TAG Livros e Esmaltes: Maio - Flores

Eu Li: Interferências

Olá queridos leitores!!
Hoje trago para vocês o livro Interferências, de Connie Willis, da Editora Suma, da nossa parceira, Editora Companhia das Letras.

Minhas Impressões
Este foi o primeiro livro que recebi este ano da nossa parceria com a a Companhia das Letras. Por conta da greve dos Correios, ele demorou para chegar, mas assim que chegou comecei a leitura.

Escolhi ler Interferências por causa da sua temática, diferente e original. Estava muito curiosa para ler o livro e às vezes a alta expectativa atrapalha um pouco o processo de leitura. Foi uma leitura intensa. Apesar do romance em si ser leve, o ritmo da escrita me deixou até cansada. Talvez seja porque a trama toda acontece em pouco mais de algumas semanas, ou seja, temos muitos acontecimentos em pouco tempo.

Interferências segue o estilo  da série da Netflix, Black Mirror. Confesso que ainda não tinha assistido a série, apesar das sugestões do maridão e comecei a assistir durante esta leitura. Os episódios apresentam temas que geram questionamentos, normalmente ligados a tecnologia, sucesso e relacionamentos.

Briddey é uma bonita e competente executiva, que trabalha na Commspan, empresa de celulares, concorrente da Apple. Namora o bonitão Trent e parecem apaixonados. O casal é invejado pelos colegas e tem que "fugir" da rede de fofocas que domina o ambiente de trabalho. Decidem fazer um experimento médico revolucionário e inovador, chamado EED, para aumentar uma conexão emocional maior. É óbvio que algo não sairia como esperado. Logo após o procedimento começa nossa aventura.

Entra em cena o esquisitão C.B. Um cara super inteligente, que trabalha na mesma empresa e vive enfurnado na sua sala, no subsolo da empresa. C.B. passa a ser a salvação da nossa mocinha, quando as coisas começam a sair errado, pois nada acontece conforme o esperado. 

Paralelo a trama principal, Briddey tem uma família afetiva e um tanto quanto participativa (e invasiva). Sua tia irlandesa, irmãs e sobrinha formam um núcleo divertido e movimentado. O que Briddey tem de discreta, sua família tem de espalhafatosa. Destaque para a sobrinha Maeve, uma menina de 9 anos, sua personagem cresce bastante durante a trama. A autora retratou a pré-adolescente de forma bacana e interessante.

O principal efeito colateral do procedimento médico é que nossa protagonista "passa a ouvir vozes", ouve os pensamentos das pessoas, sem que as mesmas percebam.  Daí temos situações hilárias, engraçadas e que nos levam a refletir. Como seria ouvir o que as pessoas pensam sobre nós?! Ouvir vozes aleatórias, os pensamentos mais secretos das pessoas? Não se trata de delírio e a história não tem nenhum componente espiritualista.

Sobre o livro
Adorei a  capa, é um dos pontos altos do livro. Linda e interessante, junto com o título, passam bem a mensagem do livro.

Diagramação perfeita da Editora Suma. Páginas amarelas, letras em tamanho confortável, bom espaçamento. Adorei os detalhes. Cada capítulo começa com uma citação de um livro e este recurso é bem interessante.

O livro tem muitos diálogos, o que torna a leitura menos fluida e um tantinho cansativa, embora o tema seja interessante e diferente. São 460 páginas cheias de ação e de aventura. O ritmo ágil, mantém o leitor curioso para saber como será o desenrolar da trama.

Recomendo a leitura principalmente para quem gosta de romance e ação. Leiam e depois me contem o que acharam. Vou adorar saber.
Interferências
Autor: Connie Willis
Ano: 2018
Páginas: 464
Editora: Paralela
Classificação 4/5
Livro cedido pela editora
Adicione no Skoob
Para comprar: Amazon | Companhia das Letras

Comentários

  1. Não sabia que o livro era no estilo da série Black Mirror, achei interessante e se é uma leitura intensa, tenho certeza que vou gostar. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Socorro, jurava que esse livro na verdade era um quadrinho HAHAHAHA acho que por causa da capa. Para um romance 460 páginas parece ser bem grande, o que deve interligar-se ao que você fala que alguns momentos a escrita é densa. Não sei se seria algo que leria, confesso, pois pelo tamanho deve ter bastante parte que poderiam ser diminuída (refletida quando você falou que tem muitos diálogos). Terei que ver mais resenhas para ter uma opinião sólida. Aliás, ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Claudia, eu estou com este livro, será uma de nossas próximas leituras, mas acho que a Larissa vai ler. Achei bem interessante a proposta e, romance sozinho, não me atrai, mas romance com confusão e ação, eu adoro.
    Gostei muito da tua resenha.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiiiee Claudia

    Eu gosto de livros que possuem muitos diálogos, acho que essa interação entre os personagens semrpe deixa a leitura mais ágil. Ainda não li Interferências, mas a proposta do livro é bem legal.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Tenho visto bastante sobre esse livro e sobre como o enredo é bem trabalhado. Legal ver que a trama tem personagens nerds e uma pegada meio científica. Mas ainda não decidi se pegaria pra ler no momento.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir

Postar um comentário