Papo Médico com o Dr. Rodrigo Rosa - Idade x fertilidade

Hoje é dia da nossa coluna Papo Médico com o Dr. Rodrigo Rosa, nosso consultor na área de ginecologia e saúde da mulher.
O Dr. Rodrigo trouxe um texto muito interessante e esclarecedor, sobre a influência da idade na fertilidade.
Vamos conferir?
Idade x fertilidade: Diminuição na quantidade e qualidade de óvulos
As mulheres nascem com uma reserva ovariana ou um estoque de óvulos para a vida toda, que ao longo do tempo vai reduzindo. Aos 35 anos, essa reserva pode chegar a 10%. Após essa idade a queda continua  até atingir a menopausa, que representa o fim da capacidade ovulatória. Com o avanço da idade, além da perda de quantidade, a qualidade dos óvulos cai, aumenta o número de óvulos com alterações genéticas e de embriões com má-formações, diminuindo a chance de gravidez espontânea e aumentando a probabilidade de abortos.
Sendo assim, aos 30 anos a mulher tem 20% de chance para engravidar, caindo para 12%, aos 35 e apenas 5% aos 40 anos. A perda gestacional chega até 15% nas pacientes até os 35 anos, enquanto os abortos espontâneos ocorrem em até 40% das pacientes com 40 anos. O risco de Síndrome de Down é de 1 para cada 1000 nascimentos aos 25 anos, 1 para cada 350 aos 35 anos e 1 para cada 100 aos 40 anos.

Acompanhamento médico
Habitualmente, as mulheres devem fazer uma avaliação médica da reserva ovariana e conferir as taxas de alguns hormônios. O mais importante deles é o antimulleriano. Esse hormônio deve ser dosado em todas as mulheres acima dos 30 anos e que ainda pretendem engravidar no futuro, fazendo parte do check-up da fertilidade e da rotina ginecológica. 
É possível também verificar o potencial fértil da mulher pela dosagem dos hormônios FSH no início do ciclo menstrual ou pela contagem dos folículos dos ovários no ultrassom pélvico.
Se você pretende ser mãe depois dos 35 anos, a recomendação é que procure um especialista em reprodução assistida. Os tratamentos aumentam a chance de gravidez, mas as taxas de sucesso variam de acordo com a idade da mulher, pois não há técnicas que aumentem a qualidade dos óvulos. As chances de dar certo com a fertilização in vitro variam de 40% a 50% nas mulheres com 35 anos, caindo para 15% nas mulheres com 40 anos. 

Sobre o Doutor Rodrigo da Rosa Filho:
O médico Rodrigo da Rosa Filho é especialista em reprodução humana. Graduado em medicina pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp/EPM), Rodrigo é sócio fundador da Clínica de Reprodução Humana Mater Prime. É membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH) e da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de São Paulo (SOGESP), e co-autor/colaborador do livro “Atlas de Reprodução Humana” da SBRH e autor do livro ” Ginecologia e Obstetrícia- Casos clínicos” 
Você conhecia estes dados? Gostou do nosso texto? Me conta!
Tem alguma sugestão de tema? Se tiver, pode me escrever. 
Até o próximo mês, com novo conteúdo e informações importantes sobre saúde da mulher.

Comentários

  1. Desconhecia completamente essa redução de óvulos, sabia que ela existia mas não assim detalhadamente! E também não sabia dos outros dados apresentados! Muito legal esse post, informativo demais!

    ResponderExcluir
  2. Assunto super importante! Já tinha pesquisado sobre o tema para saber se posso esperar um tempo para ter o segundo. Já vi que não! Hehehe

    ResponderExcluir
  3. Achei muito interessante o post e útil porque muitas informações não são muito compartilhadas.

    ResponderExcluir
  4. Eu sabia que havia uma queda, mas não tinha conhecimento dos valores. Muito bom o post.
    beijos
    Chris

    ResponderExcluir
  5. Não sabia que o percentual de queda era tão alto. Mas hoje é comum vermos mulheres engravidarem após os 30 anos. Tenho amigas que tiveram filhos aos 40 e estão super felizes. Nestes casos o acompanhamento médico é fundamental.

    ResponderExcluir
  6. Muito boas as dicas, tenho casos na família de mulheres que tiveram a sorte de engravidar bem mais tarde e sem a necessidade de tratamento, mas hoje são bem mais raros estes casos. Beijos Regina

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro os textos do Dr Rodrigo, cheio de informações sempre!

    ResponderExcluir
  8. Post maravilhoso!!! Alguns dados já tinha um pouco de conhecimento. Uma sugestão de tema seria aborto e suas causas.

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário