluir
  16. Ai que lindo texto! Adorei!
    Ta boa dermais essa blogagem coletiva!
    Beijos
    Gabi
    www.minhas3meninas.com.br

    ResponderExcluir
  17. Muito gostoso!!! Vou compartilhar.

    beijooooo

    ResponderExcluir
  18. É tão bom ver mães hoje como crianças felizes ontem. Que as nossas tenham uma infância rica em experiências como tivemos. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  19. Essas recordações deixam saudades, principalmente porque o que lembramos foi o que mais marcou.
    bjus, bjus

    ResponderExcluir
  20. Que viagem no tempo deliciosa, Clau!! Eu estudei em colégio de padres e a nossa maior aventura também era burlar um inspetor de metro e meio. hahaha Doces lembranças, adorei!
    Vou estar sempre aqui! Beijoss

    ResponderExcluir
  21. Oi, Clauo, acreditas que ainda não consegui terminar de comentar os posts? - E ainda tem os da blogagem Esmaltes + Educação!!!

    Os pirulitos de chupeta vermelha são a cara da nossa infância, assim como maçã do amor!

    Quando penso na nossa infância, em geral, vejo que nós tínhamos vontade, claro, mas não vivíamos nesse "eu quero, eu tenho que ter" que a meninada de hoje tem. Provavelmente porque não tínhamos tanto tempo na frente da TV, nem havia tanta propaganda para crianças, mas principalmente porque tínhamos pais que sabiam dizer NÃO e isso não era o fim do mundo!

    Achei teu post uma delícia de ler, como sempre como se estivéssemos numa mesa de amigas tomando café e rememorando os fatos com alegria! Admiro essa tua característica, nõ sei se já disse antes.

    Um grande beijo e linda semana pra ti e pra família!
    Ingrid

    ResponderExcluir
  22. Que ótimo post! Adorei ler essas linhas. Uma infância com certeza muito feliz.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Maravilhoso Bistrô Francês | #12LivrosPara2021 | Julho

  Olá! Hoje é dia da TAG #12LivrosPara2021. Esta TAG é uma parceria com os blogs  Mundinho da Hanna  e  Pacote Literário . Todo dia 12 de 2021 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A ideia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. Se você quiser relembrar as postagens de 2020 é só clicar  aqui . Este é o livro de julho da nossa TAG #12livrospara2021. Que surpresa boa! Eu adorei esta leitura. Um livro que me proporcionou duas viagens, uma pela Bretanha, localizada na França, que tenho muita vontade de conhecer. Outra viagem foi muito especial, acompanhar o mergulho da personagem no seu próprio universo, por ela desconhecido. O livro começa com Marianne Messmann tentando se matar ao pular no Rio Sena, numa viagem à Paris com seu marido. Marianne vive um casamento sufocante, sem graça e sem afeto. Ela é resgatada por um pescador e levada à um hospital. Lá encontra um azulejo pintado de um porto francês e se encanta com a paisagem

#EsmalteseLivros - Junho

  Olá!! Hoje é dia da nossa querida postagem TAG Esmaltes e Livros. Este ano conto com participações super especiais.  Além das nossas postagens mensais aqui no blog, você pode participar e seguir a TAG #esmalteselivros no Instagram e nas redes sociais. Continuamos com as duas formas de usar a TAG. Você pode simplesmente combinar o esmalte com o livro que você está lendo. Se quiser também pode participar do nosso DESAFIO TEMÁTICO. A cada mês teremos um tema diferente, que você pode usar de "fundo" para a sua foto. Ou pode combinar a capa com o nome do esmalte, você que escolhe como prefere criar suas composições de fotos. Aqui no BLOG a postagem vai ao ar sempre na terceira segunda-feira do mês. Esmaltamos as unhas, lemos ótimos livros, tiramos fotos legais. Participe você também, vou adorar sua companhia! Escolhas da  Leticia :  "O esmalte é  o Tapete Vermelho, da @esmaltecolorama. Fácil de passar, gosto de passar três mãos pra não ficar muito transparente. O livro é o

Abracinho

  Eu fiquei apaixonada pelo Projeto Abracinho ! O Abracinho é um projeto que nasceu para levar afeto em forma de agradecimento e viabilizar recursos para as grandes instituições do Brasil que atuam na linha de frente contra o câncer infantil, como: Hospital GRAACC, Hospital Erastinho, Hospital Napoleão, Hospital da Baleia e Instituto do Câncer Infantil. Para doar é simples, escolha quantos Abracinhos deseja receber. Você doa e recebe os Abracinhos cheios da nossa gratidão. São vários modelos! Conheça a família Abracinho e faça a sua doação. Assista abaixo, o vídeo que fiz no nosso canal do YouTube: 🐰Na Luta contra o câncer infantil, cada Abracinho conta. Você pode ver as Instituições beneficiadas nos destaques no Instagram e no site. Abrace com a gente esta causa. Acompanhe o Abracinho nas redes sociais: Site Instagram Facebook Que tal, vamos ajudar? Você pode comprar seus livros na  Amazon  pelo nosso  LINK . Não paga nada a mais por isso e ajuda a manutenção do  BLOG:   Clique aqui