Eu Li: O Reino de Zália


Hoje trago trago para vocês a resenha do livro O Reino de Zália, da Luly Trigo, lançamento da Editora Seguinte, do Grupo Companhia das Letras. Eu li uma prova antecipada fornecida pela Editora, através da nossa parceria.

Sinopse

No primeiro livro de fantasia de Luly Trigo, uma princesa se vê obrigada a assumir o governo do país em meio a revoltas populares, intrigas políticas, conflitos familiares e romances arrebatadores. Por ser a segunda filha, a princesa Zália sempre esteve afastada dos conflitos da monarquia de Galdino, um arquipélago tropical. Desde pequena ela estuda em um colégio interno, onde conheceu seus três melhores amigos, e sonha em seguir sua paixão pela fotografia. Tudo muda quando Victor, o príncipe herdeiro, sofre um atentado. Zália retorna ao palácio e, antes que possa superar a perda do irmão, precisa assumir o posto de regente e dar continuidade ao governo do pai. Porém, quanto mais se aproxima do povo, mais ela começa a questionar as decisões do rei e a dar ouvidos à Resistência, um grupo que lidera revoltas por todo o país. Para complicar a situação, Zália está com o coração dividido: ela ainda nutre sentimentos por um amor do passado, mas começa a se abrir para um novo romance. Agora, comprometida com um cargo que nunca desejou, Zália terá de descobrir em quem pode confiar - e que tipo de rainha quer se tornar.

Minhas impressões

Estava curiosa para ler este livro, pois já tinha lido comentários sobre ele e acompanhei a Luly na Bienal deste ano. Aliás conheci a Luly na Bienal retrasada, então uma jovem acompanhada pela mãe, que começava a se destacar e já chamava a atenção pelo talento. Talento este que fica sedimentado e comprovado neste livro simplesmente delicioso!

Há tempos um livro de  fantasia não me prendia tanta a atenção. Qualquer momento livre que eu tinha, eu corria  para o Kindle para ler mais um pouco deste universo mágico que a Luly criou.

O Reino de Zália é um conto de fadas, uma fantasia deliciosa, que lembra a Seleção, mas que é muito peculiar e diferente. O livro é fofo, os personagens são carismáticos e humanos. Luly encontrou um tom muito bom para compor este universo especial.

Zália é uma princesa pé no chão, sensível e bacana, que estuda num colégio interno. Têm três amigos inseparáveis, Julia, Bianca e Gil. Mariah, a mãe de Julia e sua professora também tem um papel importante na história, ajudando no seu processo de amadurecimento. Após a morte trágica do seu irmão, que acontece logo no início da trama, vê sua vida transformada da noite para o dia. É preciso assumir o trono, amadurecer e se comportar como uma regente. Segredos, mentiras e conspirações também fazem parte do enredo. Luly aborda ainda o relacionamento de Zalia com seus pais.

Zália é uma heroína forte e ao mesmo tempo terna, doce, amiga, madura e com arroubos próprios de uma jovem de 17 anos. Idealista, luta pelo que julga ser certo e é destemida e corajosa. Luly destaca a moda na trama e eu adorei as passagens que descrevem as roupas usadas por Zália, assim como o papel das redes sociais na sua vida. Para completar, Zália encontra e adota uma cachorrinha fofa, adoro personagens caninos nas tramas.

Claro que não poderia faltar romance e aqui teremos um triângulo amoroso. Zália é apaixonada por Enzo, amigo do seu irmão e ao que tudo indica um amor impossível. Enzo é um moço correto, honesto e lindo. Por outro lado, seu coração também balança por Antônio, que trabalha com seu pai e parece ser um homem muito interessante. Quem ganhará o amor da nossa heroína? Não vou contar, mas te adianto que desde o início torci por um dos dois mocinhos!

A trama tem um ritmo muito bom, Luly explora temas atuais como política, corrupção, vinculados a outros clássicos como amizade, valores e princípios. Devorei este livro e terminei a história morrendo de saudades dos personagens. Tomara que tenha continuação.

Sobre o livro

A capa do livro é muito bonita! Eu li no Kindle esta prova, e por isso não tenho algumas informações importantes como tamanho de fonte e cor das páginas. Estou muito curiosa para receber a versão do livro físico e depois volto aqui para atualizar o post para vocês. Gostei da diagramação e dos desenhos florais que abrem os capítulos.

Se você gosta de um romance gostoso, leve e bem escrito, vai gostar de O Reino de Zália, independente da idade. Leiam e depois me contem o que acharam, eu vou adorar saber!

Sobre a autora
Luiza Trigo, ou Luly, como prefere ser chamada, nasceu no Rio de Janeiro, onde se formou em Cinema, e fez uma especialização em Roteiro pela New York Film Academy (NYFA). Trabalhou em uma produtora de Nova York como assistente de produção e câmera e, de volta ao Rio, participou de produções audiovisuals, além de atuar como assistente de direção na direção na gravação de DVDs de diversos músicos profissionais. Em 2008, produziu seu primeiro curta-metragem, Delito, que ganhou o prêmio de Melhor Curta do Festival Cinesul. É autora de Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado, Uma Canção Pra Você, Na Porta Ao Lado, As Valentinas, A Caixinha Mágica e Meus 15 Anos, que teve os direitos vendidos para o cinema e, com roteiro da própria autora, estrela nas telonas em 2017.


O Reino de Zália
Autor: Luly Trigo
Ano: 2018
Páginas: 368
Editora: Seguinte
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Editora Seguinte | Amazon


Comentários