#12Livrospara2019 - Fevereiro

Olá!
Hoje trago para vocês a resenha do livro De Coração para coração, de Lurlene McDaniel, Editora Novo ConceitoEscolhi este livro para ser o livro de fevereiro da nossa TAG #12livrospara2019. Esta TAG é uma parceria com os blog Mundinho da Hanna e Pacote LiterárioNão deixe de passar nos blogs das meninas para conferirem suas postagens!
Todo dia 12 postarei a resenha de um livro que estava na minha biblioteca aguardando a leitura. A idéia é ler livros que são meus e esperam na fila de leitura. 

Sinopse
Da autora best-seller Lurlene McDaniel, De coração para coração fala de perdas, amor e renovação. Fala também da maneira como esses sentimentos tão complexos se entrelaçam, nos momentos mais difíceis, nas relações familiares e de amizade. Elowyn e Kassey são grandes amigas, que dividem tudo. Mas uma coisa Elowyn não contou para Kassey: ao tirar a carteira de motorista, ela marcou a opção “doadora de órgãos”. Kassey descobre esse detalhe da vida da amiga da maneira mais trágica – quando o desejo de Elowyn está prestes a ser atendido. Arabeth nunca teve a sorte de ter uma melhor amiga. Com o coração doente, ela leva uma vida protegida de tudo e de todos. Até que, aos 16 anos, recebe o telefonema que tanto esperava — mas inicialmente ela e sua mãe não sabem a quem devem agradecer. Quando os mundos dessas três meninas e de suas famílias se cruzam, suas vidas se transformam de maneira nunca imaginada. Kassey, especialmente, encara os fatos como uma forma de manter viva a memória de sua querida amiga. Ela passa a compartilhar da nova vida de Arabeth, ao mesmo tempo em que ajuda a aliviar o sofrimento da família de Elowyn e a compreender a sua própria dor.
Minhas impressões
Comprei este livro porque o tema me interessa muito, transplante de órgãos. Trabalho há mais de 22 anos com pacientes renais crônicos e transplantes fazem parte do trabalho. O tema sempre me fascinou. 

Achei interessante a forma que a autora encontrou para trabalhar este tema fascinante e polêmico. O simbolismo da doação de órgãos fascina e muitas vezes assusta os pacientes e familiares. O momento autorização da doação costuma ser muito triste e difícil para a família do doador. Não é fácil autorizar a equipe a realizar a doação e com isso desligar as máquinas que mantém o paciente "vivo", após o diagnóstico de morte encefálica. Ainda há muitas dúvidas, dilemas e "preconceitos". 

Após esta difícil decisão, a maioria dos familiares do doador, sente-se mais conformada com a decisão da doação. Normalmente é um consolo saber que a doação significa vida para a pessoa que recebeu o órgão doado, que ela poderá ter uma nova chance, viver com mais qualidade de vida. Nos transplantes de coração, isso fica ainda mais evidenciado, pelo caráter simbólico do coração, que normalmente significa sentimentos e amor. 

Aqui no Brasil o contato entre familiares de doadores e receptores não é estimulado, pelo contrário, as identidades são mantidas em sigilo, para evitar confusões de sentimentos e invasão de privacidade.

A trama começa mostrando a amizade de duas adolescentes, Elowyn e Kassey, amigas desde pequenas, vivem os dilemas e alegrias da adolescência. Um acidente fatal traz dor não só às amigas, mas aos seus familiares. Arabeth é uma jovem que convive com uma doença crônica, grave desde pequena. O universo das três amigas se cruza com o acidente fatal e a doação do órgão de Elowyn. Destinos que se cruzam.

Algumas cenas são emocionantes, como a autorização para a doação de órgãos. Outras são mais polêmicas, como o contato das famílias, mas como se trata de um romance e não da vida real, eu encarei desta forma e gostei da trama. A autora aborda ainda a "memória celular", trata-se de uma hipótese, de que o receptor passaria a desenvolver características e sentimentos parecidos com os do doador, de forma inconsciente. Na nossa realidade não temos como mensurar esta hipótese com doação feitas por doador cadáver (como oi o caso da trama), pois não temos contato com a família doadora. No caso de doador vivo, aqui no Brasil são permitidos transplantes entre familiares e não tenho conhecimento deste tipo de ocorrência. Aí está um ótimo tema de pesquisa, pretendo fazer um levantamento do tema.

Amizade, dilemas familiares, primeiro amor, escola e  adolescência, fazem arte deste livro interessante e diferente. Leiam, é um livro bem escrito, um romance que traz uma reflexão interessante.

Sobre o livro
Achei a capa bonita, ela transmite bem a mensagem do livro e gostei da combinação de cores, vermelha e branca. A diagramação é ótima, páginas amarelas, letras em tamanho confortável, bom espaçamento, revisão impecável. A Novo Conceito caprichou nesta bonita edição.
De Coração para coração
Autor: Lurlene McDaniel
Tradutor: Luana Guedes
Ano: 2013
Páginas: 208
Editora: Novo Conceito
Adicione no Skoob
Para comprar: Novo Conceito | Amazon





Comentários

  1. Oi Clauo, eu achei incrível como o tema foi abordado nesse livro. Não é algo fácil de se escrever, mas a autora conseguiu abordar de uma maneira super interessante.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  2. Oi, Clauo
    Que resenha linda! Creio que realmente seja uma leitura muito emocionante. Fiquei pensando em todas as situações passadas. Vou levar mais essa indicação sua.
    E a capa é lindíssima!

    bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário