Eu Li: Socorro, Meu Filho Não Tem Limites! Augusto Cury - Academia/ Planeta de Livros

 Olá queridos!
Hoje, no dia em que comemoramos o Dia Mundial do Livro, trago para vocês o lançamento do Dr. Augusto Cury, Socorro, meu filho não tem limites! Do Selo Academia, da Editora Planeta de Livros.
 Augusto Cury dispensa apresentações. É hoje o autor mais lido nas últimas duas décadas no Brasil e psiquiatra mais lido da atualidade em todo o mundo! Acompanho seus livros desde o início e por isso mesmo estava muito curiosa para ler este lançamento.

No geral, eu gostei muito da leitura. Concordo totalmente com ele em vários assuntos considerados polêmicos, como diagnóstico errôneo de crianças com déficit de atenção e hiperatividade e seu excesso de medicação. Como profissional da área de saúde, também presencio muitos diagnósticos errados e isto é muito preocupante.

O capítulo três é o meu preferido. Nele Cury explica sobre os limites no dia a dia. Achei muito interessante, didático e atual. Vejam como alguns são fáceis e outros muito difíceis: dar valor ao dinheiro, arrumar a cama, guardar pratos e talheres, realizar tarefas escolares,usar celulares com inteligência, não usar celulares e outros dispositivos eletrônicos na mesa de refeição, não usar celulares nos finais de semana, jogar games com inteligência, ter horário para a prática de esportes e leitura de livros, não dar presentes em excesso. 
Serviu como ótima reflexão, não só para meus filhos (não é nada fácil mudar algumas atividades, principalmente em relação aos celulares e games), mas também para mim. Confesso que estou tomando mais cuidado com o tempo dedicado ao celular e as redes sociais principalmente. 
Cury explica que a retirada do smartphone de um jovem por dois ou três dias, produz sintomas como irritabilidade, ansiedade, humor deprimido, baixíssima tolerância a frustrações e agitação mental. Os mesmos sintomas de abstinência de uma droga psicotrópica. Isso é muito, muito grave!
Adorei principalmente a parte da importância da leitura e das atividades físicas. Estes são os melhores caminhos para manter as crianças saudáveis e formar adultos conscientes e preparados.


"E por que a leitura é tão importante? Porque os livros trazem coragem para o cansado, poder para o desanimado e criatividade para o pensador...
Quem tem prazer na leitura e na prática de esportes tem mais chances de não adoecer emocionalmente" (página 56)

Me peguei balançando a cabeça em concordância com suas reflexões. É inegável sua prática e a contribuição do seu trabalho não só para a psiquiatria, mas principalmente para a educação e a família. Entendo o seu tom incisivo e acho interessante que nos conte sobre seu trabalho, mas acredito que Cury exagerou um tantinho na exposição dos seus projetos. Se ela fosse um pouco menor, com certeza teria favoritado este seu livro.


"Pais felizes têm mais chances de formar filhos felizes. Pais mal resolvidos tendem a dar em excesso para os filhos tudo aquilo que não tiveram. E qualquer coisa em excesso - até mesmo água - pode trazer graves efeitos colaterais" (página 30)

Adorei a capa.  O título do livro é ótimo e chama a atenção do leitor. A diagramação da Editora Planeta é muito boa. Páginas amarelas, letras em tamanho confortável para leitura, bom espaçamento. Quanto a revisão encontrei alguns errinhos que podem ser corrigidos na próxima edição.  O livro é composto por oito capítulos e todos os títulos começam com "socorro". Uma leitura fluida e envolvente. Não é um livro técnico, sua linguagem é bem acessível e de fácil compreensão. Indicado principalmente para pais e educadores. 
Vale a pena a leitura! Leiam e depois me contem o que acharam. 

Título: Socorro, Meu Filho Não Tem Limites!  
Autor: Augusto Cury
Ano: 2018 
Páginas: 160
Editora: Academia
Avaliação: 4/5 
Livro cedido pela editora
Para comprar: Academia | Amazon.
Adicione o livro no Skoob.
SinopseEducar filhos saudáveis, inteligentes e socialmente responsáveis é o desejo de todos os pais. O que a maioria não sabe 
é como exatamente fazer isso. Que limites colocar; como corrigir e dialogar com inteligência; como acalmar a mente de filhos ansiosos; como amar sem criar pequenos imperadores. Educar uma criança ou adolescente é tarefa extremamente complexa, por isso essas dúvidas são tão frequentes. Partindo desses e de outros questionamentos, propõe uma importante reflexão sobre a educação inteligente, os limites saudáveis e a necessidade da gestão emocional dos pais para o sucesso da formação dos filhos. Afinal, pais felizes têm mais chances de formar filhos também felizes. Com técnicas e soluções práticas para impasses cotidianos – como o uso excessivo de celulares e games, a disciplina para realização das tarefas escolares, a colaboração com atividades domésticas, entre outros –, o autor ensina os pais a acalmar a própria mente para, então, pacificar a ansiedade dos filhos. É desafiador, mas os resultados são surpreendentes.



Comentários

  1. Clau, primeiro de tudo, parabéns pelo BEDA!
    Sobre o Cury, fui numa palestra dele há uns 6 meses e tive essa mesma impressão: ele exagera na exposição dos seus projetos. Dando esse desconto, gosto das reflexões e informações que ele traz. Esse livro novo parece bem interessante!

    ResponderExcluir
  2. Amei sua resenha! É tão bom conhecer livros através de posts como este! Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  3. Adoro os livros dele, e esse é um assunto muito bom, aqui a prática de exercício fazemos, segunda de manhã na escola (além da educação física no horário escolar) e aos sábados também na escola de futebol, quanto ao celular é usado para jogos mas tem dias que fica lá encostado pois a brincadeira rola solta.

    Adorei a dica do livro.

    Bjs Mi Gobbato

    ResponderExcluir
  4. Amei a resenha!!
    Eu nunca li nada do Augusto Cury, mas minha mãe leu muito e adorava. Uma boa indicação mesmo para pais e professores.

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada dele, mas já ouvi falar desse autor e seus exageros em determinados momentos. Mas, gostei, sobretudo, do título do livro porque as crianças contemporâneas são sensíveis e os pais cheios de receios. Também me preocupo com o essa mania farmaco na atualidade.
    Enfim, são tempos estranhos e ler ajuda a compreender.

    bacio

    ResponderExcluir

Postar um comentário