Dias Perfeitos - Nosso primeiro Clube de Leitura Virtual

Dias Perfeitos foi eleito pela nossa turma do Clube de Leitura Virtual para nosso primeiro bate papo online. Confesso que fiquei me receosa, porque sou muito medrosa e impressionável e evito a todo custo livros de terror e que tenham muito suspense. E não e que eu não fiquei com medo?! Nada, nadinha de pavor. Dormi tranquila, mesmo lendo a noite...rsrsrs.
Bem, Raphael Montes vem se firmando na literatura nacional como um autor jovem e finalista de vários prêmios literários. 
Apesar de achar interessante a escrita dele e de tentar acompanhar o seu raciocínio em termos psicológicos, Raphael deixa vários furos no livro, em várias situações  você fica pensando, não é possível que isto tenha acontecido! 
A estória começa com Téo divagando sobre sua relação com Gertrudes, um dos cadáveres da suas aulas de anatomia. Ao conhecer Clarice, afloram todos os aspectos de uma mente doentia e psicopata e é esta relação que predomina no enredo.

Acho que a grande sacada do livro foi incomodar. Isso ficou muito claro na discussão do nosso Clube de Leitura. Todas ficaram muito incomodadas com a postura dos protagonistas. Além disso, a mensagem de impunidade que o autor deixa no livro também foi captada e discutida por todos do grupo. O cara apronta muito e nada o desmascara, nada acontece...terminei o livro com a pulga atrás da orelha. Será que teremos continuação? O autor deixou para nós a interpretação final?

Téo é um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências. Obcecado por Clarice, Téo quer dissecar a rebeldia daquela menina. Começa, então, uma aproximação doentia que o leva a tomar uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez. O efeito é perturbador. Téo fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas atitudes com uma lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, repleto de surpresas, digno dos melhores thrillers da atualidade. Dias perfeitos é uma história de amor, sequestro e obsessão. Capaz de manter os personagens em tensão permanente e pródigo em diálogos afiados, Raphael Montes reafirma sua vocação para o suspense e se consolida como um grande talento da nova literatura nacional.(SKOOB)

Agora aguardo ansiosa a escolha do nosso próximo livro, para o clube de leitura de janeiro.

Comentários

  1. Oi Clau gostei muito desse livro, li em um dia, não conseguia parar...
    Ah!!! Espero que não tenha continuação, também achei que o autor deixa um final em aberto mas, não tenho estomago para mais um livro com o Téo.
    Beijinhos
    http://meusamoresvariedades.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do livro, apesar de ler devagar, pois para meu gosto ele é um pouco forte. Mas amo a escrita de Raphael. Acredito que a maior preocupação dele foi passar um pouco de como um psicopata pensa, em como as pessoas são envolvidas por ele sem se dar conta da verdade e que ele ainda pode se safar no final de tudo.

    Aconteceram alguns furos, mas não acho que foi nada que apagasse o brilho da história, a meu ver.

    É como costumo dizer, o livro é mágico, age de formas diferentes em cada pessoa.

    Amei participar do debate e trocas de "visões". Muito gostoso e melhor ainda foi o respeito das meninas por cada opinião.

    Obrigada Clauo, por me agraciar com essa experiência.

    Bjoo

    ResponderExcluir
  3. adorei o livro, foi a primeira obra que li do Raphael Montes, acho que ele chegou no mundo literário para perturbar o leitor rsrsrs esse toque instigante me deixou viciada nos seus livros, sempre que tem um lançamento, fico ansiosa para degustar!

    ResponderExcluir

Postar um comentário