Minha Personagem Favorita - Blogagem Coletiva



Olá queridos leitores!
Vocês têm um personagem favorito?
Quando recebi o convite para participar desta blogagem coletiva fiquei pensando qual personagem escolheria. A Laura foi minha escolhida, mas cogitei outros também. Fui uma criança curiosa e tive vários personagens amados e eles me acompanham até hoje. Adoro a Luluzinha, das histórias em quadrinhos. Achava a boneca Emília, do Sítio do Pica Pau Amarelo o máximo. Não perdia um episódio de Jeannie é um gênio, nem da Feiticeira. Sonhava em ser arqueóloga, então adorava assistir Indiana Jones! Que escolha difícil esta aqui...
Quando penso em personagem favorito, o primeiro nome que me vem à mente e ao coração é o da Laura.
Laura Ingalls Winder é minha personagem favorita! 
A personagem se confunde com a escritora. Laura é a protagonista e a autora da série de livros que narra a história de sua família, desbravadores do velho oeste americano.

Minhas mais doces memórias literárias incluem as tardes preguiçosas de férias, passadas numa chácara da minha família. Eu estendia uma colcha de chenille vermelha na grama, embaixo de algumas árvores. Deitada de barriga para baixo, viajava com livros da Laura por horas a fio.

Lembro que meu encantamento vinha ao perceber que apesar da simplicidade da vida da personagem, ela era muito feliz. Curiosa, alegre e amorosa, Laura ficava contente por exemplo com a boneca que sua mãe costurou num natal, já que não havia loja ou presente disponível onde viviam. Eles viviam com pouco dinheiro, mas Laura não reclamava, nem achava isso ruim. Eu queria ser a Laura, ou pelo menos ser amiga dela!

Os livros eram tão bem escritos que eu sentia o mesmo frio que ela, em seus passeios de trenó, mesmo estando no verão aqui de São Paulo. A sensação de família amorosa aquecia também meu coração. Os livros descrevem momentos de amor e riso, de festas em família e muita união. Me identificava com esta família e a achava parecida com a minha.

Os livros abrangem a saga familiar, começando com Laura pequena e no último livro, com ela já idosa. Como estes livros foram importantes na minha vida! Infelizmente ainda não tenho toda a coleção, mas tenho estes aqui e os guardo como tesouros da minha juventude.
Ao fazer a pesquisa para este post, me deparo com uma notícia absurda. Laura dava seu nome para um importante prêmio de literatura infantil. Os americanos resolveram retirar seu nome do prêmio, por entender que seus pensamentos e discurso eram preconceituosos com os índios. Penso como seria a mentalidade de pessoas em 1890...e fico triste com este tipo de atitude. Monteiro Lobato passou por algo parecido aqui no Brasil. Apesar de citar este fato lamentável para vocês, para mim, em hipótese alguma, ele tira o brilho desta minha querida personagem. 

Levo Laura e seus livros no meu coração, para sempre. Recomendo muito estas leituras. Os livros dela deram origem à série de televisão, Os Pioneiros, exibida pela Rede Bandeirantes. Não perdia um episódio! 


Os livros de Laura
Uma Casa na Floresta 
Uma Casa na Campina 
O Jovem Fazendeiro 
A Beira do Riacho 
Às Margens da Lagoa Prateada 
O Longo Inverno 
Uma Pequena Cidade na Campina 
Anos Felizes 
Os Quatro Primeiros Anos 
O Longo Caminho de Casa (publicado postumamente)

Sua vida
Laura Elizabeth Ingalls Wilder, foi uma escritora americana de livros infanto-juvenis. Escreveu a série Os Pioneiros que conta a história de sua família. Laura nasceu em uma pequena cabana de troncos, à beira da Grande Floresta do Winsconsin, viajou com a família de carroça através do Kansas, Minnesota e, finalmente, do Território de Dakota, onde conheceu e casou com Almanzo Wilder. Laura e Almanzo foram pais de Rose Wilder Lane, uma escritora de viagens, novelista e teorista política. Laura nasceu em 07/02/1867 e faleceu em 10/02/1957.

Participam da blogagem coletiva
AlêCileneLunna Fernanda Hanna | 

Obdulio | Mari | Maria Vitória







Comentários

  1. OI, Claudia!

    Eu tenho muitos personagens favoritos durante minha vida de leitora, lembro de alguns muito queridos, como o Zezé, de O Meu Pé de Laranja Lima, O Pequeno Príncipe de Exupéry, mas, na atualidade, tenho o Atticus Finch, de O Sol é Para Todos, porque eu acho que estamos muito carentes de pessoas honestas e justas como ele naquele romance... Eu sei que ainda existem pessoas assim, quero crer que eu seja uma delas, e que a maioria dos amigos que possuo também sejam, mas o mundo precisa de muito mais, não é verdade?
    Adorei esses livrinhos que você apresentou. Vou anotá-los e depois conferir se encontro!
    Um grande beijo, amiga!
    Drica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Drica
      Obrigada pelo comentário lindo! Amei!
      Eu concordo com vc! Tbe adoro o Atticus.
      Confira sim e depois me conta
      Bjs

      Excluir
  2. Buongiorno Claudia, não sei se conheço essa autora, mas as histórias em si, me são familiares. Acho que assisti a uma série de filmes canadenses que foram adaptados a partir dos livros dela, mas não estou certa. Vou pesquisar depois.
    Imagino que não tenha sido nada fácil escolher a personagem, no meu caso nem foi tão difícil assim porque foi o primeiro livro em inglês que li e sigo lendo até hoje. E foi causa de suspensão no colégio porque consideraram a leitura imprópria para a minha idade e minha mãe arrumou uma confusão com o diretor, já que considerava que quem decidia o que eu poderia ou não ler... era ela. rs
    Mas eu tenho muitos personagens que ficaram comigo ao longo dos anos, cada um com sua importância. O que é maravilhoso. grata por participar dessa interação. Adorei
    bacio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carissima
      Eu que agradeço o convite!
      Vou conferir o seu agora
      Sua mãe foi ótima...rs
      Depois me conta o que achou
      Bacio

      Excluir
  3. Clauo, realmente não é fácil escolher somente um favorito.
    Não conhecia a Laura e fiquei perguntando: como não conheci? Adoro sagas de famílias, acompanhar todo estágio de um personagem e esse parece incrível.
    Fiquei curiosa e vou pesquisar mais depois.
    Lindo post!!!

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê
      Ahhh, estes livros são a sua cara tbe!!
      Certeza que vai curtir. Depois me conta
      Beijao, querida

      Excluir
  4. Oi Cláudia também não perdia A Feiticeira! Não conheço esses livros, vou ver se encontro por aqui, minha filha está começando a se interessar por livros...
    Beijinhos
    Ale Helga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida
      Acho que ela vai gostar tbe!
      Depois me conta
      Feiticeira era sensacional!!
      Bjs

      Excluir
  5. Nossa!! Não conheço a Laura, mas o pouquinho que li já me deu vontade de deitar embaixo de uma árvore também e passar horas lendo essas histórias. Adorei conhecer sua personagem favorita e quero conhecer mais sobre ela. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ci!
      Era uma delícia mesmo!!
      Depois me conta o que achou!
      Bjs, querida

      Excluir
  6. É lindo quando algum livro ou filme fez parte da nossa infância e nos remete à ótimas lembranças!
    Não conheço essa série de livros e nem a autora, mas vou dar uma pesquisada para saber mais!

    Adorei seu post!

    Beijos
    invernode1996.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida
      Pesquisa sim, vale a pena!
      É lindo mesmo, né? Tbe adoro
      Beijão

      Excluir
  7. Oi, eu me encantei com sua personagem pois gosto das coisas simples do dia a dia, também fiquei com muita vontade de me deitar de baixo de uma árvore e ler estes livros maravilhosos. Eu adoro a Luluzinha e também vi alguns episódios de Feiticeira e achei super divertidos. Amei sua doce personagem 💗💗💗

    ResponderExcluir
  8. Olá Clauo, não conhecia essa autora/personagem. É muito bom saber um pouco mais sobre livros que fzeram parte de outras gerações, pois acabamos conhecendo um pouco de história também. Essa questão do preconceito vai e volta. Aqui no Brasil, Monteiro Lobato era aclamado em uma geração, enquanto a seguinte queimava seus livros em praça pública, para depois aclamar novas edições... nunca irei entender isso... O mesmo vale para Laura...
    Bjks!

    ResponderExcluir
  9. Eu tb adorava as histórias da Luluzinha! E da Emília! Amava o Sítio do Pica Pau Amarelo, bons tempos. Não conhecia a autora nem seus livros, uma pena, tenho certeza que iria gostar. Eu era uma criança voraz com a leitura, nessa época costumava ler as obras de Maria José Dupré (a série do cachorrinho Samba foi minha introdução no mundo da literatura ❤). Bjos Cláudia! 😘

    ResponderExcluir

Postar um comentário